Deserto do Atacama

Quando ir ao Deserto do Atacama

Visitar o deserto e San Pedro de Atacama é um programa para o ano todo. A estimativa é que San Pedro tenha cerca de 300 dias de sol por ano, o que garante que você possa admirar o tão falado céu azul quase sempre. Dizem os atacamenhos que os outros 65 dias do ano seriam dias com nuvens, mas não necessariamente completamente nublados. 

No deserto, nota-se melhor as diferenças entre o verão e o inverno. No inverno, o pico dos morros e vulcões altos têm neve e, na cidade, as temperaturas variam entre 1º e 20ºC-podendo haver temperaturas negativas em noites frias. Já no verão, as médias oscilam entre 5º e 25ºC e podem passar os 40ºC em dias extremos.

Como é comum do deserto, prepare-se para encontrar frio e calor; prepare-se para temperaturas altas durante o dia, quando há presença do sol, e temperaturas amenas durante a noite e de manhã cedinho. San Pedro de Atacama está a 2.450 metros de altitude, mas diversos passeios feitos a partir do vilarejo visitam lugares muito mais altos, o que significa que a temperatura nesses locais poderá ser consideravelmente mais baixa. Independente da estação do ano em que você faça sua viagem, leve na mala roupas de inverno e de verão. Se você sair às 5 da manhã para um passeio a 4.000 metros de altitude, vá sempre com uma roupa abrigada, mesmo no verão as temperaturas em locais tão altos podem negativas em alguns momentos do dia. 

Embora seja costume geral dizer que as chuvas não existem e não são uma preocupação para quem planeja uma viagem a essa região, é preciso ressaltar que na verdade chove, sim, em San Pedro de Atacama. As chuvas costumam acontecer em fevereiro, possivelmente no final do mês, e são consequência do que chamam de inverno altiplânico. Lugares que ficam secos quase o ano todo se enchem de água e cânions que não parecem saber o que é chuva, há uma eternidade viram verdadeiros rios. O fenômeno é passageiro e rápido, mas acontece; e se você viajar nesse período, presenciará algo incomum: chuva no deserto.

Para quem planeja visitar San Pedro e tem como um de seus objetivos admirar o céu pela noite e ver uma enorme quantidade de estrelas, evite viajar no período de lua cheia e dê preferência a viagens na lua nova; nessa fase, a lua ilumina menos o céu e permite que vejamos mais estrelas. 

Tudo que você precisa saber sobre Deserto do Atacama!

Esse texto sobre Quando ir ao Deserto do Atacama faz parte do guia de Deserto do Atacama no Melhores Destinos

Comentários para Quando ir ao Deserto do Atacama

  • Fqmce Adriana Gomes de Oliveira há quase 5 anos

    Gostaria de saber que roupas levar para o Atacama no mês de Outubro ....

  • Jk26e Gilberto Morais há quase 4 anos

    Faltou tocar num ponto neste topico, que pude comprovar "in loco": Setembro eh mes de fortes ventos na regiao e que impacta e afeta a saida dos tours. E dai? Dai que eu passei 6 dias inteiros em San Pedro de Atacama e nao pude fazer nenhum tour num destes dias e no periodo da tarde do dia anterior, assim, deixei de fazer 2 tours dos 11 programados. Fica a dica! De resto, viagem sensacional, bem como o Salar de Uyuni na Bolivia.

  • 264mw Camille Panzera há quase 4 anos

    Oi, Gilberto.
    Nos gráficos que consultei não observei nenhuma anomalia com relação aos ventos, mas como em qualquer outro lugar do mundo a gente sempre está sujeito a mudanças climáticas, né? Abs!

  • Missing CAROLINE DUTRA há mais de 3 anos

    Será que ir ao atacama em junho é uma boa opção? Estou planejando a minha viagem para junho e tenho medo de pegar frio demais e, consequentemente, nao conseguir entrar nas termas e lagunas. Obrigada

  • Jk26e Gilberto Morais há mais de 3 anos

    Caroline,

    As aguas nas Termas de Puritama sao de 30 a 33C. Quanto a Laguna Cejar, que eh a unica liberada para banho, a agua eh sempre fria. Fui em Setembro passado e me banhei nela, mas ha quem nao entre devido a baixa temperatura, constante o ano todo.

  • Missing BRUNA LARANJEIRA ALVES há quase 3 anos

    Vou para Santiago em Agosto, queria aproveitar para visitar o Atacama, vale a pena visitar neste mês?

  • Jk26e Gilberto Morais há quase 3 anos

    Camille,

    Primeiramente, peço desculpas por me intrometer em responder em alguns tópicos, nos quais participei, porém, creio que a minha ajuda pode ser de alguma valia, como neste caso.

    Bruna,

    Como fui em Setembro no fim do inverno, pode ser que eu contribua de alguma forma.

    Na minha opiniao, tirando a questão dos fortes ventos que não foi uma casualidade, pois, os próprios locais me confirmaram que setembro eh época propicia dos mesmos e pode, como houve, cancelamento de saídas dos tours, ainda assim, a minha experiência valeu e muito a pena.

