Melhores Destinos
Buenos Aires
Camille Panzera Entusiasta da fotografia, curiosa por outros idiomas, culturas, costumes e histórias!☺️

Que moeda levar para a Argentina - pesos, dólar, cartão? [2024]

A moeda da Argentina é o peso argentino (ARS), simbolizado pelo $ em prateleiras e cardápios de todo o país. Diante das mudanças políticas e econômicas mais recentes, pode ser difícil saber qual moeda levar para a Argentina, como fazer o câmbio por lá, se o câmbio blue (câmbio paralelo) vale a pena, qual moeda utilizar em Buenos Aires e ao longo de sua viagem pelo país vizinho. Abaixo você encontra todas as informações necessárias para sua viagem, com os prós e contras de cada uma das opções disponíveis atualmente. 

Ao longo dos últimos anos e devido à crise no país, e à presença do câmbio do dólar blue (paralelo) a melhor moeda para levar à Argentina mudou bastante. No fim do ano passado, o país anunciou uma desvalorização do peso argentino e, com isso, o cenário econômico mudou mais um pouco. 

A saber: Uma fato fundamental a considerar é que a situação da moeda na Argentina é muito volátil, especialmente nos últimos meses, portanto, o quadro de hoje pode mudar ao longo das próximas semanas e é importante consultar a melhor condição no momento da sua viagem! O valor do peso na semana passada já é diferente do valor dessa semana. Essa matéria foi escrita em junho de 2024 e se a situação do peso argentino mudar, faremos atualizações.

Qual é a moeda da Argentina?

A moeda da Argentina é o peso argentino (ARS), utilizado em todos os estabelecimentos do país. Porém, não é incomum encontrar bares e restaurantes que aceitam o pagamento em dólares ou reais em cotações bem interessantes (sempre vale consultar antes de pagar). Na década de 1990, iniciou-se uma política de paridade entre peso argentino e o dólar, o que estimulou a dolarização na Argentina. O dólar ainda baliza diversos setores da economia, como por exemplo as estadias em hotéis (neste caso os preços são convertidos para pesos argentinos na hora do pagamento). Num futuro próximo pode até se tornar a moeda oficial do país, caso a promessa de campanha de dolarizar a economia, feita pelo atual presidente argentino Javier Milei, se concretize.

Dúvidas sobre o peso argentino para quem tem pressa:

  • Melhor opção atualmente para ter pesos argentinos: levar reais do Brasil e trocar no país no câmbio blue ou fazer a conta internacional da Nomad (e assim não precisará andar com dinheiro em espécie). Pensando em facilidade, opte pelo cartão da conta internacional. Leia todos os detalhes mais abaixo.
  • Melhor forma de pagar hotéis: cartão de débito de conta internacional
  • O que não fazer: trocar pesos argentinos no Brasil
  • Importante saber: o valor do câmbio muda toda hora! Os valores da viagem que seu amigo fez há 3 meses pode não ser mais referência para sua viagem na próxima semana!

Que moeda levar para a Argentina!

Câmbio na Argentina e peso argentino - entendendo a situação mais recente

A melhor forma de levar dinheiro para a Argentina dependerá dos seus parâmetros pessoais, do que você considera vantagem ou desvantagem, mais prático ou não. Antes de se aprofundar nesse tema é importante entender que na Argentina existem vários câmbios diferentes e três tipos são importantes para o turista e permitirão fazer melhores escolhas, são eles: o câmbio oficial, o câmbio paralelo (câmbio blue), e o câmbio MEP.

  • Câmbio oficial: é o praticado em bancos, como o Banco de La Nacíon
  • Câmbio blue: ou câmbio paralelo é o câmbio feito nas chamadas cuevas, que são casas de câmbio paralelas, que antigamente ficavam escondidas, mas hoje são praticamente naturalizadas. As operações das casas que fazem o câmbio blue não são vistoriadas pelo Banco Central
  • Câmbio MEP: é aquele usado nos cartões de crédito de crédito e débito estrangeiros

Para entender a dimensão da mudança no câmbio na Argentina, com a superdesvalorização do peso argentino ocorrida no fim de 2023, o câmbio oficial passou de um valor de 365 pesos argentinos por dólar a 800 pesos argentinos por dólar (e segue mudando). Com essa mudança, o câmbio oficial se aproximou do valor praticado no câmbio blue. 

