Melhores Destinos
São Francisco
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Alcatraz

Em meio às águas geladas da Baía de São Francisco, a Ilha de Alcatraz reina absoluta. Originalmente terra indígena, a “Isla de Los Alcatraces” (nome dado pelo conquistador espanhol Juan Manoel Ayala) virou forte militar em 1859 e protegeu a baía até o final da Guerra Civil, em 1865. O local, que já foi prisão militar, tornou-se um presídio federal de segurança máxima em 1934 e fechou as portas em 1963. Atualmente a ilha funciona como parque e integra a Golden Gate National Recreation Area.

A mítica Ilha de Alcatraz até hoje gera curiosidade. Turistas de todo o mundo disputam uma vaga para visitar o lugar e saber um pouco mais sobre o antigo presídio federal. E quando falamos “disputam” não é exagero; o ingresso (que na verdade é o tíquete da balsa que leva até lá) esgota-se com até um mês de antecedência.

Quem consegue uma vaga não se arrepende. É um dos mais interessantes passeios da cidade. O tour parte do Píer 33 a cada meia hora. O percurso, realizado em um ferry, dura pouco mais de dez minutos e você terá a chance de fazer belas fotos no caminho. Todo grupo que aporta na ilha é recepcionado por um guarda que dá as explicações básicas sobre o lugar e encaminha os visitantes para o início da rota de visita. Não tenha pressa. A visita não tem tempo de duração e você poderá seguir o seu ritmo, ver a vista de São Francisco e fazer belas fotos dos jardins antes de chegar à prisão.

A primeira parada é na sala de banho, onde todos os visitantes recebem um audioguia (disponível em português) para seguir a visita, o que torna o percurso muito mais interessante, divertido e eficiente. O tempo total do tour guiado, se você conseguir todas as direções do áudio, é de 45 minutos.

O turista ouvirá sobre a história do presídio, as fugas mais famosas (uma delas executada com uma colher), os presos ilustres (entre eles Al Capone) e como era o dia a dia de Alcatraz. Basta seguir as orientações do áudio para ver exatamente o que ele conta. Você andará por celas, refeitório, salas de visita, pátio do banho de sol, sala da direção e outros ambientes. Os depoimentos no áudio são de ex-funcionários e prisioneiros que realmente viveram a realidade da prisão.

O passeio termina ao ar livre, com o belo jardim cultivado entre os pássaros que dão nome à ilha. A vista para a baía impressiona, mas o vento é forte; por isso, não esqueça o casaco. Além do tour diário, o turista mais corajoso poderá fazer a visita durante a noite. É ainda mais emocionante!

Ao todo, nos anos em que Alcatraz esteve em funcionamento, 36 presos tentaram escapar. Do total, 23 foram recapturados, seis morreram baleados e dois, por afogamento. No entanto, cinco deles nunca foram encontrados. A prisão fechou as portas em 21 de março de 1963.

Tíquete

Há apenas uma empresa autorizada a realizar o percurso de barco até Alcatraz. O valor do ingresso cobrado é para este transporte, já que a entrada na ilha é gratuita. O tíquete pode ser adquirido on-line, com cartão de crédito, ou no guichê localizado no Píer 33. Muitas empresas vendem pacotes de passeio para Alcatraz, porém não garantem o tíquete na data acertada.

Valores

Tour diurno – das 8h45 às 15h50 (o último retorno acontece às 18h30): adulto (+12), USD 30; infantil, USD 18,25;

Tour noturno – às 17h55 e às 18h30 (o último retorno acontece às 21h25): adulto (+12), USD 37; infantil, USD 18,25.

O ingresso tem hora marcada para embarque.

Caso não encontre tíquetes para os passeios regulares, tente o tour que segue para Alcatraz e Angel Islanda - o custo é mais alto (USD 63) e é exatamente por isso que sobram mais vagas.

Venda on-line - www.alcatrazcruises.com.


Alcatraz

Pier 33

São Francisco

http://www.alcatrazcruises.com