Namíbia

Etosha National Park

0 avaliação
0% recomendam
0

O Etosha National Park é o principal destino da Namíbia para quem deseja ver animais selvagens. São mais de 22 mil km² de área onde vivem, em total liberdade, leões, leopardos, chitas, elefantes, rinocerontes negros e brancos, girafas, zebras, kudus, órixes, hienas e, em fartura, os simpáticos spingboks e steenboks, além de outras dezenas de animais, entre eles muitas aves. Considerado Parque Nacional da Namíbia, o Etosha é uma grande área protegida e livre de caçadores, onde os animais podem circular livremente e ter um habitat natural saudável e verdadeiro.

O que fazer no Etosha

O Etosha National Park é destino para quem deseja ver muitos animais livres na natureza. O parque é uma enorme reserva onde os bichos vivem soltos e o comportamento deles não sofre interferência humana. No Etosha, é possível encontrar quatro dos Big Five, considerados os cinco mamíferos de grande porte mais difíceis de serem caçados pelo homem. Leões, elefantes, leopardos e rinocerontes podem ser vistos durante um passeio a poucos metros do carro. E é difícil esconder a emoção ao se deparar com um deles.

O dia dos visitantes no Etosha é dedicado a encontrar os animais em meio à imensidão do parque. Os passeios podem acontecer tanto em esquema de self drive — em que o turista dirige o próprio carro — quanto em sistema de game drive — em que os visitantes seguem em tour guiado num carro aberto do próprio parque.

Os self drives são a opção de grande parte dos visitantes. Circular pelo Etosha em carro próprio não tem custo extra e é bastante fácil, além disso, os roteiros a serem percorridos e o tempo de parada para observar cada um dos animais é livre. Quem faz o self drive deve respeitar os horários de abertura e fechamento do Etosha, sendo proibido circular entre o pôr e o nascer do sol. Além do horário mais restrito, outra desvantagem é que, muitas vezes, o carro baixo e a falta de experiência em procurar animais faz com que o passeio não seja tão proveitoso.

Já no game drive o visitante seguirá no carro do próprio parque, com horário de partida e chegada preestabelecidos e roteiro a ser definido pelo guia. As maiores vantagens do game drive no Etosha são a experiência do guia para encontrar animais, a altura e estrutura do carro que facilitam a visualização dos bichos e os horários exclusivos de passeio, nos quais apenas os carros oficiais do parque podem circular, como depois do anoitecer e antes de amanhecer. A desvantagem do game drive é o preço. Um passeio de três horas tem custo entre NAD 550 e NAD 660, a depender do horário escolhido. Porém apenas com o game drive é possível circular pelo parque à noite. Para fazer um game drive, é preciso fazer reserva na recepção do lodge. O passeio sai com o mínimo de duas pessoas. Na baixa temporada, é fácil conseguir vaga, mas na alta é importante agendar logo que chegar ao lodge. Não é permitido agendar antes de chegar ao parque.

Além dos passeios para ver os animais, quem se hospeda dentro das dependências do Etosha conta com ambientes de piscina, restaurantes e waterholes à beira dos lodges e campings. Por isso, mesmo sem fazer um passeio de carro, você poderá curtir e ver os bichos ao redor das porções de água. Alguns waterholes oferecem até arquibancadas, como o do Halali e do Okaukuejo. Silêncio e paciência são fundamentais. Um grande animal pode aparecer a qualquer momento para beber água e dar um espetáculo para os hóspedes que observam tudo de longe.

Como se locomover no Etosha

Circular por dentro do Etosha é bastante fácil, mas adquirir um mapa do próprio parque é fundamental. O mapa ajuda a identificar onde estão os waterholes e rotas para chegar a cada um deles e também aos campings e lodges. Nos waterholes, especialmente na época da seca, é onde acontece a maior concentração de animais, por isso eles são considerados bons pontos para observar os bichos. Entretanto, a qualquer momento, em qualquer lugar do parque, você poderá ver alguns animais, mesmo os grandes, como leões. Ah! Não é permitido andar dentro do parque a pé. Por motivos óbvios. Por isso, nada de sair do carro nem para uma fotinha!