Lembre-se que da mesma forma que ocorre entre o dólar e o real, as casas de câmbio praticam valores diferente e têm cotações diferentes. Moeda é algo extremamente volátil e que muda a todo instante. 

Para entender na prática, dados do dia  11/02/2024

  • Cotação dólar blue: 1 USD = 1.280 ARS
  • Cotação dólar oficial: 883,85 ARS
  • Cotação real blue: 1 BRL = 240 ARS
  • Cotação dólar MEP: 1.275,73 (venda)

Cotação do dólar blue na Argentina - qual o valor?

Para saber quanto o dólar blue na Argentina (dólar paralelo), está valendo hoje, basta olhar aqui. Outra opção é, ao chegar em Buenos Aires, perguntar nas nas casas de câmbios por onde você passar. 

Que moeda levar para a Argentina - nossas dicas em junho de 2024:

Resumidamente, considerando simplesmente o fator "melhor preço", a melhor forma de levar dinheiro para a Argentina é levar reais para o país e trocar nas casas de câmbio blue. Outras duas opções boas são fazer uma remessa na Western Union (observando se o horários das agências atende a você) e também usar um o cartão de uma conta internacional que oferece uma boa cotação e, é principalmente, uma alternativa prática porque não dependerá de encontrar uma casa de câmbio ou agência da Western Union abertas. 

Melhor forma de ter dinheiro na Argentina

Nos últimos anos, a melhor maneira para ter dinheiro em espécie da Argentina era levar real para o país e trocá-los no câmbio blue e essa opção segue sendo a mais vantajosa. Você saca reais em seu banco no Brasil, leva para a Argentina e troca em uma casa de câmbio blue. 

Levando o dinheiro em espécie, vale até não trocá-lo em um único lugar, porque assim, ao longo da viagem, você tem a oportunidade de ver quanto as casas de câmbio estão cobrando pelo peso argentino e fazer a troca no local mais vantajoso. 

O ponto negativo do câmbio blue é ter que ficar em posse de uma enorme quantidade de notas e ter que carregá-las, já que, com a frequente desvalorização, o dinheiro por lá passou a valer muito menos e a quantidade de notas ao fazer um câmbio é inconveniente. Além do mais, considere que a situação econômica da Argentina fez aumentar furtos em roubos, portanto caminhar com um monte de dinheiro por aí pode não ser a melhor das ideias. 

Pessoalmente, não gosto de andar com dinheiro em espécie, acho mais seguro e prático o cartão de crédito/débito. Além disso, posso conferir na minha conta quais foram meus gastos e andar só com o celular se eu quiser, fazendo o pagamento pela carteira digital. Nas últimas viagens que fiz a passeio e trabalho, incluindo essa para a Argentina, usei meu cartão da Nomad e funcionou muito bem. Para a última viagem à Argentina levei um pouco de reais em espécie e troquei em uma casa de câmbio, mas utilizei esse dinheiro apenas para gastos pequenos e gorjetas. 

peso argentino cambioNotas de pesos argentinos após o câmbio

Como ganhar até US$ 20 de bônus com a Nomad

Se você ainda não é cliente, baixe o app Nomad clicando aqui e utilize o cupom MDGUIA no código de convidado (não pule essa etapa!). Depois, insira os seus dados pessoais e envie a foto de seu passaporte, RG ou CNH. Pronto: você receberá um bônus de 2% do valor da sua primeira operação de câmbio, limitado a US$ 20 de bônus (cerca de R$ 100), em até 15 dias úteis. Aproveite, pois é por tempo limitado!

