É impossível ficar indiferente a Veneza. As construções, os canais, as ruelas, as igrejas, os monumentos: cada passo revela uma história a ser descoberta, um novo mistério a ser revelado, um romance a ser vivido.

Eleita inúmeras vezes a cidade mais bela do mundo, uma visita a Veneza é uma visita à história da humanidade. Seus diversos museus, construções e palácios mantêm intacta a história de centenas de anos, como se o tempo, marcado com precisão pelo relógio da torre da Praça San Marco, simplesmente não houvesse passado.

Entre San Marco e Rialto, o labirinto de ruas estreitas convida o visitante a se perder e se maravilhar, a cada instante, com uma nova descoberta, um novo olhar, um novo pedaço desta cidade incomparável e inesquecível.

História

Visitar Veneza é, antes de mais nada, um mergulho na história da Sereníssima República, iniciada há mais de 1300 anos. Com orgulho, os venezianos conservam e apresentam aos visitantes do mundo todo a história de suas navegações, suas guerras e vitórias pelo domínio do mar Adriático.

Encanta ainda a história dos doges, que governavam a república, mas tinham seu poder limitado. Enquanto em outros países os monarcas abusavam de seu poder em regimes monárquicos, Veneza estava um passo à frente. Mesmo os que não se interessam por história não ficam indiferentes a esta epopeia fascinante, que parece viva nas centenárias ruas e pontes de Veneza.

Sim, o tempo parece correr tranquilo como em tempos antigos em Veneza. Tranquilo como seus canais serenos ou como as praças onde crianças ainda brincam despreocupadas. Ali não há carros, motos ou outro meio de transporte e as pessoas caminham a pé, como antigamente, enquanto todo o transporte é feito em barcos — de entregas à coleta do lixo e até mesmo enterros.

Difícil de definir, difícil de resumir, mas fácil de amar. Conhecer Veneza é se sentir pequeno diante da história, mas ao mesmo tempo perceber que, ao final de tudo, as fronteiras, bandeiras e culturas nada mais são do que retalhos fascinantes desta caminhada única da humanidade pelos séculos. 177 canais, 118 ilhas, 400 pontes e uma cidade: Veneza. Apaixone-se!