Ao longo dos trajetos no parque há diversos totens de cimento que sinalizam a distância e direção de cada ponto de interesse. Basta conferir no mapa o local para onde você gostaria de ir e seguir as indicações. Caso esteja em self drive, fique atento para não atropelar nenhum bicho e nunca ultrapasse a velocidade máxima das vias (60 km/h). O risco de acidente é grande. Não é incomum zebras, springboks e mesmo elefantes atravessando a pista.

Para quem vai ficar vários dias no local, uma boa maneira de percorrer o parque é começar por uma das pontas (leste ou oeste) e seguir até o outro lado se hospedando em diferentes pontos do Etosha. O caminho entre as hospedagens já servirá como self drive. Você poderá partir de um ponto ao amanhecer e seguir até a próxima hospedagem observando os bichos.

Ao andar por dentro do parque, é muito importante estar atento ao horário de fechamento dos portões. A regra vale para quem se hospeda dentro e fora do Etosha. Os portões abrem sempre ao nascer do sol e fecham com o pôr do sol. O horário varia todos os dias, por isso observe os relógios do portão antes de partir. Importante! Há bombas de combustível dentro dos lodges. Não é preciso se preocupar com abastecimento.

Onde comer no Etosha

As opções de refeição dentro do Parque Nacional Etosha estão restritas aos lodges e campings. Em cada um deles, há pequenos mercados e também restaurantes e lanchonetes que atendem aos turistas. Os cardápios variam desde cachorro-quente e hambúrguer a buffets com carne de caça, ou, como chamam na Namíbia, game food. Os preços entre NAD 50 a NAD 200, a depender do tipo de refeição escolhida. É importante ficar atento ao horário de funcionamento para não correr o risco de ficar sem comida, especialmente à noite. Se estiver hospedado dentro do parque, faça reserva para as refeições. Quem não é hóspede pode almoçar nos restaurantes ou aproveitar as áreas de piquenique para fazer um lanche.

Independente do tipo de passeio, é fundamental ter alimentos e bebidas disponíveis para passar o dia no Etosha. Nem sempre é possível prever o tempo que um percurso irá durar. Evite passar aperto e esteja prevenido para possível eventualidades.   

Quando ir ao Etosha

O Etosha pode ser visitado durante todo o ano, porém a alta temporada coincide com o período da seca, especialmente entre junho e outubro. Nesse período, o parque já está com pouca água e os animais se concentram mais ao redor dos waterholes, por isso é mais fácil de avistá-los. A seca é marcada também pelas férias dos europeus, que lotam a Namíbia em junho e agosto e esgotam as hospedagens com meses de antecedência. Já nos meses de chuva, principalmente de dezembro a março, a fartura de água faz com que os animais fiquem mais dispersos e seja mais difícil de avistá-los. A vantagem desse período é a vegetação extremamente verde e o alto índice de nascimento de filhotes, que torna o passeio ainda mais belo, além do maior número de hospedagens disponíveis, assim como preços mais baixos.

Quanto tempo ficar no Etosha

Quando falamos do Etosha, estamos nos referindo a um parque com dimensões maiores que o estado do Sergipe, por isso é fácil imaginar que será necessário mais do que apenas um dia para percorrer uma parte significativa do lugar. O mínimo a ser considerado para quem vai à Namíbia são dois dias no Etosha, sendo que três dias inteiros é o ideal para quem deseja fazer os game drives com calma e ver muitos bichos em diferentes áreas do parque, assim como para se hospedar na borda oeste, centro e leste.  

Como chegar ao Etosha

Não existe transporte público até o Etosha. Para chegar ao parque, será necessário ir com o próprio carro, em esquema de safári, ou em um transfer particular. A principal porta de entrada do Etosha é o Anderson Gate, mas também é possível chegar pela borda leste, no Von Lindequist Gate ou pela borda oeste, no Galton Gate. O Etosha está distante 420 km da capital Windhoek e o trajeto até ele, pelo Anderson Gate, é todo em pista asfaltada.

