Luang Prabang

Templos budistas cheios de história, tradição - e beleza fora do comum -, cachoeiras de águas extremamente claras, cercadas por muito verde (e animais, como elefantes), além de ruas cheias de atrações e restaurantes que servem o melhor da culinária local. Tudo isso é apenas uma pequena amostra do que a pequena cidade de Luang Prabang tem para oferecer ao visitante.

Não é nada raro se apaixonar por esse destino logo de cara. Patrimônio da Unesco, a cidade, situada em uma região montanhosa do norte do Laos, foi erguida em uma península formada por dois rios, o famoso Mekong - um dos maiores do mundo e que, além do Laos, banha Mianmar, China, Cambodja, Tailândia e Vietnã - e Nam Khan. As paisagens, portanto, são de tirar o fôlego.

E nada como explorar a cidade sem pressa, a pé, ou de “carona” nos tuk-tuks, para admirar a arquitetura local (que sofreu algumas influências europeias) ou simplesmente sentir a atmosfera vibrante dessa cidade. Também não podemos deixar de mencionar o quanto o povo do Laos é feliz, apesar de um passado marcado por tragédias e do presente ainda problemático. No período em que estivemos no país só encontramos pessoas que falavam sorrindo e que não mediam esforços para receber bem.

“Em conta”

Luang Prabang é um destino que, além da variedade de atrações, chama a atenção pelos bons preços, com entradas em pontos turísticos custando 1 USD, refeições completas a 10 USD - por pessoa - e corridas de tuk-tuk que não chegam nem a 3 USD. A moeda local é o Kip (K) e o idioma é o laosiano, sendo a língua inglesa bastante difundida em quase toda a parte central da cidade, que praticamente vive do turismo.

A seguir, o MD apresenta uma série de dicas de Luang Prabang, uma bela joia do sudeste asiático que tem atraído grande quantidade de turistas do mundo todo. Venha com a gente!