Lençóis Maranhenses

Onde comer nos Lençóis Maranhenses

A viagem para os Lençóis Maranhenses exige alimentação reforçada para dar conta do sobe e desce das dunas. E não será um problema encontrar saborosos pratos por lá. Na verdade, alguns são tão famosos que viraram até mesmo ponto turístico. É o caso do Camarão da Luzia e o Camarão do Antônio, concorrentes diretos no Canto de Atins e que alimentam a curiosidade dos turistas com a “briga” de família que levou a ter dois restaurantes.

A comida na região dos Lençóis Maranhenses oferece tanto pratos comuns ao paladar de todos os brasileiros quanto sabores bem regionais, como peixada, caldeirada, camarão no abacaxi, arroz de cuxá, galinha caipira e carne de sol. Não há como estranhar as deliciosas tapiocas e a fartura de camarão na região, com destaque para os preparados à base de coco. Sem falar na delícia dos sucos naturais à base de frutas como caju, bacuri e buriti. Não faltarão opções para saborear depois de um dia de passeios.

Onde comer em Barreirinhas

Quem se hospeda em Barreirinhas encontra opções bem variadas. À beira do Rio Preguiça, os restaurantes disputam a atenção dos turistas com cardápios variados e preços até acessíveis para uma cidade tão turística. Uma refeição comum pode custar menos de R$ 20, enquanto um prato bem elaborado, nos melhores restaurantes, fica entre R$ 60 e R$ 80 para duas pessoas. A “orla” de Barreirinhas é repleta de restaurantes, entre os mais procurados estão o Bambu e o restaurante A Canoa, localizados à beira-rio e com cardápio mais “refinado”. Já o Jacaré oferece pratos mais exóticos e também PFs a preços bem acessíveis. Um pouco mais afastado da orla, mas com deck para banho no Rio Preguiça, o Restaurante Terral oferece peixe frito fresquinho e ainda redes dentro da água para relaxar. Mas se a pedida for por um prato rápido, entre o passeio da manhã e da tarde, o melhor é investir no self-service do Gaúcho, localizado bem no centro e com comida sempre pronta para quem está na correria. Há várias opções com preços e cardápios bem variados, vale até investir nos hambúrgueres gordurosos, nas pizzas e nas tapiocas sempre quentinhas e recheadas.

Barreirinhas

Para os turistas que farão o passeio até Caburé, o almoço faz parte do roteiro. A parada na praia tem tempo para a refeição e o guia sempre indica um dos restaurantes. Você poderá ir a outro, se desejar. As cabanas estão localizadas próximas à beira do Rio Preguiça e servem principalmente pratos à base de peixe, camarão e caranguejo, mas há também opções de carne de sol e frango. O restaurante mais procurado é o Cabana do Peixe, mas vale conferir também o Restaurante do Gringo. Os preços não são muito amigáveis e um peixe grelhado para duas pessoas custa quase R$ 100. Se não estiver preparado para isso, leve um lanchinho e fique curtindo a praia sem gastar o tempo no restaurante.

Cabure-vassouras-e-mandacaru-de-lancha-ou-quadriciclo

Onde comer em Atins e no Canto de Atins

Atins é um pequeno povoado ainda pouco explorado pelos turistas, mas o lugar começa a ganhar contornos bem diferentes de Barreirinhas e Santo Amaro. Por lá, os novos empreendimentos e restaurante têm ar mais descolado e despojado e a tendência é que continue assim. Porém Atins é marcado mesmo pelos famosos camarões na brasa com molho secreto, que são receita de família da Luzia.

Lencois-maranhenses

Conta-se na região que ela e o irmão pescador, Antônio, se desentenderam no passado. E daí surgiu o restaurante concorrente, do Antônio. Hoje os dois, o Restaurante da Luzia e o Restaurante do Antônio, recebem turistas lado a lado para experimentar a famosa iguaria de Atins. Os restaurantes fazem parte da parada para almoço de quem realiza o passeio para o Canto de Atins a partir de Barrerinhas ou quem visita a Lagoa da Capivara saindo de Atins. E vale a fama! O camarão é macio, suculento, com sabor defumado e um molho especial que ninguém sabe a receita. Nós experimentamos os dois e eles são diferentes, apesar de dizerem que são iguais. Por isso, tente ir nos dois, que são igualmente saborosos. Depois do almoço, aproveite os redários para descansar antes de seguir o passeio.

