Melhores Destinos
Chicago
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Vida cultural em Chicago

No reflexo da escultura em meio ao Millennium Park dezenas de pessoas se aglomeram em busca do melhor ângulo para uma foto. A enorme peça brilhante, que lembra mesmo um feijão – e por isso tem o apelido de The Bean –, é ponto de partida para os interessados na vida cultural da cidade de Chicago. A escultura do artista Anish Kapoor, oficialmente chamada de Cloud Gate, eleva a arte ao status de parte da cidade, e não apenas uma peça sobre ela. Ela causa furor entre os turistas e, sim, também nos moradores. Difícil resistir a muitos cliques por todos os lados.

Assim é a Wind City: Cercada de obras de arte! Seja na arquitetura dos prédios, nas cúpulas de mosaico em vidro ou nas muitas esculturas espalhadas pelos jardins públicos. E como esquecer dos magníficos museus espalhados por toda a cidade? Por trás das fachadas sisudas, porém não menos belas, eles guardam verdadeiros tesouros. É hora de desprender-se da beleza do Lago Michigan e enfrentar as muitas salas de exposição. Entre esqueletos de dinossauros e telas de Monet, você certamente irá se encontrar em Chicago.

Os clássicos espaços destinados à arte estão entre os melhores dos Estados Unidos. O Art Institute of Chicago, além de cenário de algumas das melhores cenas do clássico “Curtindo a vida adoidado”, apresenta um acervo dos mais completos no mundo e conta 5000 anos de história da arte. Entre as 300 mil peças, estão exemplares de importantes artistas impressionistas, como Pierre-Auguste Renoir e Paul Cézanne e o quadro American Gothic, a grande estrela do museu.

Quem prefere um acervo exclusivamente atual não pode deixar de visitar o Museum of Contemporary Art Chicago. O espaço recebe artistas de todo o mundo e apresenta incríveis exposições itinerantes, além do acervo permanente, que inclui nomes como Alexander Calder, Andy Warhol e René Magritte.

Se a busca é por acervos menos ligados às belas artes, porém não menos importante para a história, Chicago reserva passeios incríveis. Você poderá conhecer mais a cidade no Chicago History Museum ou expandir os conhecimentos sobre o universo no Adler Planetarium, onde enormes salas de projeção encantam os amantes da astronomia; aprofundar-se em todas as formas de vida no Field Museum; encantar-se com ao seres marítimos no John G. Shedd Aquarium; e enlouquecer com as experiências ao vivo no Museum of Science and Industry. Tem museu para todos os interesses.

Aos que procuram vida cultural além das paredes dos museus, Chicago não decepciona. A cidade, por si só, já é uma grande obra de arte. Escolha um dos vários tours oferecidos pela Chicago Architecture Foundation e mergulhe no maravilhoso universo arquitetônico. Cada prédio guarda um pedacinho da história da arquitetura que transformou o mundo.

Quando a noite chegar, não deixe de aproveitar os muitos teatros e casas de espetáculos locais. Chicago oferece de espetáculos da Broadway a intimistas shows de blues. Com sorte você irá esbarrar com um espetáculo ao vivo na calçada e verá como os moradores curtem a verdadeira música de rua. No entanto, um lugar em especial merece ser visitado com ou sem show. O histórico Chicago Theatre é imperdível e ajuda a entender melhor como a cidade se transformou no polo cultural que é hoje. 

Se você pretende encarar a maratona completa, prepare o bolso. As opções são muitas, mas o preço, quase sempre, é bem salgado. Museus custam na casa dos US$ 20 e raramente oferecerem dias gratuitos (salvo para moradores da região). Nossa dica é adquirir um dos passes de passeio que a cidade oferece, como o City Pass e o Go Chicago Card. Vale a economia e você poderá aproveitar tudo o que Chicago tem a oferecer!