Melhores Destinos
Santiago
Camille Panzera Entusiasta da fotografia, curiosa por outros idiomas, culturas, costumes e histórias!☺️

Dinheiro e Gastos em Santiago

Santiago não é uma cidade baratérrima e nem caríssima. Podemos dizer que seus valores, atualmente, seguem os padrões de uma grande capital brasileira. Os custos, é claro, sempre dependem do tipo de estabelecimento que você decidir visitar, do tipo de hotel em que se hospedará, etc. 

A moeda do país é o peso chileno (CLP), que geralmente têm muitos zeros. No momento de nossa viagem, $1000 pesos chilenos equivaliam a cerca de R$5. Para facilitar a conversão durante a viagem, você pode perceber o valor em pesos chilenos, "notar o valor principal" do que você está querendo converter, cortar os últimos zeros e dividir o valor que resta por 2. Exemplo: 10.000 - corte os dois últimos zeros. Permanece o número 100, que dividido por 2, é igual a 50. Ou seja, $10.000 = R$50.

A melhor forma de obter pesos chilenos e comprando-os diretamente no Chile. No aeroporto de Santiago a cotação não é tão boa, então a sugestão que damos é levar reais do Brasil e trocá-los por pesos chilenos na rua Agustinas, que fica no centro da cidade. Nessa rua estão várias casas de câmbio, uma pertinho da outra. Basta ir andando pela rua que você verá os letreiros com valor do câmbio em cada um dos estabelecimentos - assim você pode fazer a compra de pesos na casa que considerar melhor. 

Veja abaixo o custo de alguns serviços que notamos na cidade*

Funicular do Parque Metropolitano: $2.000 (ida e volta em dias úteis)
Metrô: a partir de $610
Museu de Arte Pré-Colombiano: $4.500
Sky Costanera: $15.000
Casa Museo La Chascona: $7.000
Ônibus entre o aeroporto e o centro: $3.200 (ida e volta)
Prato principal em um restaurante mais elegante: $6.000-12.000
Centolla no restaurante Donde Augusto (Mercado Central): $49.000
Pizza na pizzaria Tiramisú: a partir de $6.000
Museu Nacional de Bellas Artes: gratuito
Museu da memória e dos direitos humanos: gratuito
Uber entre Bellavista e Las Condes: $4.000

*Valores de agosto de 2017.

Faça um seguro viagem para não se preocupar com contratempos

Fazer o seguro viagem é uma boa ideia para viajar com segurança. Sempre que viajamos para fora do Brasil, procuramos fazê-lo, mesmo que o país não exija o seguro, porque caso haja uma emergência médica ou seja necessário assistência durante a viagem, o seguro pode te amparar e cobrir gastos em várias situações, como despesas médicas e hospitalares, extravio de bagagem, cancelamento e interrupção da viagem, por exemplo Faça a cotação do seu seguro-viagem com desconto usando o código MELHORESDESTINOS

Confira os 5 hotéis mais reservados por nossos leitores em Santiago