Lencois-maranhenses

Já no povoado de Atins, quem atrai todas as atenções é o Pizza Napolitana, na Pousada Maresias. A massa é digna das melhores pizzarias e o ambiente delicioso. Dá vontade de repetir todas as noites! Para variar, experimente a caipirinha de caju e as massas da pousada Cajueiro ou os sabores com música ao vivo no Sebastian Bar. Quer curte experiências diferentes e não resiste a um menu mais elaborado pode entrar em contato com a pousada La Ferme de Georges e agendar um jantar mais refinado. Se a pedida for um petisco ao final de tarde e de frente para o mar, sente-se às mesas do Bar.CO, que serve comidinhas rápidas e drinques deliciosos com vista para o pôr do sol. E se o desejo for por comidas mais regionais e bons preços, não deixe de conferir o Restaurante Sarnambi e o Céu Aberto.

Lencois-maranhenses

Vale dizer que Atins é um povoado bem pequeno, as ruas não têm iluminação e tudo fecha bem cedo. Mesmo os restaurantes mais movimentados não costumam permanecer abertos depois das 22h. Fique atento ao horário para não correr o risco de passar fome. Na emergência, se os restaurantes estiverem fechados, procure refeições nas pousadas. Muitas delas servem jantar aos hóspedes. É o caso da Pousada Jurará, da Pousada Flamboyant e da Pousada Irmão Atins.

Lencois-maranhenses

Onde comer em Santo Amaro

Entre as cidades base dos Lençóis Maranhenses, a que oferece menos opções de refeições é Santo Amaro. Por lá, não há muita variedade de restaurantes e os que existem são bem simples. Nada, no entanto, que seja um problema. Para o dia a dia, entre os passeios da manhã e da tarde, a pedida é o Restaurante do Gordo, com PFs saborosos e preços bem acessíveis (não chegam a R$ 20). Ao final do dia, não deixe de tomar o sorvete na Casa do Picolé para relaxar depois do passeio. Os produtos são artesanais e feitos na própria loja, com sabores exóticos e frutas bem regionais.

Santo-amaro-do-maranhao

Para a noite, vale experimentar os restaurantes da Pousada Cajueiro, Pousada Água Doce e Pousada Rancho das Dunas, com surpresas como uma deliciosa torta de caranguejo e camarão. Uma voltinha pela praça da cidade revelará carrocinhas de cachorro-quente e hambúrguer. Tudo bem simples, mas saboroso. Se a preferência for por aliar a comida a um passeio, as melhores opções estão à beira do Rio Grande, em quiosques como o da Ana, onde você poderá tomar cerveja gelada, comer alguns petiscos e ainda tomar banho de rio.

Onde comer durante os passeios

Para quem vai fazer passeios pelos Lençóis Maranhenses, o ideal é ir preparado com água e um lanchinho. Nem sempre haverá lugar para comprar alguma comida, por mais que às vezes apareça um vendedor de picolé no meio do nada. Os passeios de dia inteiro costumam ter paradas para almoço, mas é sempre importante confirmar antes com o guia se realmente haverá lugar para refeição.

Cabure-vassouras-e-mandacaru-de-lancha-ou-quadriciclo

O habitual, em Barreirinhas, é que o carro faça uma parada no mercado para que os turistas comprem bebidas e comidas. Alguns carros têm até caixa térmica para que tudo seja conservado gelado. Já em Atins e Santo Amaro esse pit stop antes do passeio não é comum, por isso já saia do hotel abastecido. Em alguns passeios, há local para comprar comidas rápidas, é o caso da Lagoa Bonita, Cardosa, Vassouras e Mandacaru, onde dá até para tomar uma caipirinha de caju. Mesmo que haja opções, esteja sempre preparado para não passar aperto nos passeios, principalmente se for para as lagoas mais distantes.  

Tudo que você precisa saber sobre Lençóis Maranhenses!

Esse texto sobre Onde comer nos Lençóis Maranhenses faz parte do guia de Lençóis Maranhenses no Melhores Destinos

Comentários para Onde comer nos Lençóis Maranhenses

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.