Pirenópolis

Restaurantes em Pirenópolis

Os deliciosos sabores do interior de Goiás estão bem representados nos cardápios dos restaurantes de Pirenópolis, que agradam também a quem busca receitas mais elaboradas e pratos internacionais. A cidade tem uma cena gastronômica bem desenvolvida e será fácil degustar iguarias bem elaboradas. São muitas as opções de restaurantes, com preços que variam bastante. Em Piri, é fácil comer barato, mas também é fácil encontrar estabelecimentos com preços semelhantes aos das grandes capitais. Tem opção para todos os bolsos e gostos.

Quem gosta de ir direto aos sabores regionais irá se fartar entre os intensos pratos típicos de Goiás, a começar pelo pequi, um fruto amarelo de sabor forte e cheiro bem peculiar. É daquelas comidas que ou você ama ou odeia. Vale experimentar o pequi em diversas apresentações, dos licores às famosas panelinhas. Aliás, as panelinhas são um sucesso em Pirenópolis. Preparadas com muito tempero e ingredientes indecifráveis, as panelinhas são um tipo de mexidão de arroz com carne, bacon, lombo, pequi… Tem panelinha de todo jeito e com as mais variadas combinações. A única certeza é que elas são sempre capazes de matar a fome de um batalhão. 

Quem também é capaz de alimentar o viajante por um dia inteiro é o tradicional e robusto empadão goiano, recheado com uma infinidade de ingredientes, entre eles linguiça e frango. Assim como acontece com o pequi, um ingrediente do empadão goiano não é unanimidade: a guariroba. Espécie de palmito bem amargo, a guariroba divide o coração — e o paladar — dos turistas e moradores. Sendo assim, você poderá pedir o empadão com ou sem guariroba. Outro prato que divide o amor dos goianos é a pamonha, que pode ser degustada em duas diferentes versões. Ao pedir uma pamonha em Pirenópolis, você poderá escolher entre a “de sal” e a “de doce”. O nome é autoexplicativo e o sabor sempre maravilhoso!

Outra iguaria muito saborosa é a carne de lata, servida em diferentes versões e sempre desfiando na boca! O sabor mais autêntico das fazendas de Goiás, com a carne conservada na banha e deliciosamente engordativa. Outra carne bem típica e que sempre agrada é a carne de sol. Normalmente acompanhada de mandioca (frita ou cozida), a carne de sol é um bom petisco para acompanhar as cervejas e vinhos produzidos na região de Pirenópolis.

Os restaurantes de Pirenópolis se concentram principalmente no Centro Histórico, onde diversas ruas oferecem os mais variados cardápios. Para ir direto à mais movimentada, vá à Rua do Rosário, também chamada de Rua do Lazer. Você não precisará ficar apegado à comida regional e poderá percorrer o mundo saltando de um cardápio a outro. Em Piri, tem café, bistrô, pamonharia, restaurante self-service caprichado, restaurante com menu refinado internacional e também restaurante de fazenda. Comum a todos é o bom preparo e tempero caprichado de Goiás. 

Para degustar alguns sabores tipicamente regionais e com porções generosas, experimente a maravilhosa Venda do Bento, que funciona em uma fazenda próxima e serve tudo em clima de interior. A Venda do Bento ultrapassa a questão de restaurante e já virou ponto turístico de Piri, de tão linda que é. Na mesma linha, mas como sistema de café sertanejo, a Fazenda Babilônia oferece brunch com pratos típicos dos tempos de colônia. É uma volta ao passado e uma experiência repleta de novidades para o paladar. Tudo servido fresquinho e com produtos da fazenda. Também com menu regional, porém no centro de Pirenópolis, vale almoçar nos restaurantes As Flor, Dona Cida, Tempero do Rosário e também no Restaurante Piqui de Piri, onde a especialidade já está no nome. Para uma boa pamonha e empadão goiano, fique atento às portinhas próximas à Igreja Matriz, onde estão a Pamonharia Souza e o Novo Paladar Pamonharia e Empadão.

Se a ideia é fugir dos menus regionais, mas ainda assim experimentar bons pratos, vale conhecer o Umami Bistrô, com cardápio mais leve e contemporâneo; o Maiale e o Bottega do Malte, ambos com menu típico italiano; o Rosário 26 Pub, com caprichados pratos árabes; o Tsu Jiro Sushi, especialidade na culinária oriental e um dos grandes destaques da cidade; o Restaurante e Cachaçaria do Dill, que agrada com menu bastante variado e uma ampla carta de cachaças; a Pizzaria Trotamundo, com a conhecida pizza quadrada de Pirenópolis; e o Bacalhau da Bibba, que funciona dentro de uma bela galeria de arte e serve pratos à base de bacalhau.

Tenha em mente que, em Piri, o melhor é sair para curtir a noite e escolher o ambiente que mais agradar para um bom jantar. Há restaurantes com mesinhas ao ar livre e música ao vivo, outros bem escondidinhos e discretos. Os cardápios costumam estar na porta, o que ajuda na hora de escolher o prato e também o preço. Ah! E a cidade é bem mais agitada de sexta a domingo. Não se assuste se sair às ruas em uma terça-feira e encontrar muitos restaurantes fechados ou vazios. Por lá o movimento é bem maior nos finais de semana.

Para comer nas cachoeiras

As cachoeiras de Pirenópolis quase sempre têm infraestrutura de restaurante ou, no mínimo, de lanchonete. São raras as que não oferecem opções para refeição. No geral, os restaurantes funcionam em sistema completo apenas aos finais de semana e feriados. Sendo assim, ao visitar uma cachoeira, verifique antes se serão servidas refeições no dia. Se estiver fazendo os passeios em dias de semana, esteja sempre preparado com um lanche para não passar aperto.

Entre os complexos turísticos que se destacam pela boa infraestrutura de restaurante estão as Cachoeiras Bonsucesso; a Cachoeira Paraíso; a Cachoeira do Abade; a Cachoeira do Rosário; a Cachoeira das Araras e o Santuário Vagafogo. Todos com refeições caprichadas. Outras opções para quem está nas cachoeiras e não quer voltar até o centro de Pirenópolis são os restaurantes nas estradas que levam às atrações. Na Rodovia Parque dos Pireneus, vale conferir o Pilares, com piscina e pequenos poços para banho, e o Restaurante Pedreiras. Os dois oferecem buffets regionais. Já na GO-338, o destaque é a Venda do Bento.

  • Centro-historico-de-pirenopolis

    Centro Histórico de Pirenópolis

    Nota:  de 10 (0)

    O encantamento dos turistas que chegam a Pirenópolis, em Goiás, começa ainda no Centro Histórico, onde casinhas coloniais delicadamente pintadas são capazes de causar paixonites à primeira vista. O calçamento de pedra, as luminárias antigas, a pracinha com direito a coreto e a imponente Igreja Matriz formam o pacote...

Tudo que você precisa saber sobre Pirenópolis!

Esse texto sobre Restaurantes em Pirenópolis faz parte do guia de Pirenópolis no Melhores Destinos

Comentários para Restaurantes em Pirenópolis

  • Missing Samyra Gusmão Leão há 9 meses

    Fomos no Restaurante e Cachaçaria do Dill, porém a experiência foi muito ruim, esperamos por atendimento muito tempo na mesa, porém não fomos atendidos, e o ambiente é quente... desistimos e fomos para outro restaurante, o Aravinda, muito bom, a comida, o ambiente e o atendimento!

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.