Dicas de Miami

Documentos de viagem: Brasileiros que queiram visitar Miami ou qualquer outro destino dos Estados Unidos necessitam de passaporte válido e visto. Há alguns meses, o processo para obter o visto americano foi simplificado e passou a ser muito mais rápido.  Veja aqui como tirar o visto americano passo a passo

Apresentar a CNH brasileira é obrigatório para quem pretende alugar um carro nos Estados Unidos. A PID (Permissão Internacional para Dirigir) não é obrigatória na Flórida, mas é bem-vinda, pois através dela sua CNH será traduzida para o inglês; em caso de acidente ou abordagem policial, a PID poderá facilitar quaisquer problemas.

Nenhuma vacina é obrigatória para visitar os Estados Unidos.  

Procure sempre andar com uma cópia do seu passaporte na mochila e manter consigo um documento original brasileiro. Para maior segurança, o passaporte, que é um documento importantíssimo e não deve ser perdido, pode ficar em um local seguro no hotel; já um documento brasileiro como o RG ou CNH pode ser utilizado quando requerido por um atendente de loja ou autoridade. 

O fuso padrão horário de Miami é o GMT-5.

Telefone: 305 (prefixo regional); 01 (prefixo dos Estados Unidos).

Eletricidade: 110 volts. As tomadas nos Estados Unidos são de dois pinos chatos e um redondo. Muitas vezes a entrada das tomadas não é compatível com as dos produtos brasileiros; portanto, ter um adaptador de tomadas é essencial para recarregar produtos eletrônicos durante a viagem. 

Língua: Embora o inglês seja o idioma oficial dos Estados Unidos, muita gente fala espanhol no país, principalmente na Estado da Flórida, que tem uma comunidade enorme de latinos.
Se você não fala inglês, não se preocupe, esse não é um motivo para temer a viagem. Há muitas pessoas na Flórida que falam espanhol ou até mesmo português, e desenrolando um portunhol você consegue se virar bem. 

Dinheiro: A moeda utilizada nos Estados Unidos é o dólar americano, que pode (e deve!) ser comprado ainda no Brasil. Cartões de crédito são amplamente aceitos nos estabelecimentos comerciais, mas sofrem encargo do IOF (6,38%). Os cartões de débito são aceitos (também com incidência de IOF), mas nem sempre os cartões de débito emitidos no Brasil funcionam como deveriam - caso pretenda utilizar seu cartão de débito, sugerimos que tenha uma maneira alternativa para pagar seus gastos. 

Há uma infinidade de caixas eletrônicos espalhados na cidade e nos Estados Unidos eles são chamados de ATM. Os ATM são tão numerosos que podem ser encontrados dentro de hotéis, restaurantes e nas ruas. Cada ATM cobra uma taxa diferente para saque, algo em torno de $2 a $3; o ideal é que a cada saque você retire o máximo de dinheiro que puder para que as taxas cobradas pelo ATM e pela operação de saque no exterior sejam diluídas o máximo possível. Veja aqui como levar dinheiro em viagens internacionais.

Gorjeta: Dar gorjeta para os serviços prestados é uma prática muito natural nos Estados Unidos. A gorjeta é dada tanto aos garçons dos restaurantes quanto aos taxistas ou funcionários do hotel que ajudam com as malas. Paga-se, normalmente, entre 15% e 20% do valor total do serviço em gorjeta. 

Quando receber a conta de um restaurante, provavelmente o recibo sinalizará o valor equivalente a 15%, 18% e 20% de gorjeta, não é necessário ficar fazendo contas.
A gorjeta deve, preferivelmente, ser paga em dinheiro, pois nem sempre, quando paga com cartão, é repassada aos atendentes do comércio. Quando quiser pagar a gorjeta através do cartão, você deverá sinalizar no recibo entregue pelo garçom o valor a ser pago de gorjeta e o valor total do gasto. 

Preços: Miami é um lugar ótimo para compras, mas não espere que tudo por lá seja uma pechincha. A cidade é turística, pomposa, onde muita gente gosta de ostentar e ainda é um destino de férias visitado por pessoas com boas condições financeiras. Se você quiser visitar os restaurantes mais descolados ou ficar em um hotel de grande rede, por exemplo, prepare o bolso. South Beach é um dos lugares mais caros da região. 

Bebidas alcoólicas: Bebidas com álcool só podem ser consumidas por maiores de 21 anos. Não é permitido circular com bebidas alcoólicas à mostra nas ruas, por isso muita gente coloca sua bebida dentro de um saquinho que tampe o rótulo do que se está tomando.
Não beba e dirija, porque você pode ser preso por isso.  

Quanto tempo ficar em Miami: O tempo depende do objetivo da viagem. Para quem quer apenas fazer compras, dois dias são suficientes; quem prefere conhecer os pontos turísticos e relaxar pode pensar em ficar cinco dias, uma semana. 

O Go Miami Card é um cartão turístico que dá direito a entrada em mais de 30 atrações da Flórida; se você pretende visitar diversas atrações turísticas, comprá-lo pode ser muito vantajoso. O valor do ingresso varia e pode ser comprado para 1, 2, 3 ou 5 dias de uso. Confira aqui mais informações sobre o Go Miami Card.  

Assistir a um jogo da NBA é um programa fantástico a se fazer nos Estados Unidos e em Miami você tem a oportunidade de assistir a um dos melhores times da liga, o Miami Heat, time da cidade. A casa do Miami Heat é o American Airlines Arena e o jogo é um programa divertido para toda a família. Mesmo quem não é tão fã do esporte rende-se ao espetáculo e à animação da torcida! A temporada costuma ser entre os meses de outubro e maio/junho, vale a pena ficar de olho na programação da NBA para ver um jogo durante sua viagem. 
Clique aqui para mais detalhes. 

Medidas: Os sistemas de medidas utilizados nos EUA são completamente diferentes dos sistemas do Brasil e isso causa muita confusão para quem não está familiarizado a outras medidas. As temperaturas estão sempre dispostas em Fahrenheit (ºF) e não em Celsius (ºC); assim como grandes distâncias são usadas em milhas e não em quilômetros. 

Inch ("), polegada = 2,54cm; 
foot/pé (') = 0,30m;
mile/milha (mi) = 1,609 km;
fluid ounce (fl oz) = 29.57ml.

Tudo que você precisa saber sobre Miami!

Esse texto sobre Dicas de Miami faz parte do guia de Miami no Melhores Destinos

Comentários para Dicas de Miami

  • Nd3jj Mac Oliveira há quase 5 anos

    correção: a diferença de fuso horario é de 2 horas, brasilia é -3 horas e miami é -5 horas. No horario de verao de lá essa diferença cai pra uma hora. no horario de verao aqui sobe para 3 horas.

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.