Melhores Destinos
Bariloche
Jéssica Weber Jornalista apaixonada por mato e praia, interessada na história dos lugares, na arquitetura das cidades e em comida, é claro.

Onde comer em Bariloche

Comer bem faz parte da "experiência Bariloche". A cidade argentina tem restaurantes aconchegantes, para encher a barriga, enquanto esquenta o corpo e a alma. Também é conhecida pelas fábricas de chocolate artesanal. Sério: de comer rezando. 

Neste post a gente traz alguns dos pratos típicos da região e dicas de onde comer em Bariloche:

Onde comer em Bariloche

Tem alguns pratos típicos da Patagônia Argentina que você vai encontrar com frequência na viagem, em vários restaurantes, e outras coisitas que são a cara de Bariloche. Entre elas:

Cordeiro na estaca

O cordeiro inteiro estirado em estacas ao redor de um fogo de chão é, provavelmente, o prato mais tradicional da Patagônia Argentina. Fica muito macio, você praticamente nem precisa de faca. 

Tem em vários restaurantes da cidade, mas eu provei no Foco Cocina de Fuegos, meio afastado do centro, na Avenida Exequiel Bustillo. É um restaurante rústico e sofisticado ao mesmo tempo, todo decorado em madeira. Foi uma das experiências gastronômicas mais agradáveis que tive em Bariloche. Destaque para o carpaccio de truta, que parece salmão, mas é ainda melhor. E, inclusive, sobre ela que vamos falar agora:

Truta patagônica

Onde comer em Bariloche

As trutas patagônicas pescadas no Lago Nahuel Huapi e outros lagos de origem glaciar da região compõem um dos pratos mais maravilhosos da região. É uma truta salmonada: se esse peixe laranja/rosinha chegar à sua mesa sem informações prévias, provavelmente você vai achar que é salmão. 

Esse da foto, preparadp no hotel de Puerto Blest, veio com alcaparras e legumes e estava perfeito. É bem comum encontrar apenas a truta ao limão também. É um peixe super suculento, uma delícia. 

Goulash com Spaetzles

Onde comer em Bariloche

Esse prato tem origem húngara, mas é muito comum nos cardápios de Bariloche. É tipo uma carne de panela ou um ragu de carne de gado com um molhinho gostoso e uma espécie de nhoque, acompanhando ao lado ou embaixo mesmo. Não é algo muito elaborado, mas tem uma pegada bem comfort food.

Empanadas argentinas

Onde comer em Bariloche

Empanadas são a entrada mais comum nos restaurantes argentinos. Mas também podem servir como lanche ou mesmo substituir um almoço ou janta, especialmente se você estiver com pressa ou quiser economizar. 

Elas podem ser assadas ou fritas. Em Bariloche, era mais comum encontrar empanadas fritas — o que eu, particularmente, adoro. Se você está tentando evitar tanta gordura, é melhor perguntar sempre antes de fazer o pedido. 

Essas bonitas da foto são do Restaurante Ponto Panorâmico, que fica no Circuito Chico, e tem uma vista absurda de linda. 

Guiso 

Onde comer em Bariloche

Guiso significa ensopado em espanhol. Por lá, tem o guiso montanhês e também o guiso de lentejas, uma espécie de sopa de lentilha bem consistente. Pode ser vegetariano ou levar carne, panceta, etc. Não compete, na minha opinião, com um belo prato de massa, mas é uma refeição bem nutritiva. 

Esse da foto, pedimos no restaurante El Chúcaro, que fica na base da estação de esqui Cerro Catedral. Mesmo se não quiser almoçar, vale passar ali para tomar um chocolate quente ou uma cerveja com vista privilegiada da pista de esqui.

Fondue 

Como Bariloche tem um jeitinho suíço, especialmente no inverno, não é difícil encontrar restaurantes de fondue por lá. A gente recebe garfinhos compridos, espeta cubinhos de pão e outros quitutes para mergulhar na panela de queijo derretido. Vale provar também o fondue de chocolate: janta e sobremesa garantidos. Vai dizer que não é a coisa mais romântica para jantar no inverno?! 

Chocolates artesanais de Bariloche

Eu entendo se você disser que vai a Bariloche por causa do chocolate. Em uma quadra e meia da Rua Mitre, eu contei nada menos que oito lojas! 

As marcas mais famosas são a Mamuschka e a RapaNui, que ficam praticamente lado a lado. Essa última é famosa pelo Franuí, bombons de framboesa, com uma camada de chocolate branco e outra, preto, que você compra congelados. Já chegou em mercados brasileiros e virou febre. 

Onde comer em Bariloche

Uma dica é entrar na RapaNuí para experimentar também seus sorvetes artesanais ou para tomar uma bebida quente na ampla cafeteria, que é também um bistrô e, pasmem!, pista de patinação. A pista indoor fica ali mesmo, dentro da loja, dá para consumir e queimar calorias no mesmo lugar.

Não deixe de provar as ramas de chocolate, elas são praticamente um patrimônio da cidade. São feitas a partir de uma fina camada, que ao ser raspada, se transforma em uma rama aerada e fininha que derrete na boca. 

Onde comer em Bariloche

A gente também teve uma degustação bem diferente na loja-fábrica da Chocolaterie, que fica no 15500 Av. Bustillo. Experimentamos chocolate feito com cacau de países diferentes e tentamos adivinhar os ingredientes secretos de outros. É uma delícia, mesmo errando feio (como foi meu caso). 

Onde comer em Bariloche

Também provei bombons com ingredientes típicos da Patagônia, como rosa mosqueta, lavanda e sauco, e fiquei na vontade de uns chocolates quentes diferentões. Tinha com gin, ou com pimenta, ou 70% cacau, chocolate branco quente, chocolate quente belga, coberto por marshmelos, framboesas e outras delícias.

Medialunas e alfajores

Onde comer em Bariloche

Você encontrará medialunas em qualquer café da manhã ou cafeteria de Bariloche, na verdade, acho que em qualquer um da Argentina! É muito parecido com croissant, e pode ser recheado ou não. Também vale experimentar um vigilante, versão doce da medialuna, que leva uma caldinha de baunilha e açúcar demerara por cima.

Há alfajores também por todos os lugares, os meus favoritos são os de doce de leite, que na Argentina é sempre incrível. 

Outras dicas aleatórias de onde comer em Bariloche

  • Se a ideia é comer carne, não deixe de ir ao Boliche de Alberto para experimentar a famosa parrilla e conhecer os tradicionais cortes de carne de boi argentinos acompanhados de um chimichurri divino! 
  • Se estiver com vontade de ousar um pouco, opte por um restaurante influenciado pela região patagônica, como o Família Weiss, com ambiente rústico e menu que contempla carnes como cervo e cordeiro. 
  • Outra excelente sugestão é o El Patacón, um dos restaurantes mais cobiçados da cidade, com cardápio variado e peixes como truta e salmão, pescados na própria região.
  • Se você é vegetariano, vegano ou está procurando uma refeição mais natureba, o Chimi Deli Cocina Natural tem pratos incríveis. Também tem sucos naturais e sobremesas lindas em um ambiente descontraído. 
  • Uma experiência chique e deliciosa é o chá da tarde no Winter Garden do Hotel Llao Llao. Você poderá provar tudo da mesa de doces e salgados (se tiver mini baguel de salmão, come por mim!) e poderá pedir dois bules de bebidas quentes, sucos e uma taça de espumante. É importante reservar, você encontra contatos pelo site oficial.

Onde comer em Bariloche

Confira os 5 hotéis mais reservados por nossos leitores em Bariloche