Latam Airlines Brasil

Devolução do valor ref trecho não utilizado

  • Missing geni genuino bronca    há quase 7 anos Balloon-quotation

    Meu filho, que tem cidadania européia, retornou ao Brasil depois de 5 anos vivendo na Inglaterra, porém não se
    readaptou ao nosso país e decidiu voltar a viver em Londres. Pesquisei os preços e optei pela Tam, por ser naquele
    momento o melhor, (R$ 3.429,73 ida e volta com todas as taxas) pois era mais barato que só a ida, e, segundo alegação das cias aéreas a ida e volta é mais barata por ser promocional e que esta é uma regra da IATA. Como ele não vai retornar no prazo de um ano, cancelei o trecho de volta e a Tam me devolveu R$ 450,44. Vale lembrar que só a taxa de embarque em Heathrow é de mais de R$ 500,00 e esta taxa não será paga pela TAM ao aeroporto londrino. Temos que acabar com este abuso ou estou errado?

  • P1020435 Pieter van der Meer    há quase 7 anos em resposta a Geni Bronca Balloon-quotation

    Pode ser abusivo, mas regra é regra, não tem como burlar.
    Eles realmente só devolvem a taxa de embarque.
    Mas você ainda teve sorte, em outros casos vocês tem que pagar para cancelar o trecho (no-show ou multa).
    Então não dá para reclamar demais, poderia ser pior.

  • Missing geni genuino bronca    há quase 7 anos em resposta a Pieter Meer Balloon-quotation

    Valeu, mas não é questão de burlar, mas sim, fazer um movimento no sentido de corrigirmos estas distorções. Os protestos de junho estão surtindo algum efeito, e acho que valeria até junto a IATA, se nós viajantes fizessemos alguma pressão.
    Grato

  • Missing Gisele    há mais de 6 anos Balloon-quotation

    hoje, no jornal hoje vi uma matéria sobre uma decisão que considera abusiva a cobrança de multa maior do que 20% para cancelamento de pacotes com agências. Fiquei pensando justamente nisso, Geni.
    Se para as agências multas acima de 20% do valor são abusivas, pq não são para empresas aéreas?
    Puro lobby!

    outro exemplo, desde quando resoluções da anac valem mais do que a legislação?
    Se o cod de defesa do consumidor diz q compras não presenciais tem prazo de 7 dias para arrependimento,pq não vale para as aéreas?
    OK, as desculpas deles são de que teriam q subir passagens, dar operacionalidade, blá blá blá...
    mas pq a lei não se aplica a eles?

    pois é...

Enviar Comentário