Belo Horizonte

Bares e Botecos em Belo Horizonte

Conhecida como a capital dos bares e botecos, Belo Horizonte não detém a fama à toa. A capital mineira se orgulha de oferecer aos visitantes aproximadamente 14 mil estabelecimentos especializados em cerveja gelada e deliciosos petiscos. É o maior número de bares e botecos por habitante no país, com média de 1 bar para cada 170 moradores. O número ajuda a compreender o porquê de os bares estarem entre as atrações turísticas prediletas de quem visita a cidade. E nem é preciso procurar muito. Na esquina do seu hotel certamente terá um bom boteco pra beber e ver a vida passar. 

Belo-horizonte

Há quem diga que os mineiros ou estão comendo ou estão bebendo. E se você pedir dicas a um morador sobre as principais atrações da cidade, é bem capaz de ouvir como resposta os nomes de alguns bares e, não necessariamente, a Lagoa da Pampulha ou a Praça da Liberdade. Dizer que a cidade inteira é repleta de botecos não é nenhum exagero. Mas, é claro, algumas regiões são especialistas no negócio e são bons começos para quem chega novato à arte de botecar em BH. 

Mercado-central

Um dos bairros mais tradicionais e boêmios para quem busca uma boa mesa para tomar cerveja e comer quitutes tipicamente mineiros é Santa Tereza. Por lá, nasceu o Clube da Esquina nos anos 60, mas ainda hoje a região preserva o ar de botecos de verdade, com a autenticidade mineira. Boas pedidas na região são os botecos Parada do Cardoso (R. Dores do Indaiá, 409), Bar do Orlando (R. Alvinópolis, 460) e o Bolão (Pç. Duque de Caxias, 288), os três entre os mais tradicionais de BH. Se quiser um espaço mais moderninho, experimente o Birosca S2 Bistrô (R. Silvianópolis, 483). 

Belo-horizonte

Também na linha tradicional, é impossível ir a BH e não experimentar os botecos do Mercado Central. Eles atraem o público que deseja, além de uma cerveja gelada, os petiscos mais mineiros da cidade. Iscas de fígado com jiló são o carro chefe, mas é claro que você encontrará outros sabores típicos. Peça uma porção de torresmo de pé no balcão e aproveite! Se quiser ir direto aos mais famosos bares do Mercado Central, escolha o Bar da Lora, o Bar do Mané Doido ou o Casa Cheia. Mas todos os botecos garantem felicidade.

Mercado-central

Ainda no Centro de Belo Horizonte, o Edifício Maletta (Av. Augusto de Lima, 233) atrai o público jovem alternativo para os bares escondidos dentro do prédio. O movimento começa com o happy hour, mas vai até tarde. O prédio já foi point de revolucionários, andou um tempo em baixa e agora voltou à fama com bares como o Dub e o Arcangelo Caffe. Se quiser ir a um dos mais antigos, experimente a Cantina do Lucas, com mais de 50 anos de tradição. No edifício, há vários bares. Dê uma volta e veja qual combina mais com você. Não deixe de subir ao segundo andar. Os bares da varanda são uma delícia para ver BH à noite.

Belo-horizonte

Para quem prefere lugares mais ajeitados, o melhor é conferir as opções dos bairros vizinhos, Savassi e Lourdes. Um bom ponto pra começar é pela Praça da Savassi, onde há grande concentração de bares nas ruas da redondeza, ótimos para um happy hour com mesinhas na calçada. De lá, caminhe pela região em busca dos bares que mais combinam com você. Entre as boas opções estão o Redentor Bar (R. Fernandes Tourinho, 500), o Armazém Dona Lucinha (Av. do Contorno, 6283), o Duke n’ Duke (Alagoas, 1470, com filial também no Ed. Maletta), o Jack Rock Bar (Av. do Contorno, 5623), o Stadt Jever (Av. Contorno, 5771) e o Wäls Pub Gastronomia (R. Levindo Lopes, 358). Pertinho da Savassi, vale conferir o Lord Pub (R. Viçosa, 263 - São Pedro) e o Jângal (R. Outono 523, Cruzeiro).

Duke-n-duke

Já no Lourdes, comece a explorar a região pelo Tizé Bar e Butiquim (R. Curitiba, 2205). A partir dele, será necessário apenas dar alguns passos para encontrar outras várias opções de botecos, como a Monjardim Costelaria (R. Curitiba, 2076), a elegante Choperia Albanos (R. Rio de Janeiro, 2076) e a cervejaria Hofbräuhaus (Av. do Contorno, 7613), com mesas coletivas e bebida altamente disputada. 

Belo-horizonte

Se você não resiste a uma boa cerveja artesanal, não deixe de experimentar as marcas locais. Um excelente ponto para degustar vários tipos de cerveja, harmonizados com deliciosos pratos, é o Templo Cervejeiro da Backer. Além de visitar e conhecer o processo de produção, você ainda poderá experimentar cervejas difíceis de serem encontradas em outras cidades. 

Cervejaria-backer-templo-cervejeiro

Para que deseja priorizar boa comida e ir direto ao ponto, vale conferir a lista dos concorrentes do ano nos festivais Comida de Boteco e Botecar. Os dois são sempre excelentes referências para os bons bares da cidade e também para novos sabores. O que não falta em BH é boa comida e boa bebida, sempre juntos, claro! 

Tudo que você precisa saber sobre Belo Horizonte!

Esse texto sobre Bares e Botecos em Belo Horizonte faz parte do guia de Belo Horizonte no Melhores Destinos

Comentários para Bares e Botecos em Belo Horizonte

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.