O que fazer em Bruxelas

Embora seja a maior cidade da Bélgica — com um total de 1 milhão e 191 mil habitantes —, Bruxelas é daqueles destinos onde o turista pode fazer bastante a pé. Isso porque boa parte das principais atrações ficam bem próximas umas das outras, facilitando bastante a vida daqueles que não querem ou não têm tempo a perder.

Ter um bom mapa em mãos ajuda bastante na hora de explorar a vibrante capital. Boas opções são os mapas virtuais, que podem ser utilizados offline, a exemplo do Google Maps e do Maps Me (disponível para IOS e Android). Depois de cadastrar na ferramenta tudo o que desejar conhecer, utilize-a como base durante os seus dias no destino, dividindo tudo por regiões, a fim de facilitar a vida e economizar com deslocamento. 

Neste mapa do Google Maps (foto), você vai encontrar todas as atrações cadastradas aqui no guia, além de restaurantes e ruas de compras famosas; basta abri-lo em seu smartphone e ter acesso aos melhores programas da capital belga. No entanto, caso prefira deslocar-se pela cidade "à moda antiga", é só adquirir um mapa de papel na recepção do seu hotel. 

Mapa-de-bruxelas-google-maps

Em geral, é indicado, no mínimo, três dias inteiros em Bruxelas para que haja tempo suficiente de explorar os principais pontos, incluindo visitas aos museus mais importantes. Está pensando em visitar muitas atrações num determinado espaço de tempo e ainda assim economizar? Uma boa pedida, então, pode ser o Brussels card.

Disponível nas versões 24, 48 e 72 horas, o cartão dá descontos e acesso a 40 museus da cidade, lembrando que a versão Brussels Card + transporte público ainda dá direito ao uso ilimitado de ônibus, bondinho elétrico e metrô. No entanto, é preciso avaliar se você vai, realmente, visitar todas aquelas atrações durante aquele determinado espaço de tempo para que ele valha a pena.

Segundo o site visit Brussels, onde é possível comprar o seu Brussels card online, com o cartão 24 horas, é possível economizar €11, enquanto os cartões 48 e 72 horas geram uma economia de €32,50 e €49, respectivamente. Confira aqui os comparativos feitos pelo site.

Outra dica é dar uma olhadinha no site oficial da cidade, o visit.brussels, antes de sair de casa. Disponível em vários idiomas, entre eles inglês, francês e espanhol, ele tem tudo sobre Bruxelas e uma de suas grandes vantagens é a atualização constante; ao acessá-lo, você fica sabendo dos eventos, festivais e exposições. Não deixe de conferir a agenda cultural do momento!

  • Ascenseur-marolles-poelaert-elevador-marollen-poelaert

    Ascenseur Marolles-Poelaert / Elevador Marollen-Poelaert

    Nota:  de 10 (0)

    O elevador panorâmico conduz o visitante do Marolles, na parte de baixo, até a Praça Poelaert, onde há um terraço que oferece belas vistas da capital belga. Em dias claros, é possível visualizar pontos turísticos importantes, entre eles o Atomium de Bruxelas.

    A dica de ouro, no entanto, é apreciar...

  • Atomium

    Atomium

    Nota:  de 10 (0)

    O Atomium é uma estrutura composta por nove esferas gigantes, de aço inoxidável, que formam um enorme e exuberante cristal de ferro. Construído em 1958 para a primeira feira mundial pós-guerra, o monumento de 102 metros — inicialmente temporário — é hoje uma das atrações mais famosas de...

  • Delirium-cafe

    Delirium Café

    Nota:  de 10 (0)

    A Bélgica é um dos principais produtores de cerveja do mundo e se há um lugar em Bruxelas ideal para degustar alguns dos melhores rótulos do país, este, sem dúvida alguma, é o Café Delirium. O menu tem pelo menos 200 páginas; tantos rótulos locais e internacionais renderam ao estabelecimento o...

  • Grand-place-grote-markt

    Grand Place/Grote Markt

    Nota:  de 10 (0)

    A Grand Place — ou Grote Markt, em flamengo — está para Bruxelas assim como a Torre Eiffel está para Paris. Ponto turístico mais famoso da capital belga, a praça patrimônio da Unesco começou a ser erguida no século XV, porém a arquitetura é do século XVII, cheia de elementos...

  • Igreja-notre-dame-du-sablon

    Igreja Notre Dame du Sablon

    Nota:  de 10 (0)

    A Notre Dame du Sablon é uma igreja que chama a atenção pela imponência e riqueza de detalhes do chamado estilo gótico tardio. A construção é do século XV, embora registros deem conta de uma capela fundada no mesmo local em 1304, comissionada pelos arqueiros da cidade. O interior do templo também...

  • Manneken-pis

    Manneken-pis

    Nota:  de 10 (0)

    De tão pequena, a famosa estátua/fonte do homenzinho fazendo xixi acaba causando uma certa decepção entre aqueles que a veem pela primeira vez. "Mas é só isso?", questiona a grande maioria. Situada a poucos metros da Grand Place, a área está sempre repleta de turistas, porém a verdadeira escultura...

  • Mont-des-arts-kunstberg

    Mont des Arts (Kunstberg)

    Nota:  de 10 (0)

    Do alto do Mont des Arts, tem-se uma das mais belas vistas da cidade, o que faz dele um local sempre muito movimentado, tanto de dia quanto de noite. Além de ser um ponto turístico que enche os olhos do visitante e sempre rende belas fotos — especialmente durante o pôr do sol —, o Mont abriga alguns dos museus mais importantes de...

  • Palacio-real-paleis-royale-de-bruxelles

    Palácio Real/Paleis Royale de Bruxelles

    Nota:  de 10 (0)

    A bela construção erguida no lugar do Palácio dos Duques de Brabant — destruído por um incêndio em 1731 — é tida como uma das mais famosas da capital belga. Nela, o rei da Bélgica exerce as suas funções de chefe de estado, apesar de não ter nenhum poder político direto.

    Situado na parte...

  • Parc-du-cinquantenaire-jubelpark

    Parc du Cinquantenaire (Jubelpark)

    Nota:  de 10 (0)

    Construído em 1880 em razão do 50º aniversário da independência da Bélgica, o Parc du Cinquantenaire tem uma área verde incrível, com jardins, fonte e construções imponentes, como o belo Arco do Triunfo. Um lugar perfeito para boas caminhadas, um delicioso piquenique e visitas a museus, a exemplo do ...

  • Parc-de-bruxelles-warandepark

    Warandepark / Parc de Bruxelles (Warandepark)

    Nota:  de 10 (0)

    Devido à proximidade com o Palácio Real, o Parc de Bruxelles acabava sendo muito utilizado pela realeza para a caça durante a Idade Média. Atualmente, o local é um das áreas de lazer mais importantes da cidade, com belos gramados verdes, árvores, esculturas e fontes. Ah, no verão, a agenda de eventos do parque costuma...

Tudo que você precisa saber sobre Bruxelas!

Esse texto sobre O que fazer em Bruxelas faz parte do guia de Bruxelas no Melhores Destinos

Comentários para O que fazer em Bruxelas

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.