Tico Brazileiro
Tico Brazileiro

  1. Avaliações de Santiago Profilepicture Tico Brazileiro
    Recife - PE há mais de 7 anos
    8,0
    Bom

    A proposta de ida a Santiago do Chile é TOTALMENTE diferente de quem foi/ vai a Buenos Aires. Os estilos são radicalmente diferentes e eu costumo brincar que ao acabar a noite no Chile, está se começando na Argentina. Na última vez que fiquei por lá, procurei ficar no bairro da Providencia (o mais bem localizado com shopping center, casas de câmbio, lanchonetes e restaurantes), mais precisamente no RQ Providencia Suites (que é um flat MUITO BOM/ confortável e com preço super acessível).
    Dito isto, vale a pena caminhar nos arredores do bairro da Providencia e visitar o novíssimo Shopping Costanera ou desfrutar de um belo jantar no Restaurante Giratório (que é bom fazer uma reserva).

    O que todo mundo quer saber são os passeios. E aqui vão algumas dicas para um velho marinheiro do Chile. Já estive em Santiago em três oportunidades, inclusive no Chile do General Pinochet. Chegando lá, eles te oferecem DIVERSOS passeios por preços aparentemente bacanas, mas não é bem assim. Nem tudo são flores! O City Tour (que mostra a Plaza de Armas, Mercado Público, Cerro Santa Lucia, Catedral Metropolitana e Palacio de La Moneda) custa cerca de 20.000 pesos ou R$ 85,00. Minha sugestão? Pegar um metrô da "Línea 1" e descer inicialmente na estação Baquedano (e no sentido San Pablo). De lá vocês andam um pouco até chegar no Cerro San Cristóban, que tem uma visão panorâmica da cidade de Santiago e dos Andes no fundo. No caminho, é possível ver o belo prédio da cia Telefônica.

    Após este passeio, há duas opções: uma caminhada de cerca de 6km até o Mercado Público (sempre beirando o canal), aonde se passa pela Biblioteca Nacional e se conhece Santiago andando ou pega-se um táxi para ganhar tempo. No mercado, acho importante experimentar um pouco de Centolla ou Ceviche e pisco sauer, comidas típicas de Santiago.

    Ao sair do Mercado Público, é possível caminhar até a Plaza de Armas, aonde além de conhecê-la, está a Catedral Metropolitana. Atenção apenas nos seus pertences e bolsas! Por lá há muitos batedores de carteiras e furtos imperceptíveis! Finalizando o city tour e se não estiverem MUITO CANSADOS, é possível ir caminhando até o Palácio de La Moneda (sede do Governo chileno) e pegar um metrô na estação "La Moneda" ou um táxi de volta ao hotel, depois de um dia desgastante. Nisso tudo, houve uma economia de "apenas" R$ 70,00/ R$ 75,00.

    Há um outro passeio imperdível que é o de conhecer a famosa vinícola da Concha y Toro. Por lá eles cobram cerca de 28.000 pesos (R$ 115,00) com o ingresso de entrada (que custa 8.000 peso ou R$ 33,00). O que eu sugiro, se tiver tempo e quiser conhecer Santiago por dentro? Ir de metrô! Como eu estava na Providência, fui até a estação Pedro de Valdívia("Línea Roja/ 1"), descendo na estação TOBALABA e lá pegando conexão com a linha verde/ preta e pegando o metrô até a última estação (que fica próxima a Concha y Toro). O trajeto dura cerca de 40 minutos, mas motra toda Santiago, inclusive o subúrbio! É bastante interessante! Chegando na estação final, há DIVERSOS taxistas que levam para a Concha y Toro, por um preço fixo... dá cerca de R$ 15,00 o valor! Ou seja, é mais longo e trabalhoso, mas dá para economizar legal nisto e conhecer/ viver bem Santiago do Chile.

    Por fim, como era mês de Junho e havia MUITA NEVE, acabei sendo obrigado a contratar um transfer até o Valle Nevado e com parada em outra estação de esqui, que era El Farellones. As saídas eram as 7:30 e volta as 17:00 e todo hotel/ pousada tem um folheto que mostra isso! O preço disso foi cerca de 29.000 pesos chilenos (R$ 130,00). Apesar de cansativo vale MUITO a pena, é um passeio maravilhoso. O ponto negativo é que eles param numa loja de esqui para "brasileiros" (em português mesmo) e não aceitam pagamento dos equipamentos de esqui em cartão de crédito, só "en efectivo"!

    Também aconselho, dependendo do tempo pegar um ônibus da TURBUS e conhecer Viña del Mar e Valparaíso, mas isso é numa outra avaliação!

    De uma forma geral, Santiago é uma cidade moderna, fantástica e cheia de coisas. Para os que tem dúvidas com relação aos preços, Buenos Aires é mais barata. Entretanto, alguns artigos podem ser comprados baratos em lojas como a Fallabela. Jaquetas da Tommy, máquinas fotográficas, bebidas (inclusive no mesmo preço do freeshop, quando convertido)! Fiquem atentos...

    Para os que adoram compras, eu indico o Shopping Parque Arauco. É moderno e tem além das compras uma praça de alimentação e setor comum fantástico.

    A casa de câmbio é péssima e não tem um Banco, como na Argentina, no desembarque. Somos praticamentes obrigados a fazer um câmbio com cerca de R$ 0,50 a menos do que deveria por conta disto.

    Outro ponto negativo é o taxi tabelado que eles fazem por lá. Do aeroporto até o bairro da Providencia, aonde fiquei, foi cobrado 16.000 pesos chilenos, mas depois de MUITO NEGOCIAR e ameaçar pegar uma van, que saía mais barato um pouco, consegui baixar para 14.000 pesos chilenos, que deu cerca de R$ 58,00. Portanto, tentem sempre negociar.

    No chile há MUITO FURTO! Cuidado com seus pertences. Apesar da polícia ser bastante rigorosa, os "Carabineiros", há muitos problemas neste sentido! Especialmente em locais movimentados como a Plaza de Armas.

    Avaliacao-santiago

    Comentários da avaliação

    • 264mw Camille Panzera há mais de 7 anos

      Oi, Tico! Obrigada pela contribuição. Já li diversas dicas suas, são sempre úteis! :)

    • Profilepicture Tico Brazileiro há mais de 7 anos

      Olá Camille! Que bom que gostou... eu até mandei um email para o Melhores Destinos, dando um link do meu canal no youtube... além de escrever sobre os lugares, eu resolvi fazer vídeo mostrando e dando dicas... se quiser ver, tem inclusive do Chile por lá! www.youtube.com/ticoso
      Beijos e espero que goste! =)

    • 264mw Camille Panzera há mais de 7 anos

      Legal, valeu! :)

    • 215510101501747095160692386137n Filipe Lyrio há mais de 7 anos

      muito bom!

    Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.