Fernando de Noronha

RESUMO DA NOSSA VISITA A NORONHA!

  • 998 monica    há 4 anos Balloon-quotation

    Depois de fuçar tantas dicas bacanas aqui e ali fizemos uma viagem pra lá de inesquecível e gostaria de dividir com vocês minhas impressões (bem particulares!).

    Fizemos o trecho Recife/Noronha pela GOL, vôo tranquilo de cerca de 1 hora de duração, serviram apenas água mineral no trecho...

    Você pode levar por pessoa 23k de bagagem, que pode ser dividida em mais de uma mala, o importante é a soma do peso.

    Prefira os assentos do lado esquerdo pois vc vai ver uma mega paisagem logo na chegada!

    Desta forma levei uma mala maior com roupas e objetos pessoais e uma mala menor (tipo mala de mão) contendo... Água mineral/ suco de caixinha/ biscoitos/ frutas/ pão de forma/ patê/ Toddynho... Bastante economia!

    Despachamos as duas!

    Chegamos na ilha já com as taxas de preservação pagas antecipadamente, mas chegando lá você entra numa fila e pode pagar na hora, aceitam cartão de crédito, percebi muitas pessoas que não tinham conhecimento da taxa e foram pegas de surpresa!

    Inclusive algumas que foram através de famosas agências de turismo!

    Tem também a taxa de entrada no Parque, que você precisa apresentar em vários lugares que for, paguei R$ 99.00 por pessoa é valida por 10 dias.

    Nossa pousada tinha convênio com uma empresa que fez o transfer do aeroporto até a hospedagem sem cobrar e se fizéssemos algum passeio pela agência teríamos direito ao transfer de volta sem custo também (não fizemos passeio com eles), pagamos táxi no retorno.

    Ficamos na Pousada Algas Marinhas, no bairro Floresta Nova, era a última pousada de uma rua sem saída, no caminho tem uma pousada do lado da outra, a rua bemmm esburacada, íamos a Praça Flamboyant a pé várias vezes, cerca de 5 minutos de caminhada!

    A pousada era simples mas honesta, limpa, cheirosa, boas camas, roupas de cama e banho bem cheirosas, café da manhã suficiente e ainda servem um cafezinho da tarde...

    Apenas no quesito atendimento dos proprietários a pousada deixou a desejar, muito impessoal e frio o atendimento, circulamos várias vezes perto deles e nem mesmo aquela velha pergunta...

    Está tudo bem? Estão gostando dá ilha? NADA! Enfim.....

    Pra compensar tinha uma senhorinha (funcionária!) que cuidava do café da manhã que fazia todas essas honras! Uma graça ela!

    Acomodados fizemos o reconhecimento da Vila dos remédios e Praça Flamboyant, fizemos tudo a pé até a Praia do Cachorro e do Meio, tudo bem próximo!

    A cidade está um "tanto" abandonada se falarmos de urbanização e preservação, pela taxa diária que se paga achei que o lugar seria mil vezes mais bem cuidado, muito lixo, principalmente de resto de obra próximos as pousadas, bueiros abertos, tínhamos que caminhar pela rua pois as calçadas não ofereciam condições de tráfego ou mesmo não existiam, e os carros trafegam numa velocidade incompatível a vila...

    No segundo dia fizemos o Ilhatour com o guia Stefano Guia Turistico Fernando de Noronha... SUPER RECOMENDO! Além de excelente guia é um fotógrafo e tanto!

    Sem palavras! O cara é muiiiiito bacana! Ficou conosco até o pôr do sol, fez conosco um passeio de reconhecimento geral da ilha, o que nos deu já uma noção bem bacana do lugar!

    Mergulhamos no Sancho, no Porto e também no Sueste com ele, vimos tubarões, peixes, tartaruga e outras espécies de peixes.

    Stefano dizia... "Vai de BOA" só não perseguir e em querer pegar nos animais, e assim foi! Mega top excelente avistar bem pertinho animais belíssimos!

    E assistimos o por do sol em frente aos Morros Dois Irmãos, com acesso pela Cacimba do Padre...Espetacular!

    Pedimos que nos levasse num lugar bom bonito e barato para almoçar e assim ele fez, almoçamos no Porto, barraca da Tia Regina, refeição de 50 a 75 reais(frango, peixe ou carne) dava pra 3 pessoas!

    Resultado....Almoçamos lá 3 vezes durante nossa estadia na ilha!

    Tia Regina é a Primeira barraca a direita na praia do Porto.

    No dia seguinte fizemos o passeio por mar com o Barco Trovão dos Mares...

    A empresa buscou todos em suas pousadas e seguimos para o porto, embarcamos num catamarã de dois andares.

    Passamos pelos pontos e praias dá ilha desde o Porto até a Ponta da Sapata....

    A tripulação explica sobre os locais, meio no automático sem muita interação ou animação.

    Parada de duas horas para mergulho e almoço na Baía do Sancho.

    Tem colete, máscara, snorkel e pé de pato disponivel e sem custo para os passageiros....

