O Recife - tradicionalmente precedido pelo artigo - é uma cidade que se destaca em inúmeros aspectos. Conhecida por sua influência holandesa, a "cidade dos arrecifes", que hoje é um dos centros urbanos mais desenvolvidos do país, preserva muitos resquícios de seu período colonial, garantindo que uma viagem pela cidade revele não apenas as belezas naturais da costa brasileira, como também sua faceta histórica.

Urbana e viva, a capital pernambucana é de uma geografia ímpar. Ilhas, pontes, canais e casarões antigos incrementam o visual da chamada "Veneza brasileira", onde o calor forte é parte integrante do ritmo de vida local. No mar, plano de fundo dos recifenses, é Boa Viagem quem faz sucesso. A praia, que fica do bairro homônimo, chama atenção pelas águas esverdeadas e pelas piscinas naturais formadas na maré baixa. Turbarão? Tem sim, mas os nativos garantem que só em alto mar. 

Recife e Olinda (a cidade vizinha) formam uma dupla imbatível quando o assunto são os atrativos turísticos. Não deixe de reservar um tempo para conhecer a parte antiga das duas cidades - vá à Igreja da Sé, ao Convento São Francisco, ao Marco Zero, à Torre Malakoff, à Rua do Bom Jesus, à Capela Dourada e aos espaços construídos pelos primos Brennand, onde esculturas e objetos antigos fascinam os visitantes. 

A maior metrópole do Nordeste expressa seus valores nas mais variadas formas. No lado cultural, fala alto o talento de artistas como Romero Britto, Francisco Brennand e Nelson Rodrigues; enquanto nos sons, os ritmos alegres do frevo e do maracatu, e o Galo da Madrugada - já considerado o maior bloco carnavalesco do mundo - agitam turistas das mais diversas partes do país. Para quem gosta de festas populares, conhecer Recife e Olinda durante o Carnaval é imperdível! 

Na culinária marcante é a diversidade de pratos que chama atenção. Há restaurantes de todos os tipos, mas são os sabores dos peixes e frutos do mar frescos aliados ao cardápio sertanejo que fazem encher os restaurantes da cidade. Sair de Pernambuco sem experimentar um caldinho ou o bolo de rolo é como ir a Roma e não ver o Papa. 

Turística, complexa, completa e cheia de atrativos, assim é Recife. Uma cidade de contrastes, trânsito intenso e problemas como qualquer grande capital, mas que se destaca pela culinária, pela cultura e, principalmente, pelo povo acolhedor.