St. Barth

Dicas de St. Barth

- As mesmas regras de imigração que regem a França servem para St. Barth e St. Martin. Quem viaja a turismo por até 90 dias a St. Barth não precisa de visto prévio, apenas do passaporte. É importante certificar-se de preencher alguns pré-requisitos exigidos pelas autoridades francesas, como: passagens de ida e regresso, reserva da hospedagem, comprovação de fundos para a viagem e seguro-saúde. Para maiores informações, consulte a página de vistos do consulado francês.

- A moeda oficial de St. Barth e utilizada pela maioria das pessoas é o euro, sendo o dólar também aceito em diversas transações (a cotação varia de acordo com o estabelecimento). Cartões de crédito são muito utilizados e a capital, Gustavia, conta com caixas eletrônicos para sacar dinheiro. Informações mais específicas sobre esse tema você encontra em nosso post sobre dinheiro e gastos.

- A ilha de St. Barth é cara; por isso, não é um destino que indicamos caso você tenha planos de fazer uma viagem barata ou economizar. O custo de vida - e, consequentemente, os custos de viagem - é alto; viaje consciente. Uma das melhores maneiras para conseguir controlar as despesas é não comer nos restaurantes mais badalados todos os dias e viajar na baixa temporada. 

- Violência não é uma preocupação em St. Barth. O lugar é tranquilo, seguro e tem ritmo de cidade do interior, onde muita gente se conhece e se cumprimenta nas ruas. Vez ou outra vê-se carros abertos nas ruas, com pertences do lado de dentro. Nossa sugestão é aproveitar o lugar para relaxar, mas sem descuidar de suas coisas. 

- St. Barth não tem transporte público; alugue um veículo para não depender dos táxis (caros) e ter independência para circular. 

- Estacionar em Gustavia pode ser um pouco chato, às vezes é preciso ter paciência para encontrar uma vaga. 

- As tomadas de St. Barth e St. Martin seguem o padrão francês: 220 volts, com três pinos redondos, sendo um deles saliente. Você provavelmente precisará de um adaptador para recarregar seus aparelhos. 

  • Consulado-Geral do Brasil em Caiena

    Nota:  de 10 (0)

    O Consulado-Geral do Brasil em Caiena tem uma jurisdição que se estende não apenas ao território da Guiana Francesa como também a Martinica, Guadalupe, St. Martin e St. Barth. Caso você tenha dúvidas ou necessite de auxílio durante uma viagem a algum desses países, entre em contato com o consulado. 

    E-mail:...

Tudo que você precisa saber sobre St. Barth!

Esse texto sobre Dicas de St. Barth faz parte do guia de St. Barth no Melhores Destinos

Comentários para Dicas de St. Barth

  • Vktyq Ana Luiza Loyola há mais de 2 anos

    Olá! Viajarei pra St, Barth e Anguilla com meu marido em 20 dias. Devo reservar ou já alugar carro desde já? Qual agencia recomenda? Chegaremos de Ferry a partir de Oyster Pond em St. Maarten. Já compramos as passagens do ferry q dura meia hora apenas. Obrigada. Ah! Ficaremos 3 noites em St. Barth e 5 em Anguilla.

  • 264mw Camille Panzera há mais de 2 anos

    Olá, não tenho locadora específica para indicar, na época em que fui fiz tudo ao chegar na ilha. Em St Barth várias locadoras ficam próximas ao aeroporto... O que você pode fazer é entrar nos sites das grandes locadoras, como Avis, ou em sites de Aluguel de carros, como RentalCars e já procurar as opções de empresas e preços.
    A viagem entre St Martin e St Barth de embarcação costuma ter bastante ondas.

    Em Anguilla eu acredito que seu hotel poderá orientar melhor a respeito do aluguel... talvez seja uma boa ideia enviar a eles um e-mail perguntando. Em Anguilla utiliza-se mão inglesa... dê uma olhada se é necessário ter a Permissão Internacional para dirigir.

  • Vktyq Ana Luiza Loyola há mais de 2 anos

    Muito obrigada! Vou ver isso.

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.