Western Union para câmbio na Argentina - como comprar pesos argentinos

Utilizar a Western Union, é uma boa opção para levar levar reais para a Argentina, ainda que cobre uma taxa em cada operação realizada. Você pode fazer uma remessa por PIX para o banco e ao chegar na Argentina ir até uma agência e retirar esse valor depositado já convertido em pesos argentinos. 

A cotação é muito boa, mas entre os pontos fracos estão ter que ficar andando com um bolo de dinheiro em espécie, ou ainda correr o risco de encontrar lojas fechadas, com longas filas nas agências, ou até a falta de dinheiro. É importante calcular o que é prioridade para você e sempre averiguar o horário de atendimento das agências da Western Union.

Câmbio blue ou Western Union?

Uma exemplificação prática, também do dia 11/06/2024.  

  • Na Western Union 1.000 BRL = 235,467.35ARS (esse valor inclui R$ 30 de taxas)
  • Real blue (nas casas de câmbio blue): 1.000 BRL = 240.794,65 ARS
    Portanto, levando mil reais em dinheiro você teria em torno de 240 mil pesos através do câmbio blue (a depender do valor cobrado pela casa de câmbio, claro) e fazendo a remessa pela Western Union, teria 235 mil pesos argentinos. Uma diferença bem pequena em favor do câmbio blue. Considerando que as remessas da Western Union só se pode fazer em específicas casas da cidade, acaba não valendo muito a pena a remessa através deles. 

Que moeda levar para a Argentina!Simulação de câmbio

Câmbio Blue - o que é e onde fazer a compra de pesos argentinos

O câmbio blue é o câmbio paralelo da Argentina, negociado de maneira extraoficial. Ele não é fiscalizado pelo Banco Central, assim como também não são fiscalizadas as casas de câmbio que os negociam. Mas, diante da situação econômica na Argentina, a utilização do câmbio blue se tornou cada vez mais popular e normalizada. Existem riscos ao fazer o câmbio blue porque você pode acabar recebendo notas falsas e assim perder dinheiro. Por isso é importante saber de que tipo de operação se trata e atentar-se ao local onde você fará o câmbio. 

Em minha última viagem, troquei um pouco de dinheiro recentemente na Pago Facil da rua Costa Rica, em Palermo, e não tive problemas.

Conta digital internacional na Argentina - opção com poucos riscos e boa cotação

As contas digitais internacionais, como Nomad e Wise, são uma opção cada vez mais presentes no cotidiano do viajante e que funcionam bem em diversos países. Acho a opção muito prática e utilizo constantemente em minhas viagens. 

A boa notícia, é que nas operações com o cartões de débito/crédito na Argentina, é utilizado o dólar MEP, cujo valor está próximo do valor do dólar blue. Na prática, a operadora do cartão inicialmente cobrará o valor estabelecido pela bandeira do cartão e posteriormente é feito o reembolso de parte do dinheiro, sendo cobrado o valor do dólar MEP. É uma forma meio maluca de funcionar, mas funciona bem. 

O valor do dólar, vantagem ou desvantagem da operação, variará de acordo com seu banco e com o câmbio no momento da compra do dólar, mas no geral os bancos digitais têm uma cotação melhor do que o cartão de crédito tradicional. A Nomad, por exemplo, cobra um spread/ágio de 2% e IOF de 1,1%, enquanto os cartões de crédito convencionais podem ter um spread/ágio de até 7%, além do IOF de 4,38%.

Que moeda levar para a Argentina!

Além disso, com o cartão de débito, você não precisa ficar andando com quantias de dinheiro em espécie, o que o torna uma opção muito mais segura. Você pode abrir uma conta internacional, depositar dinheiro na conta através de um PIX e o banco fará a conversão para dólar (ou outra moeda), que servirá para pagar seus gastos de viagem com um cartão de débito físico ou na carteira digital do celular.  

