Tico Brazileiro
Tico Brazileiro

  1. Avaliações de Paris Profilepicture Tico Brazileiro
    Recife - PE há mais de 6 anos
    9,0
    Bom

    Em meados do século X, um pequeno vilarejo situada numa espécie de cruzamento entre rios e estradas e no centro de uma região agrícola, tornou-se a mais importante cidade da França. Trata-se de de Paris, uma cidade referência em todo o planeta, que é cercada por inúmeros monumentos. Seja pelo seu papel político, econômico e social assumido ao longo dos anos, não há como negar que a cidade é um poço de história por todos os lados. Seja com a Tomada da Bastilha, que deu início à Revolução Francesa, dando origem aos ideais de liberdade, igualdade e fraternidade, ou com Napoleão que tornou uma mera cidade medieval numa cidade moderna. Os dados não mentem: a capital francesa é o destino preferido dos turistas do mundo todo, atraindo cerca de 30.000.000 de pessoas por ano.

    Considerando o fato da cidade ser a mais visitada do mundo, não é tarefa simples encontrar bons hotéis a preços mais baixos, além de disponibilidade. Uma opção bastante confortável e em conta, é um hotel da Rede Accor, o Novotel Paris Est (http://www.accorhotels.com/gb/hotel-0380-novotel-paris-est/index.shtml). Apesar de um pouco mais afastado, no bairro de Bagnolet, ele conta com café da manhã incluso, além de uma área cercada por mobilidade e ótimo transporte público, como ônibus e metrôs, que levam para as atrações no centro da cidade. A estação mais próxima é a Gallieni, da linha 3 e que fica por trás deste hotel. Uma vez utilizando a estação, a dica fica por descer algumas estações depois, na République, aonde é possível pegar conexões com as linhas 5, 8, 9 e 11 ou na estação Opéra, que faz parte da mesma linha 3, com origem na estação Gallieni. De toda forma, o metrô e suas linhas são bastante simples de se entender, não há como se perder.

    Uma das maiores atrações da cidade é a "mais bela avenida do mundo" ou simplesmente La plus belle avenue du monde, como os franceses chamam a famosa Avenida des Champs-Élysées. Cercada por cinemas, cafés, restaurantes, lojas de grifes famosas, a avenida é detentora do metro quadrado mais caro do continente europeu. Uma curiosidade sobre a origem do nome, é uma referência ao Campo Elísios, da mitologia grega, que era o lugar dos mortos. Sem dúvidas o mais interessante é ter bastante tempo para poder andar pela avenida, de ponta a ponta. Em uma de suas extremidades, é possível admirar um dos cartões postais da cidade, que é o Arco do Triunfo. O monumento foi construído como uma forma de eternizar as glórias e conquistas do Primeiro Império Francês, liderado por Napoleão Bonaparte. Depois de uma longa caminhada, o ideal é escolher um dos vários restaurantes e degustar um pouco dos sabores da capital francesa. Uma boa opção é uma trattoria, a Brasserie Vesuvio que possui uma Bruschetta que considero pedido obrigatório. Quem quiser conferir na próxima passagem por Paris, basta ir no endereço: 144 AV. Des Champs-Elysées 75008.

    A próxima parada é num dos melhores lugares de Paris: o bairro boêmio de Montmartre. A região é considerada ao mesmo tempo assustadora e charmosa, por conta de suas ruas arborizadas. Além do mais, é possível acompanhar trabalhos de pintores de rua, artistas e claro, os diversos cafés e cabarés, símbolo da rua. Uma das vistas mais impressionantes da cidade, fica no alto da colina, aonde está o famoso Sacré-Couer, que já foi palco de comandos militares (por ser um ponto estratégico). Alguns dos mais famosos artistas eram frequentadores assíduos do bairro, como Monet, Van Gogh e Ronoir, o que certamente ajudou a trazer seguidores e transformá-lo e algo mais descontraído. Com o tempo isto não mudou, ainda é possível perceber no ir e vir das pessoas vários artistas de rua, criando suas peças ou simplesmente tentando fazer caricaturas dos turistas. Antes de iniciar a subida da colina, é importante parar para conhecer o Moulin Rouge, mais antigo e famoso cabaret da cidade e símbolo da noite parisiense. Este é o momento para se informar sobre os seus diversos shows, que apesar de caros, valem a pena e ainda dá direito a uma garrafa de champanhe por pessoa na mesa.

