Chile

Chi! Chi! Chi! Le! Le! Le! O Chile é um dos principais países que os brasileiros visitam no exterior e reúne paisagens surpreendentes. A geografia do país é muito peculiar: extenso em comprimento, porém pouco largo - essas caraterísticas permitem que ao longo de seu terrítório a geografia e os climas mudem completamente.
 
Seja para desbravar sua modernidade ou aproveitar sua gastronomia, Santiago é sempre uma boa ideia. Não apenas pelas próprias atividades que oferece, mas porque também tem muitos passeios legais a serem feitos a partir da cidade, como visitar o Valle Nevado, Viña del Mar ou Valparaíso, às margens do Oceano Pacífico.
 
Ao norte, conhecer o Deserto do Atacama, onde quase nunca chove, é uma experiência diferente de tudo que você já viu. A região tem vulcões, formações rochosas, deserto de sal, lagos para contemplação ou para nadar sem afundar, sítios históricos e um céu maravilhoso, ideal para observar as estrelas!
 
Ao sul do país, fica a região dos Lagos, com destinos pequenos e graciosos, como Puerto Varas, aos pés do Vulcão Osorno, e que vira uma estação de esqui no inverno. Mais ao sul ainda ficam destinos como Pucón, que também tem um vulcão — dessa vez chamado Villarica — e Torres del Paine, com lindas paisagens nevadas e destino certo de quem gosta de trilhas. A Patagônia chilena é uma caixinha de surpresas, úmida, com muitas florestas e com paisagens singulares… diferente do árido norte do país, mas igualmente surpreendente. 
 
Para conhecer um dos destinos mais exóticos do mundo, ir à Ilha de Páscoa é uma viagem única. A ilha dos moai tem vulcões, lindas praias e é cercada por mistérios. 
 
 

Quando ir ao Chile

O Chile é um país com climas muito diferentes, então quando pensar em viajar para o país, é preciso analisar caso a caso, pensar no destino que você pretende visitar e quais condições climáticas prefere encontrar.
 
No norte e Deserto do Atacama, o clima é como o do deserto: quente durante o dia e frio à noite. No verão, as temperaturas durante o dia ficam bem quentes. 
 
No sul do país, o frio é mais constante, com neve em vários destinos durante o inverno e calor (geralmente suave) no verão. Em Santiago as estações são bem definidas: faz calor no verão e frio no inverno, com a possibilidade de esquiar nas estações próximas da capital nos meses mais frios.