Melhores Destinos
Bangkok
Gisela Cabral

O que fazer em Bangkok

Por ser um importantíssimo hub asiático, muitos encaram Bangcoc como ponto de partida para outros destinos e, por esse motivo, acabam não reservando tempo adequado para explorar a cidade. A verdade, porém, é que a capital tem uma quantidade enorme de atrações interessantes, sendo dois ou três dias pouco suficientes para aproveitar tudo o que ela tem de bom para oferecer.

A Tailândia tem um rei como chefe de estado e Bangcoc, portanto, é o centro do poder no país. Uma das atrações que mais simbolizam a cidade é o suntuoso Grande Palácio: a antiga residência real, repleta de história, tesouros e também onde o turista deve ficar extremamente atento a alguns golpes (leia mais sobre isso em Dicas).

Chinatown e Kao San Road são outros lugares que devem fazer parte de qualquer roteiro turístico, além dos belíssimos - e cheios de história - templos budistas, como o Wat Phra Kaew e o Wat Pho - o do Buda Deitado. Lembrando que os templos são lugares sagrados, onde é proibido entrar calçado, usando camisa sem manga, shorts e saias acima do joelho. Uma solução para os que vão desprevenidos são os sarongues, pedaços de tecidos que cobrem a parte inferior do tronco, e podem ser removidos logo após a visita.

Orçamento

Bangcoc também é uma cidade que se encaixa nos mais diversos orçamentos, dos mais restritos aos mais “folgados”. Em geral, as entradas nas principais atrações da capital não costumam passar de THB 300, o equivalente a R$ 22, uma realidade que não se aplica à grande maioria dos destinos turísticos badalados. Além disso, transporte público e alimentação não costumam ser fatores de peso no bolso de quem visita a cidade.

Uma dica para os que desejam economizar ainda mais é o Bangkok City Pass, com pacotes de 1, 2 ou 3 dias, com descontos, que incluem entradas em diversos pontos turísticos, tours e acesso ao transporte público. Clique aqui para adquirir o seu.