Dicas de Lima

- Brasileiros que viajam a negócios ou turismo e permanecem até 90 dias em viagem não precisam de visto para entrar no território peruano. Não é obrigatório ter passaporte, sendo possível utilizar apenas o RG para os trâmites de imigração.

- Após pegar suas babagens na esteira, o turista precisa entregar um formulário da aduana a um policial e, em seguida, apertar um botão num painel. Ao pressionar o botão, duas luzes podem se acender; caso seja a vermelha, sua bagagem poderá ser revistada.

- A moeda utilizada no Peru é o Novo Sol. Atualmente R$ 1 vale cerca de S/.1,24, mas depois de fazer a conversão numa casa de câmbio as duas moedas praticamente se equivalem, ou seja, não será preciso pensar muito ao olhar um cardápio com preços em soles, basta pensar que os valores são parecidos com os valores em real.

- Ao caminhar por ruas movimentadas, esteja atento e tome cuidado com batedores de carteiras. Caminhar é uma ótima forma de conhecer Lima, mas mantenha seus pertences sob sua atenção.

- Há caixas eletrônicos nas principais ruas da cidade e nos shoppings. A dica é utilizar o Banco de la Nación para fazer saques, pois ele não cobra taxas para a retirada. 

- Cartões de crédito são aceitos em muitos lugares em Lima; não é necessário ter muito dinheiro vivo em mãos. 

- Não espere gastar pouco para comer em bons restaurantes ou fazer passeios, pois os custos em Lima são parecidos com os valores praticados nas capitais turísticas brasileiras. A diferença é que o transporte pode ser bem barato para quem lê direitinho as dicas.

- Em Lima o trânsito é caótico, lento e cheio de buzinas. Considere o tempo que você gastará no deslocamento para não chegar atrasado a compromissos ou perder um voo. Para ir ao aeroporto, por exemplo, é melhor não arriscar e se programar para fazer o check-in com 3 horas de antecedência. 

- Os táxis são a melhor forma de circular por Lima e o melhor é que eles custam pouco. No entanto, é preciso ter alguns cuidados e lembrar-se de algumas dicas: há muitas empresas de táxi em Lima e muitas cores de táxis diferentes. Para não ter nenhum problema, procure escolher táxis mais novos - os mais velhos são mais baratos, porém  desconfortáveis. Não quer dizer que todos os carros antigos são ruins, mas é aconselhavel tomar táxis mais novos para não cair em golpes e, ao mesmo tempo, é possível desfrutar de mais conforto. Confira mais dicas AQUI

- Tenha cuidado ao atravessar as ruas em Lima. Para muitos motoristas os semáforos são simplesmente simbólicos, não há respeito ao pedestre. Sempre confira se não há um carro indo em sua direção antes de atravessar as ruas. 

- Caso passe um fim de semana em na cidade, tente ir ao centro no sábado, pois há menos trânsito e o lugar está mais tranquilo para ser conhecido a pé. 

- O fuso horário de Lima (UTC -5) está duas horas atrasado em relação ao horário oficial de Brasília e não há horário de verão.

  • Embaixada do Brasil em Lima

    Nota:  de 10 (0)

    Quem precisar dos serviços consulares - como extravio de documentos ou suporte em situações de emergência - poderá recorrer à Embaixada do Brasil em Lima. Mesmo para quem está em Machu Picchu ou Cusco, é a cidade de Lima que detém a melhor estrutura para o turista. 

Tudo que você precisa saber sobre Lima!

Esse texto sobre Dicas de Lima faz parte do guia de Lima no Melhores Destinos

Comentários para Dicas de Lima

  • 55918264734520160223221446 Simone Maciel há quase 3 anos

    Boa noite Camille! Minha dúvida é referente ao passaporte. Minhas amigas e eu sairemos de Belém do Pará e faremos uma escala em São Paulo antes de embarcarmos para Lima!

    Meus questionamentos são quanto ao passaporte! Alguns amigos dizem que ele será obrigatórios e outros dizem que não!!

    Com essa dúvida ficamos inseguras já que não temos passaporte!!

    Ajude nos por favor!!
    Grata pela atenção!!!

  • 264mw Camille Panzera há quase 3 anos

    Oi, Simone.
    O passaporte não é necessário, vocês podem viajar apenas com o RG. Mas tenha em mente que é só o RG mesmo... não dá para entrar em outro país com a CNH, ela só serve caso vocês queiram dirigir. Essa página explica melhor, olha: http://www.brasil.gov.br/turismo/2012/04/mercosul-com-rg
    Outra coisa a ter em mente é que, de preferência, o RG deve ter menos de 10 anos de expedição, para facilitar o reconhecimento da foto de seu portador. Não é obrigatório que o RG seja novo, mas caso seja velho você pode ter alguma chateação para embarcar. Caso o RG tenha mais de 10 anos, dê uma pesquisada mais a fundo sobre isso na internet para saber o que fazer e saber o que argumentar. Ter mais de um documento em mãos pode ser uma boa ideia.
    Boa viagem! Abs!

  • Zek2z Fanny Escobar há mais de 2 anos

    Dicas, Recomendações e perguntas frequentes para sua viagem ao Peru e Machu Picchu

    A melhor época para viajar a Lima é todo o ano, o turismo no Peru é tudo o ano, mas o turismo é reduzido um pouco por causa das chuvas que é de dezembro até quase o final de março.
    Aconselhamos viajar no mês de junho por causa das festas folclóricas e pelo acontecimento da grandiosa Festa do Sol- Inti Raymi.(24 de Junho)

    Qual é o documento para ingressar ao Peru?

    Passaporte Brasileiro.
    Para o ingresso ao Peru os brasileiros podem visitar com o Documento de Identidade (RG) original com até 10 anos de emissão e em boas condições de conservação, ou com o passaporte com validade de até 6 meses a data da viagem. Para maiores informações sugerimos visitar a pagina do consulado peruano no Brasil http//:www.consuladoperusp.com.br.
    Veja mais informações para a sua viagem: http://viagensmachupicchu.com.br/

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.