Quando ir a Pirenópolis

Pirenópolis é um excelente destino para ser visitado durante todo o ano, especialmente por quem está em Goiânia ou Brasília. A partir das duas cidades, será um pulo até Piri. Vale até fazer um bate e volta! Claro que, para curtir Pirenópolis de verdade, o ideal é investir em uma viagem mais longa, de quatro a sete dias. Entretanto, se apenas um dia é tudo o que você tem disponível, não deixe de ir a essa encantadora cidade histórica do interior de Goiás. Mesmo que seja bem corrido, algumas horinhas curtinho o bucólico Centro Histórico e as cachoeiras de Piri já serão suficientes para renovar o pique para o dia a dia.

Alguns fatores podem mudar muito a experiência na hora de conhecer Pirenópolis e o clima é um deles. Com duas estações bem definidas — uma seca outra chuvosa — fica fácil escolher em qual época visitar a cidade. Para quem deseja fugir das chuvas, os meses de maio a setembro são os mais indicados para visitar Piri. O início da seca — especialmente entre maio e junho — marca um dos melhores momentos para conhecer a região. Nesse período, as chuvas são escassas, a vegetação ainda está bem verde e as cachoeiras repletas de água. 

Com o passar das semanas e a chegada do inverno, a cidade sofre mais intensamente os efeitos da seca, as cachoeiras começam a perder água e o ar fica com baixa umidade. Os meses de agosto e setembro são os mais críticos, quando as cachoeiras estão com baixo volume e quem não está acostumado ao clima seco pode sentir algum desconforto. A temperatura no auge da seca varia entre a mínima de 14°C e máxima de 31°C. As noites são sempre bem frias e os dias de intenso calor. A vantagem do final da seca? O pôr do sol é sempre espetacular e o cerrado estará intensamente florido!

As chuvas começam entre os meses de setembro e outubro, ainda com pouca intensidade. O auge da estação chuvosa acontece no verão, entre os meses de novembro e fevereiro, quando temporais são mais constantes. A vantagem desse período é poder ver as cachoeiras repletas de água, mas, nesse caso, é preciso estar sempre atento ao risco de trombas d’água. Ainda que o período chuvoso atrapalhe um pouco a experiência, as temperaturas se mantêm altas, a água das cachoeiras é mais quente e o sol sempre dá um jeitinho de aparecer. No auge do verão, a temperatura varia entre a mínima de 19°C e máxima de 29°C.

Vale dizer que, como um bom destino de final de semana, Pirenópolis sempre fica mais cheia de sexta a domingo, quando muitos turistas viajam a partir de regiões próximas. E, acredite, a cidade fica completamente diferente nesses dias: todos os restaurantes abrem as portas, as lojinhas funcionam a todo vapor e as cachoeiras sempre ficam mais cheias. Caso queira fugir do movimento (e a dica vale mesmo para o período de férias) visite Pirenópolis nos dias de semana, quando tudo está mais tranquilo, as cachoeiras ficam vazias e as hospedagens mais baratas. 

Assim como nos finais de semana, os feriados prolongados também deixam Piri bem cheia. As datas mais procuradas pelos turistas são o Ano Novo, Carnaval e Semana Santa. Outro evento que atrai milhares de visitantes para a cidade é a Festa do Divino Espírito Santo, quando acontecem as Cavalhadas, apresentação teatral que representa a maior manifestação religiosa e cultural de Pirenópolis. A Festa do Divino acontece sempre cinquenta dias após a Páscoa e a encenação das Cavalhadas marca o encerramento das festividades. A data varia todos os anos, por isso é importante consultar o calendário cultural da cidade no ano da viagem para ter certeza de ver a encenação. O período das Cavalhadas é umas das datas em que a cidade fica mais cheia e as hospedagens mais caras. Organize-se com bastante antecedência.

  • Melhor época para visitar: de maio a julho;
  • Período de seca: de maio a setembro, sendo os meses mais secos julho e agosto;
  • Período de chuvas: de outubro a abril, sendo os meses mais chuvosos dezembro e janeiro;
  • Alta temporada: todos os finais de semana, feriados prolongados e o período da Festa do Divino;
  • Baixa temporada: dias de semana.

Tudo que você precisa saber sobre Pirenópolis!

Esse texto sobre Quando ir a Pirenópolis faz parte do guia de Pirenópolis no Melhores Destinos

Comentários para Quando ir a Pirenópolis

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.