Melhores Destinos
Ouro Preto
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Dicas de Ouro Preto

  • O padrão de voltagem Ouro Preto é 110 volts. Fique atento às tomadas.
  • O DDD de Ouro Preto é 31.
  • Ouro Preto é uma cidade tranquila, porém é aconselhável evitar regiões mais distantes do centro depois do anoitecer. A cidade é pequena, mas já enfrenta alguns problemas de cidade grande. 
  • Não há risco em caminhar pela rua para fotografar. Ainda assim, fique atento para não deixar bens à mostra dentro do carro estacionado ou esquecer objetos de valor dentro das igrejas e museus. 
  • Evite usar o serviços de guias que não sejam credenciados, especialmente os que se oferecem para acompanhar visitas na porta das igrejas. 
  • Alguns museus não permitem a entrada de mochila e será necessário deixá-la no guarda-volumes.
  • Muitas igrejas não permitem fotografias, mesmo sem flash. Respeite as regras e evite problemas.
  • Quase todas as igrejas cobram uma taxa de manutenção para a entrada dos turistas. Não é caro, mas pode pesar no bolso no caso de uma família grande. O pagamento só é aceito em dinheiro, por isso tenha sempre à mão dinheiro em espécie, e não apenas cartão de crédito. O custo médio é de R$ 5 e estudantes e idosos pagam meia entrada.
  • Dê preferência a calçados confortáveis e sem salto para percorrer as ruas de Ouro Preto. A cidade é repleta de ladeiras com ruas de pedras.
  • A cidade não é muito receptiva a pessoas com dificuldade de locomoção. Se for o seu caso, prefira estacionar o carro bem próximo às atrações.
  • Evite estacionar em local proibido. O carro poderá ser guinchado. Fique atento ao sistema rotativo de estacionamento.
  • Use um app de locomoção — como o Google Maps — para saber o caminho mais fácil e mais curto entre os pontos de interesse. 
  • Nunca subestime a vista de uma nova igreja, elas oferecem algumas das mais belas vistas de Ouro Preto.
  • Assista a um pôr do sol no topo do Museu da UFOP, o mais lindo da cidade.