Vale lembrar que em alguns serviços, o estabelecimento pode cobrar uma taxa adicional para o uso de cartão de crédito/débito.

Cotação peso argentino (ARS) hoje:

Melhor forma de pagar o seu hotel na Argentina: conta digital internacional

Para pagar seu hotel na Argentina, a melhor forma será pagar com o cartão de débito da sua conta digital internacional, como a Nomad. Na Argentina, os pagamento dos hotéis com cartão têm isenção de 21% do IVA, o que representará uma boa economia! 

Como levar dinheiro para a Argentina?!

Em minha última viagem ao país, levei um pouco de reais para fazer o câmbio por lá, mas os principais gastos foram pagos no cartão da Nomad, que é uma conta digital internacional. 

Acho interessante diversificar e não gosto de andar com muito dinheiro em espécie. Você pode levar o cartão de débito internacional para pagamentos maiores, sobretudo do hotel (já que nesse pagamento incide desconto de 21% se pago com o cartão), e também levar um pouco de reais para trocar no país.

Outra dica legal é que além das casas de câmbio, muitos comércios da cidade aceitam reais, então você pode fazer o pagamento em reais e desde que a cotação esteja boa, receber o troco em pesos argentinos e utilizá-los em seus gastos cotidianos. 

Vale a pena comprar peso argentino no Brasil?

Não, essa não é uma opção interessante para sua viagem. Comprar pesos argentinos no Brasil não é vantagem e a opção sai mais cara. Se você faz questão de ter como pagar seus gastos iniciais em viagem, mas não tem dinheiro em espécie, uma alternativa é utilizar sua conta digital internacional, que será uma opção vantajosa enquanto você não faz o câmbio em espécie. 

Sobre a situação da moeda argentina nos últimos anos - para entender o contexto e desvalorização do peso argentino

Crise é sinônimo de Argentina. Maiores, menores, políticas ou econômicas, elas estão presentes há décadas no país e nada indica que esse cenário vai mudar em breve.

Os argentinos aprenderam a conviver com isso e levar uma vida relativamente "normal", como nós aqui também no Brasil fazíamos nos anos 80.

O fato é que desde que teve fim a dolarização provida no final dos anos 90, o destino se tornou barato para brasileiros, com épocas mais vantajosas, outras menos. Mas ainda hoje a maioria das coisas custa menos quando comparada com o Brasil, principalmente nos preços de bares e restaurantes.

Há anos, a Argentina é considerada como um excelente destino para viajar porque considerava-se que os custos de uma viagem para o lugar eram bem baixos comparados aos do Brasil. Com a crise do país da última década e a inflação crescente, a realidade mudou um pouco e consequentemente a Argentina se tornou um pouco mais cara para nós brasileiros, mas ainda assim, em alguns aspectos, mais barata do que o Brasil.

É caro viajar para a Argentina?

Mesmo com as mudanças recentes na política econômica do país, ainda é barato viajar para a Argentina. Porém, é absolutamente necessário saber qual o câmbio é o mais vantajoso na época da viagem. Isso faz muita diferença!

Embora não tão econômica quando já foi um dia, viajar à Argentina ainda é acessível e há produtos e serviços que podem ser mais baratos na Argentina do que no Brasil. Outros serviços têm valores similares aos do nosso país, outros são mais caros, então é sempre importante considerar cada gasto individualmente.

Por ser um lugar de grande apelo turístico e receber não apenas brasileiros como de outras partes do mundo, o real e o dólar costumam ser aceitos em diversos estabelecimentos. 

Hotéis, inclusive, muitas vezes utilizam sua tarifa-base em dólares americanos. Mesmo que esses estabelecimentos aceitem outras moedas além do peso, nem sempre é interessante pagar com moedas estrangeiras os seus gastos porque quando isso acontece o estabelecimento utiliza sua própria conversão de moedas e geralmente essa conversão não é vantajosa para o cliente. 

Confira os 5 hotéis mais reservados por nossos leitores em Buenos Aires