Melhores Destinos
Jéssica Weber Jornalista apaixonada por mato e praia, interessada na história dos lugares, na arquitetura das cidades e em comida, é claro.

El Chaltén

El Chaltén é de tirar o fôlego, em todos os sentidos. Localizada a 215 km de El Calafate, onde fica o aeroporto mais próximo, a "capital argentina do trekking" recebe visitantes do mundo inteiro em busca das suas trilhas em montanha. 

É lá que fica um dos cerros (montes) mais fotogênicos e famosos da Patagônia Argentina: o Fitz Roy. Se você tiver a sorte de pegar um dia aberto, vai se arrepiar com a imagem das suas torres afiadas de granito e gelo em direção ao céu. 

El Chaltén

Para quem está em El Calafate, El Chalten pode ser conhecida em um bate-volta: é possível ir de carro, contratar o translado de ônibus com agências locais ou comprar no site da Civitatis, que oferece tanto excursão com guia quanto a excursão com tempo livre para realizar alguma trilha por conta. 

Mas se puder ficar ao menos uma noite por lá, melhor ainda — a gente traz uma lista de boas hospedagens mais abaixo.

El Chaltén

El Chalten: a cidade do Fitz Roy

O grande cartão-postal de El Chaltén pode ser vislumbrado mesmo antes de chegar à cidade. O monte Fitz Roy parece uma pintura no fim da Ruta Provincial 23. Na verdade, todo o caminho a partir de El Calafate é incrível, e provavelmente você vai ver guanacos pelas estepes, um camelídeo que lembra uma llama ou alpaca. 

Nos quilômetros finais, vale muito a pena descer do veículo e garantir registros na beira da estrada. Foi onde fiz a foto que abre esse post, com um bom zoom, é claro.

As principais trilhas para o Fitz Roy iniciam no final da Avenida San Martin, busque por "Sendero Fitz Hoy" no Google Maps. Ali tem um estacionamento aberto e esses dois pórticos de madeira: 

El Chaltén

As trilhas são lindas, com vistas incríveis do vale e bosques típicos da patagônia. Também são bem sinalizadas: contam com placas indicando a direção e a quilometragem percorrida. Mas, se você não é praticante assíduo, considere fazer as mais longas com guia, ou, pelo menos, vá acompanhado de outros praticantes de trekking. 

El Chaltén

Lembrando que o tempo na Patagônia Argentino é imprevisível. Como vocês podem ver pelas fotos, eu tive a sorte de um dia lindo, mas acontece com uma frequência desagradável de chover, ventar e da nebulosidade esconder o Fitz Roy. 

Observe que de abril a outubro a realização de trilhas depende da acumulação de neve no percurso, principalmente se você quiser fazer as caminhadas longas. Recomendamos sempre verificar o estado das trilhas no Centro de Visitantes do Parque Nacional Los Glaciares, localizado um pouco antes da entrada da vila.

Laguna Capri

El Chaltén

Como eu fiz o bate-volta a El Chaltén, a Laguna Capri era a única trilha com vista para o Fitz Roy que tive tempo de fazer. Ela tem oito quilômetros, contando ida e volta. O primeiro quilômetro é o mais puxado, em razão da subida ingrime, mas ao fim desse trecho você será recompensado com essa bela vista do vale do Río de Las Vueltas, que tem um nome bem autoexplicativo. Depois segue tendo subida, mas em elevação menos brusca.

A Laguna Capri tem água gelada, límpida, com um tom de azul-escuro. É cercada por bosques típicos da Patagônia e tem vista para o Fitz Roy, um pouco distante, é verdade. Perto da laguna, não perca a oportunidade de fazer um desvio curto para o mirante (mirador) do Fitz Roy, ali as fotos do monte ficam ainda mais bonitas. 

El Chaltén

A gente fez o percurso todo em três horas e meia, contando o tempo para admirar a paisagem. A trilha para a Laguna Capri é o mesmo caminho que leva até a base do Monte FitzRoy, sobre o qual falamos a seguir: 

Laguna de Los Tres e base Fitz Roy

Seguindo na trilha da Laguna Capri, você está na trilha para Laguna de Los Tres e a base do Fitz Roy. Ela tem 20km, ao todo, percorridos em aproximadamente oito horas. É uma trilha de dificuldade média/alta, que exige um bom preparo físico, especialmente, no último quilômetro, que tem uma inclinação monstruosa. Mas dizem que compensa muito, porque a proximidade do Fitz Roy, a vista do glaciar De Los Tres e a cor clarinha da água compõem um cenário de filme. 