    A Camille colocou muito bem que eh atração para o ano todo e nem o calor excessivo ou frio excessivo deve atrapalhar, desde que levando roupas em camadas, porque não importa a época do ano, a variação de temperatura eh mesmo brutal no deserto.

    Enquanto na madrugada fazia um pico de mínima de 4C na cidade de San Pedro de Atacama durante a mina estadia, saindo em alguns tours entre 4 a 5 da manhã, era comum pegar temperaturas congelantes, especialmente nos lugares mais altos como Géiser del Tatio , o segundo mirante do Salar de Tara e Piedra Rojas.

    Sendo que nestes tours citados, oscilou de sensação térmica de 20 graus negativos na ocasião, principalmente as 6 horas da manhã até poucas horas depois e em lugares mais baixos atingir o pico de 26 a 27 graus nesta época do ano.

    Portanto, ela colocou muito bem a questão de levar roupas em camadas para qualquer época do ano e considerando roupas de inverno e verão. Como eh época de inverno, recomendo uma jaqueta bem reforçada e um fleerce, camisa dry fit de manga comprida, além de Luvas e se a jaqueta não tiver um capuz, gorro. Não precisa de cachecol, se a jaqueta já proteger o pescoço.

    A guia me explicou que em Piedras rojas enquanto estava com sensação térmica de 15 graus negativos na visita, no verão, enquanto na cidade o povo se torrava com 35 graus ou mais até, a temperatura média lá em piedra rojas era agradável e estaria fresco algo como entre 10 a 15 graus no ápice do verão.

    Não se preocupe que você estará exposta em pouca parte do tempo nos passeios, porque vai estar subindo e descendo das vans em pontos específicos, salvo o géiser del tatio que fará uma caminhada e tour por um tempo razoável e exposta a baixa temperatura, mas, vale a pena, respeitando o clima bem abrigada.

    Na minha opinião, o que mais pode prejudicar eh a alta montanha, portanto, não que se deva negligenciar as roupas, mas, o mais importante eh fazer os passeios por ordem de altitude, a fim de se aclimatar melhor com o ar rarefeito e o risco de sofrer algum sintoma do mal de altitude. Deixe o géiser del Tatio e o salar de tara por último a fim de não correr risco de se sentir mal.

    No Salar de tara principalmente , numa Van de 14 pessoas, 3 se sentiram mal e um senhor passou realmente um mal bocado.

    Sugiro para qualquer pessoa antes de subir tomar num café da manhã o tal do cha de coca e mascar as folhas também. Ajuda a atenuar e principalmente prevenir o mal de altitude.

  • 264mw Camille Panzera há quase 3 anos

    Gilberto, sua contribuição é muito bem-vinda!

    Bruna, como o Gilberto também explicou acho que tudo é questão de se preparar para o local que você irá visitar e entender suas peculiaridades. Estar pronta para pegar temperaturas extremas, tanto frias quanto quentes.

  • Missing BRUNA LARANJEIRA ALVES há quase 3 anos

    Obrigada pela ajuda, pessoal!

  • Missing Eduardo Stangler há mais de 2 anos

    Olá,
    Planejei minha experiência no Atacama com um bom tempo de antecedência para culminar estar lá num período com lua nova( a melhor para visualizar o céu a noite). Planejei até uma subida a um vulcão depois de 5 dias aclimatado. Busquei informações em diversos sites, blogs, quando ir, o que fazer, etc. Entretanto nenhum trouxe uma informação dos eventos climáticos severos que afetam o Atacama nos meses de verão nos últimos anos que se chama inverno altiplânico. Sus recorrência e a gravidade de seus efeitos. Este fenômeno, inverno altiplânico, são chuvas que vem da Bolívia e afetam de forma severa a região da Comuna de El Loa, região de Antofagasta, onde se encontra San Pedro e Calama(localidade a 100kms de San Pedro e onde há aeroporto). Este fenômeno nos últimos anos tem sido recorrente nos meses de verão . Chuvas com tal intensidade que provocam mortes, transbordam rios, alagam cidades, fazem desabrigados, interrompem o fornecimento de energia elétrica e água, interditam estradas e podem fazer nevar no Salar de Uyuni. Em 2019 começou a chover de forma intensa naquela região no dia 27 de janeiro, estendendo-se as chuvas por mais de 2 semanas . Desembarquei no aeroporto de Calama no dia 01 de fevereiro, já haviam desabrigados e a infraestrutura severamente afetada. No dia anterior, houve a interdição da única estrada que liga Calama à San Pedro. Em 08 de fevereiro o presidente do Chile decretou que zona de catástrofe pela gravidade dos danos. Vale a dica de pesquisar na internet ao planejar o quando ir ao Atacama, a recorrência do inverno altiplânico nos últimos anos e seus graves efeitos sobre a região, pois as intensas chuvas no deserto colocam em risco de vida aqueles que lá se encontram e afetam toda infraestrutura e serviços. Este ano 80% da população ficou sem água e luz durante alguns dias e os hotéis e pousadas foram proibidos de receber novos hóspedes.

  • Missing Beatriz Freitas Teodoro Gouveia há 11 meses

    Seria talvez um dos melhores meses para se viajar Abril, Maio ou Junho?

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.