Washington DC

Enquanto políticos discutem os rumos do país no Capitólio, milhares de turistas circulam despreocupados pelos jardins do National Mall. Alheios ao forte esquema de segurança da Casa Branca, ciclistas pedalam entre as imagens dos presidentes Lincoln, Roosevelt e Thomas Jefferson. Em meio às obras de arte do Sculpture Garden, músicos tocam jazz para os visitantes de pés descalços que se refrescam no chafariz do jardim. Debaixo das cerejeiras floridas, casais se perdem no tempo com cestas de piqueniques e beijos ao ar livre. No mesmo momento, crianças correm entre dinossauros, “monets” e cápsulas espaciais pelos inúmeros museus da cidade.  

O cenário em pouco lembra o mais importante centro político, econômico e militar do mundo. Washington, DC tinha tudo para ser uma capital burocrática. Poderia se limitar ao papel de cidade do poder e viver apenas a emoção das assinaturas de grandes acordos. Porém, a capital dos Estados Unidos foi muito além e conquistou turistas de todo o mundo. O jeito acolhedor com que recebe as visitas é capaz de derrubar até o mais cético viajante. Difícil não se encantar com a enorme oferta de atividades oferecidas por lá. E, diga-se de passagem, a maioria esmagadora com entrada gratuita.  

Fundada em 1800, Washington é totalmente planejada, com prédios baixos e extremamente arborizada. É fácil ficar encantado com uma esplanada de 3 km, chamada entre os locais apenas por The Mall: a cada 100 metros há um belo monumento, memorial ou um museu com acervo espetacular. Além disso, praticamente não é preciso utilizar transportes (apesar de eles serem muito eficientes). Pés ou bicicletas são suficientes para nos levar a quase todos os lugares. E quando falamos em todos os lugares podemos incluir os importantes prédios públicos, sempre abertos à visitação. Washington consegue transformar o turismo cívico e altamente patriótico em passeios incríveis, mesmo quando se trata dos memoriais de guerra, onde as honrarias são para as vítimas e combatentes.

A cidade, apesar de leve, é política até no nome, escolhido em homenagem ao primeiro presidente dos EUA. Já o Distrito de Columbia, do qual Washington faz parte, refere-se ao descobridor das Américas, Cristovão Colombo. E é assim que muitos moradores tratam a capital dos Estados Unidos, apenas pela sigla DC. A relação entre a capital e o distrito pode parecer complicada, já que Washington não pertence a nenhum estado. No entanto, ela é similar à do Brasil, onde Brasília faz parte do Distrito Federal. Vale lembrar que a capital Washington, DC, localizada na Costa Leste, é diferente do estado de Washington, no noroeste do país.

Para quem acha que a cidade oferece apenas o turismo ligado às atribuições de uma capital, prepare-se para belas surpresas. Washington está repleta de charmosos passeios, como Georgetown e Old Town Alexandria; uma enorme variedade de shoppings e outlets; restaurantes que dão a volta ao mundo nos elaborados cardápios; e uma intensa vida cultural. Quer conhecer mais sobre a capital dos Estados Unidos? O Melhores Destinos preparou um guia com dicas de onde se hospedar, como chegar, o que fazer, os melhores pontos turísticos, museus imperdíveis, onde comer e, claro, onde comprar! Acredite, a cidade de Washington vai muito além das paredes da Casa Branca!