Budapeste

Bem-vindos a Budapeste, uma das mais belas cidades da Europa. Considerada um verdadeiro cartão-postal, a capital da Hungria é uma cidade de dois lados, dividida pelo famoso rio Danúbio: na margem oeste está Buda e na margem leste está Peste.

Com uma arquitetura de deixar qualquer um de queixo caído, Budapeste está cheia de construções imponentes, nos mais diversos estilos: barroco, neoclássico e Art Nouveau. Além do mais, não podemos deixar de mencionar que o destino se tornou a segunda cidade mais importante do império austro-húngaro sob o comando da dinastia Habsburgo.

Atrações estão por todos os lados, tanto em Peste quando em Buda, e tédio, definitivamente, é uma palavra que não entra no vocabulário dos que visitam a cidade. É muito provável que em Buda você se concentre no Castelo e região, já em Peste, a dica é perder-se pelas ruas e aproveitar as atrações e a atmosfera incrível deste lado da cidade.

Buda e Peste ainda concentram uma série de museus interessantíssimos, praças, igrejas, monumentos, além dos famosos e tradicionais banhos termais, nos quais é possível relaxar em qualquer época do ano. Também não podemos deixar de ressaltar aqui uma das atrações principais da cidade, o rio Danúbio, onde você vai presenciar um dos pores do Sol mais belos do planeta.

Informações gerais

Em Budapeste, você vai encontrar um povo amigável e que costuma ser bastante solícito com o turista. A moeda é o Forint (saiba mais sobre isso em Dicas) e o idioma local é o húngaro, lembrando que aqueles que dominam a língua inglesa não terão dificuldade alguma de comunicação.

Se você, no entanto, é daqueles que gosta de aprender um pouco do idioma local, aí vão algumas palavrinhas/frases básicas (Português/como se escreve/como se pronuncia):

Olá (formal e informal): Szervusz (sérvus) // Szia (sia) 

Bom dia: Jó napot (iô napôt) 

Boa noite: Jó éjszakát (iô êssacát)

Obrigado: Köszönöm (quê-cênem)

Sim: Igen (iguen)

Não: Nem (nem)

Praça: Tér (ter)

Rua: Utca (utsa)

Café: Kávé (kave)