Como se locomover no Jalapão

“O Jalapão é bruto”. A frase, repetida à exaustão na região, não existe à toa. Percorrer as estradas do Jalapão não é tarefa para amadores. Com cerrado de solo arenoso, o Jalapão exige dos turistas o deslocamento em veículos com tração nas quatro rodas. Mesmo entre motoristas experientes em carros 4x4, as chances são grandes de ficar atolado nas estradas de areia da região. Dirigir por lá é tarefa para profissionais. Claro que sempre há um corajoso em carro comum disposto a encarar o desafio, porém, acredite, será pura sorte não atolar. Não recomendamos a viagem em um veículo sem tração nas quatro rodas em nenhuma hipótese. Além do 4x4, recomendamos que os trajetos sejam realizados por um motorista e guia experiente em areia ou por uma das agências que fazem tour pela região.

Serra-do-espirito-santo  

A qualidade das estradas do Jalapão é um grande limitador ao número de turistas. Todas as vias, sem exceção, são de terra ou areia. Durante o período da seca, de maio a setembro, as estradas são ainda mais desafiadoras. Com a areia seca e, consequentemente, mais fofa, as chances de atolar o veículo são ainda maiores. E quem resgata os turistas que se aventuram por conta própria são os moradores e guias experientes nas estradas locais. Para quem pretende encarar o Jalapão por conta própria, o mais recomendado é viajar no período da chuva, quando o solo está mais compactado e a circulação na areia é mais fácil. Ainda assim, o veículo 4x4 é altamente recomendável. 

As agências e guias particulares que realizam tour para o Jalapão utilizam sempre veículos com tração nas quatro rodas. Há empresas que preferem caminhonetes, outras optam por carros do tipo SUV (utilitário esportivo) e até mesmo caminhões que fazem a linha safári. Entre as opções das agências, o veículo que oferece maior conforto são os do tipo SUV, que têm menos impacto nas estradas irregulares e não saltam tanto. As caminhonetes, apesar de eficientes, nem sempre são confortáveis para os passageiros, especialmente os que estão nos bancos traseiros. Já o caminhão do tipo safári é o mais desconfortável entre todas as opções. Ele não oferece ar-condicionado e as janelas permanentemente abertas permitem a entrada excessiva de poeira, o que torna a viagem desagradável depois de algumas horas. Os bancos também não são convidativos a relaxar, mas, para compensar, um assento no segundo andar do caminhão permite viajar a céu aberto observando toda a bela paisagem da região. Dá até um clima mais “bruto” para a viagem. 

Jalapao  

Quem viaja com as agências ou guia particular não precisa se preocupar com a localização dos atrativos, já que todo o percurso será realizado por um motorista. Já os viajantes que desejam ir por conta própria terão mais dificuldade, especialmente porque as estradas do Jalapão são muito mal sinalizadas. Muitos atrativos não são identificados por placas e não constam em aplicativos como o Google Maps. A falta de sinal de celular também dificulta bastante a vida do turista, já que os mapas ficam sempre offline e buscar qualquer informação no meio da estrada será impossível. Pedir socorro em um eventual acidente também é tarefa difícil. Só mesmo esperando passar outro carro para conseguir resgate. Caso embarque sozinho, leve um mapa impresso, tenha um mapa offline no smartphone, saiba todos os atrativos que pretende visitar e busque as informações de localização antes de deixar a pousada ou a cidade de apoio. 

Jalapao  

Lembre-se de que o deslocamento em estrada de areia e terra leva muito mais tempo se comparado ao asfalto. Não se engane com distâncias que seriam curtas em uma estrada comum. No Jalapão, você poderá gastar até três vezes mais tempo apenas no deslocamento. Fique atento para não chegar atrasado aos locais, especialmente os que exigem horário, como o pôr do sol nas Dunas do Parque Estadual do Jalapão. Na dúvida, contrate um guia particular ou uma empresa de turismo. Assim você poderá apenas curtir. 

Se a ideia é mesmo ir ao Jalapão em um 4x4 e a intenção for de alugar o veículo em Palmas, não deixe para reservar na última hora. A oferta de locadoras na cidade é baixa e durante feriados e fins de semana os veículos 4x4 podem estar esgotados. E como as agências sabem que dirigir no Jalapão não é fácil, pode acontecer de a reserva ser negada. Faça contato com as locadoras com antecedência para não ficar sem carro. 

Serra-do-espirito-santo  

As principais cidades de apoio para quem pretende visitar o Jalapão são: Ponte Alta do Tocantins, Mateiros e São Félix do Tocantins. As três formam um roteiro circular que começa e termina em Palmas. As principais atrações do Jalapão estão entre as três cidades, especialmente na TO-130 (Pedra Furada), TO-255 (Cânion do Sussuapara, Cachoeira do Lajeado, Dunas do Jalapão, Serra do Espírito Santo, Cachoeira da Velha e Prainha do Rio Novo) e TO-110 (Cachoeira do Formiga e fervedouros). Todas as estradas são de terra ou areia. Veja mais sobre os tours, os pontos turísticos e o que fazer no Jalapão

Tudo que você precisa saber sobre Jalapão!

Esse texto sobre Como se locomover no Jalapão faz parte do guia de Jalapão no Melhores Destinos

Comentários para Como se locomover no Jalapão

  • Missing MARA MONTEIRO há 1 ano

    Bom dia. Estou com viagem marcada para Palmas em abril, pra conhecer Jalapão, e vou ficar 3 dias, porem esses dias são durante a semana ( chego no domingo a noite e fico ate quarta a noite. Gostaria de saber se tenho como reservar transporte (sem ser aluguel de carro pois nao tenho experiencia com carros 4x4) pra me deslocar para o Jalapão? e ja comprar alguns passeios? Detalhe: vou viajar sozinha! Gostaria de saber alguns desses detalhes antes de decidir remarcar a passagem rs.

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.