    Ainda no bairro mais boêmio de Paris, todas as atenções se voltam para o ponto mais alto da cidade, que é a colina da Basílica do Sacré-Coeur (Sagrado Coração). Um belo templo com tonalidade clara, é um dos lugares mais visitados em toda a França, segundos dados. Símbolo máximo do bairro, sofre influências da arquitetura romana e bizantina, além de ter um formato de uma cruz grega e formando quatro cúpulas. Aproveitando a visita a esta catedral, é imperdível uma volta na Place du Tertre, que é rodeada por restaurantes, cafés e bares, que são ideias para se sentar, degustando um belo vinho "nacional" (que tal um Châteauneuf-du-Pape? Ou um Côtes du Rhône? Já sei, prefere um Bordeaux Supérieur!) e observar artistas criando diversos quadros ou fazendo caricaturas dos turistas que por ali passam. O interessante é sem dúvidas curtir o lugar e tentar sair um pouco do circuito turístico óbvio, andando pelas escadarias e ruelas do bairro e entender um pouco mais do charme de Montmartre.

    Uma atração imperdível e que é impossível de se conhecer em apenas um dia é o Museu do Louvre (Musée du Louvre), que está no Palácio do Louvre e é um dos maiores e talvez mais famoso museu do planeta. Se bem observado, o seu pátio central, aonde há uma pirâmide de vidro está alinhado com o centro da Avenida Champs-Élysées. Um espetáculo, que conta com as mais famosas obras do Mundo como a Monalisa, Vênus de Milo, Rembrandt, Michelangelo, entre outros. Para os que não gostam de obras de arte, mas preferem um pouco de história, é possível apreciar cerca de oito m Il anos da cultura de toda a civilização oriental e ocidental, como por exemplo, o famoso Código de Hamurabi, artefatos dos egípcios, gregos, romanos, entre inúmeras outras peças da Europa Medieval, Renascentista e contemporaneidade. Para se ter uma noção, o Louvre é o museu mais visitado do mundo e é preciso ter um bom condicionamento físico. Ao final do passeio, certamente os pés estarão doendo de tanto andar de galeria em galeria.

    A exemplo do que acontece em Nova York, com a Macy’s, Paris tem a sua maior loja de departamentos e que não fica por baixo: a Galeria Lafayette (http://www.galerieslafayette.com/), que conta com cerca de 10 andares do mais alto padrão do consumismo mundial, repleto de lojas de grifes internacionais. Próximo dali, encontra-se uma filial do Hard Rock Café, que fica mais precisamente na 14 Boulevard Montmartre e segue o padrão de toda rede de lojas do mundo inteiro.

    No centro de Paris, encontramos seu “edifício” mais alto e visitado da cidade. Trata-se da famosa Torre Eiffel, construída no Campo de Marte, que fica na região central da cidade durante uma exposição mundial que ocorreu no local. Construída para honrar o centenário da Revolução Francesa, a torre foi construída para ser uma estrutura temporária e após a amostra ser desmontada. Conta a história, que prestes a ser demolida no início dos anos 1900, ela se salvou por ter seu grande valor como antena de transmissão, por incrível que pareça. Durante cerca e 40 (quarenta) anos o monumento ostentava o título de mais alto do mundo (com seus 324 metros), mas acabou perdendo o trono para o prédio da Chrysler, em Nova York. O fato é que a Torre Eiffel é o cartão postal da cidade e já recebeu mais que 244.000.000 de visitantes, desde sua inauguração. A dica fica em chegar no final da tarde, para curtir um bonito pôr do sol, além de acompanhar as luzes da cidade acedendo.

    Por fim, vale a pena visitar a Catedral de Notre Dame, situado na Praça Parvis e rodeado pelas águas do Rio Sena. Essa catedral é uma das mais antigas da França e tem seu estilo gótico, característico da Europa. Um passeio muito interessante é nos barcos do Bateux-Mouchés, que são embarcações voltadas para o turista, para conhecer um pouco mais da história das pontes e da própria cidade, sob a perspectiva do Rio Sena.

    Aproveitem e confiram um pouco do vídeo que postei no meu canal do youtube mostrando de forma interativa a cidade luz:http://www.youtube.com/watch?v=sOx5nQ9uMb8&list=TL437qLcRQRo0NaTKw-8WZcl5nBydBI7G3

    Se quiserem outras dicas (inclusive de outros lugaress) que, em conjunto com as diversas do Melhores Destinos, podem adicionar/ ajudar e muito a sua viagem, convido todos a conhecerem o meu blog, baseado nas minhas próprias experiências pelo Brasil e pelo Mundo.
    Basta acessarem o endereço abaixo:

    www.ticobrazileiro.blogspot.com.br

    Espero que gostem.

    Para as pessoas que não conseguem ficar desconectadas, o wifi em Paris é algo difícil de se encontrar. Nem todos os restaurantes e bares disponibilizam para que o cliente use. Além disto, a maioria dos banheiros em locais turísticos são cobrados uma taxa "simbólica" para uso.

    Avaliacao-paris Avaliacao-paris Avaliacao-paris Avaliacao-paris Avaliacao-paris Avaliacao-paris
    Seja o primeiro a comentar essa avaliação. Cadastre-se ou faça login.