    Ao retornar ao barco tem um self service nos aguardando...

    Num balcão único...

    Peixe frito, lasanha de peixe, arroz, farofa, molho vinagrete, sashimi com um tipo de peixe, sobremesa melancia e melão.

    As bebidas você paga a parte ou pode levar seu cooler (é permitido)

    Pagamos R$ 250,00 por pessoa, pelo que vimos era a empresa mais cobiçada da ilha, portanto a mais cara, numa avaliação geral, experimentaria outra empresa numa próxima visita!

    Bem, depois de feitos esses dois passeios , praticamente você já conheceu 90% de Noronha e já é capaz de selecionar seus próximos passeios para fazer com mais calma e curtir as belezas naturais...

    Nossa ideia inicial era alugar um Buggy para o período restante, o que nós daria mobilidade e economia de tempo na ilha, mas analisando friamente, a diária mais barata do Buggy era 250,00(chorando) ainda teria o combustível e o risco do veículo quebrar ou qualquer outro inconveniente....

    Pesquisamos as tarifas dos táxis, entre 15 e 38 reais dependendo do local, não faríamos mais que dois lugares por dia, calculando por alto se fizéssemos quatro corridas por dia gostaríamos cerca 160 pela corrida mais cara! Ou seja vale mais a pena andar de táxi!

    Sobre telefone e internet TIM pega perfeitamente!

    Pegamos um chip só pra usar na viagem e atendeu perfeitamente, só na Praia do Boldro que não pega nada!

    Sobre as trilhas, fizemos Abreus, Atalaia Curta e São José, todas agendadas previamente pelo guia Stefano...

    Abreus e Atalaia curta fizemos sozinhos, Morro São José é necessário acompanhamento de guia e lá fomos nós com nosso Personal Top Guia Stefano!

    Abreus tem uma caminhada e depois uma descida bem chatinha (sobe pelo mesmo lugar) inclusive precisei usar apoio das cordas existentes na descida para não escorregar, chegando encontramos uma piscina pequena com várias espécies marinhas, bem bacana....

    Atalaia curta tem caminhada mais tranquila, a piscina é mais extensa que Abreus porém MUiTO rasa!

    No fundo o morro do Frade torna a vista ainda mais bela!

    Morro São José....Para tudo!

    Incomparável!!!!

    A trilha pode ser feita uma parte caminhando por pedras e outra parte a nado, porém no dia o mar estava bem agitado e só seria possível fazer todo o trajeto pelas pedras, meio punk mas a piscina natural compensa todo o sufoco!

    Em todas as trilhas eu recomendo o uso daqueles sapatos de caminhada que podem ser molhados, principalmente na São José e Abreus impossível ir de chinelo!

    Se for usar tênis use meia pois o atrito do tênis molhado com os pés causou várias bolhas em alguns amigos....

    É obrigatório o uso de coletes e máscara em algumas trilhas, você sempre terá que pagar o aluguel do equipamento, nós levamos daqui!

    Tenha sempre na mochila um Bom protetor solar e Repelente!

    Fazendo as trilhas você usa praticamente o período da manhã somente, podendo depois do almoço programar outra atividade, nós íamos cada dia numa praia e curtimos bastante!

    Inicialmente tínhamos ideia de fazer Mergulho batismo, canoa Havaiana, entardecer VIP entre outros...

    Mas os mergulhos de snorkel que fizemos no Sueste, Sancho e Porto, já foram suficientes pra nós e quanto as outras atividades preferimos curtir sem muita programação, íamos a praia, assistimos por do sol em diversos locais diferentes apenas caminhando....

    Fomos ao bar do meio a pé (tranquilo) assistimos ao por do sol por lá sem precisar consumir nada, bebemos algo sem compromisso e retornamos a vila....

    Gostamos bastante da Tapioca dá Babalu também perto da Praia do cachorro, vai a pé! Tapioca em média R$12,

    Quanto aos restaurantes "badalados" fomos ao Zé Maria e qual não foi a nossa surpresa ao pagar 98,00 numa refeição para duas pessoas....

    No Rio de Janeiro essa é a média dos restaurantes, então aquela coisa de é "tudo caro" foi desmistificada, existiam pratos mais elaborados e mais caros, mas não passavam de 130, 140, reais....

    Outra coisa muito bacana é o trabalho do Projeto Tamar, ficamos encantados! Vale a pena reservar ao menos uma noite para chegar ao projeto, as palestras começam as 20h e tem duração de cerca de 1hora, escolhemos o dia da Tartaruga Marinha, mas cada dia se fala de um assunto diferente!

    Usamos também o ônibus, passagem 5 reais, viagem tranquila, ruim é quando demora a passar...

    BOM VIAGEM AO PARAISO

  • Missing Felipe    há quase 4 anos Balloon-quotation

    Ótimo Post Mônica!
    Estou indo para Noronha no mês que vem e gostaria de saber se você tem algum contato do guia Stefano que você recomenda no seu Post, ou então se você tem alguma informação de como encontrá-lo lá?
    Obrigado!

Enviar Comentário