Dicas de Bruxelas

Visto

Brasileiros não precisam de visto de turismo para permanência de até 90 dias na Bélgica e demais países membros do Acordo de Schengen (Alemanha, Áustria, Bélgica, Dinamarca, Eslováquia, Eslovênia, Espanha, Estônia, Finlândia, França, Grécia, Holanda, Hungria, Islândia, Itália, Letônia, Lituânia, Luxemburgo, Malta, Noruega, Polônia, Portugal, República Checa, Suécia e Suíça). Porém, no momento da entrada, será exigido do visitante um passaporte válido, além de documentos e comprovantes, como passagens de ida e volta, comprovante de recursos financeiros, seguro-saúde válido em todos os países-membros, entre outros.

Segurança

No geral, Bruxelas é considerada uma cidade segura para o turismo, inclusive para mulheres que viajam sozinhas. Contudo, lá o visitante corre o risco de ter a carteira ou a bolsa roubadas, além de outros objetos de valor, caso facilite a vida do ladrão.

A dica, portanto, é não deixar os pertences "dando sopa", pois os chamados batedores de carteira desenvolvem técnicas de roubo impressionantes. Outra recomendação é evitar caminhar pela região da Grand Place e da Red Light de Bruxelas muito tarde da noite, além de não dar muita conversa para estranhos, já que golpes também não são incomuns na capital belga.

Tours

Aqueles que desejam conhecer um pouco da história de Bruxelas sem ter trabalho algum podem optar por um tour guiado. Guias da Sandeman's New Europe saem a todo momento da Grand Place em um passeio rápido e mais superficial pelos principais pontos. Os passeios geralmente acontecem em inglês e espanhol e são gratuitos (os guias trabalham com sistema de gorjetas).

Mas se você não fala inglês, espanhol ou simplesmente prefere um tour mais aprofundado, e em português, pode entrar em contato com a jornalista brasileira Viviane Vaz, da Id Internacional. Ah, a agência de turismo belga também promove tours nos arredores da capital, em cidades como Ghent e Bruges. É só mandar um e-mail para contact@id-international.eu.

Gorjeta

Deixar algo a mais para o prestador de serviços depende totalmente do cliente. Estabelecimentos como restaurantes, por exemplo, já incluem uma taxa de serviço na conta, portanto, caso queira deixar alguma gorjeta, algumas moedas (€1, €2) já são mais do que suficientes.

Tudo que você precisa saber sobre Bruxelas!

Esse texto sobre Dicas de Bruxelas faz parte do guia de Bruxelas no Melhores Destinos

Comentários para Dicas de Bruxelas

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.