Se você se organizar para começar de madrugada a trilha, visando chegar ao amanhecer, a recompensa será dobrada, com a montanha pintada de rosa pelos primeiros raios de sol.  Claro, contando com a bênção de São Pedro. 

Ah, a trilha partindo do final da Avenida San Martín não é a única forma de chegar à Lagunda de Los Tres, também tem muita gente que vai pela Hostería El Pilar. 

O que mais fazer em El Chalten - Argentina

Centrinho de El Chaltén

Não vai te custar muito tempo conhecer a vila de El Chalten - Argentina: é bem pequenina, tem pouco mais de 1,5km de ponta a ponta. Uma parada popular é para tirar foto na placa de boas-vindas da cidade, que fica sobre uma rótula e, para variar, tem vista para o Fitz Roy. Como a cidade é toda voltada ao turismo, você não vai ter dificuldades em encontrar restaurantes, bares e hotéis (veja nossa lista de sugestões mais abaixo). 

El Chaltén

Chorrillo del Salto

É uma cascata de aproximadamente 20 metros que desemboca no Río de las Vueltas. Nos dias mais frios do inverno, quando a temperatura cai ali por -20ºC (autch!), a cachoeira começa a congelar a ponto de ficar totalmente coberta de gelo.

O sendero (trilha) para a cascata começa no mesmo estacionamento onde também começam as trilhas para o Fitz Roy, no final da Rua San Martín. É a trilha da direita, tem um pórtico de madeira com o nome dela. Leva, ao todo, três horas, e tem 7 quilômetros somando ida e volta. 

Mirador de los Cóndores 

É um mirante com vista panorâmica da cidade e das colinas, junto a outro que permite apreciar o Lago Viedma e vegetação típica da Patagônia. Leva esse nome por ser frequentemente sobrevoado por condores. 

A caminhada parte do Centro de Visitantes del Parque Nacional (foto), bem na entrada na cidade, onde você pode também tirar todas as suas dúvidas sobre El Chaltén. Tem dificuldade baixa e duração aproximada de duas horas.

El Chaltén

Laguna Torre

Esse é um trekking lindíssimo de dia inteiro: são cerca de 20km, percorridos em sete ou oito horas. É uma caminhada de dificuldade média que revela a melhor vista do Cerro Torre. Junto a Laguna De los Tres, é um clássico de El Chaltén. 

As melhores fotos são feitas ao amanhecer, quando a cor do granito fica saturada por alguns minutos, no momento em que a luz do sol os atinge pela primeira vez no dia. É um privilégio de quem passa a noite no acampamento De Agostini e aguarda aquele momento mágico com a câmera pronta.

Hotel em El Chalten

El Chalten tem hospedagens mais em conta (hosterías e hosteis) e também opções luxuosas, com spa e tudo. A gente traz, nessa lista, 20 das opções mais reservadas e melhor avaliadas pelos próprios hóspedes:

HOTEL NOTA NO BOOKING RESERVAS
Estancia Bonanza 9,7 Ver preços
Anita's House 9,5 Ver preços
Chalten Camping - Glamping 9,4 Ver preços
Kaulem Hotel Boutique 9,3 Ver preços
Hospedaje Mi Rincón 9,2 Ver preços
Hostería El Pluma 9,1 Ver preços
Patagonia Eco Domes 9,1 Ver preços
Destino Sur Hotel & Spa de Montaña 9 Ver preços
Hostería Senderos 8,9 Ver preços
Chalten Suites Hotel 8,9 Ver preços
Posada y Cabañas El Barranco 8,9 Ver preços
Hotel Lunajuim 8,7 Ver preços
Hotel Cumbres Nevadas 8,6 Ver preços
Hotel Poincenot 8,5 Ver preços
Hostería Vertical Lodge 8,5 Ver preços
Hostería Don Atilio 8,4 Ver preços
Rancho Apart Hostel 8,4 Ver preços
Rancho Grande Hostel 8,2 Ver preços
Condor de Los Andes 8,2 Ver preços
Desierto Suites 8,2 Ver preços

Confira os 5 hotéis mais reservados por nossos leitores em El Calafate

El Chaltén

Lago Argentino
http://www.elchalten.gov.ar/