Custo da entrada

O valor da taxa por pessoa é de NAD 80 por dia de permancência dentro do parque. Além desta taxa por pessoa, é cobrado também um valor por veículo (até 10 lugares), que tem custo de NAD 10 por dia. 

Onde se hospedar dentro do Etosha

Quem visita o Etosha poderá escolher entre se hospedar dentro ou fora do parque nacional. A maior vantagem de se hospedar dentro do parque é poder fazer os game drives oferecidos exclusivamente aos hóspedes e que acontecem quando os portões do parque já estão fechados para o público. Quem está em um dos lodges e campings dentro do Etosha pode fazer o game drive noturno e também o game drive que começa na madrugada e pega o início da manhã. Outra vantagem de se hospedar dentro do Etosha é poder passar a noite curtindo os waterholes próximos aos acampamentos e lodges, onde vários animais procuram por água e a chance é grande de ver mais algumas espécies confortavelmente sentado e até aproveitando para beber uma cerveja.

Há seis opções entre lodges e campings dentro do Etosha. Cada uma delas está localizada em um ponto do parque e o ideal é escolher diferente hospedagens e fazer o Game Drive enquanto se locomove de uma para outra. Os preços, nível de conforto e amenidades varia em cada um deles. Veja todos com calma para escolher qual se encaixa mais ao seu desejo.

Na ponta oeste do parque, com entrada pelo Galton Gate, estão o Dolomite Camp e o Olifantsrus Camping. Os dois são os mais próximos de Kamanjab e da Skeleton Coast. O Dolomite Camp possui tendas luxuosas e clima bem mais tranquilo e privativo que outros lodges do parque. É um esquema de luxo e ao mesmo tempo integrado à rusticidade do parque. Um sonho para quem deseja conforto, mas sem perder o clima de safári. As tendas estão dispostas em um grande paredão de pedras e do alto é possível observar os animais. Há ainda uma deliciosa piscina com borda infinita e vista para os bichos. O custo da diária é a partir de NAD 1430. Já o Olifantsrus Camping é dedicado apenas aos campistas. São apenas dez vagas para camping e a principal atração do lugar é um ponto de observação acima de um waterhole que permite acompanhar os animais do alto. O custo, por pessoa, é de NAD 280 para a noite no camping.

No centro do Etosha, com entrada pelo Anderson Gate, está o Okaukuejo. Este é o camping e lodge mais procurado no Etosha e também o mais próximo para quem chega de Windhoek. O waterhole do Okaukuejo é considerado um dos melhores do parque para ver animais e por lá é possível até mesmo reservar chalés com vista para o local. Uma delícia para quem quer curtir os bichos também na madrugada. Há um grande número de vagas em chalés e áreas para camping no Okaukuejo, além de restaurante, piscina, lojinha, mercado e uma grande torre de onde se pode ver o pôr do sol. Os valores da diária, por pessoa, são a partir de NAD 790 (em quarto duplo) e o camping tem custo de NAD 250 por barraca mais NAD 150 por pessoa.

Saindo do Okaukuejo e seguindo para o lado leste está o Halali Camp. O lugar oferece boa área de camping e muitos chalés, além de piscina, mercado, lojas e um belo waterhole para observar os animais. No Halali, não há hospedagens de frente para o waterhole, como no Okaukuejo. Apesar de ser um bom ponto de hospedagem, o Halali é mais comumente usado como ponto de parada para almoço pelos turistas que estão indo do Okaukuejo para o Namutoni. Os valores da diária, por pessoa, são a partir de NAD 650 (em quarto duplo) e o camping tem custo de NAD 250 por barraca mais NAD 150 por pessoa.

Logo depois do Halali, na borda leste do parque e com entrada pelo Von Lindquist Gate, está o Namutoni Camp. Localizado dentro de um antigo forte germânico, o Namutoni é um bom ponto de partida para quem deseja percorrer várias localidades do parque. De lá, é só seguir para a borda oeste hospedando-se pelo caminho. Do alto do forte, tem-se bela vista para o parque e para o waterhole. O Namutoni conta também com piscina, lojas, bares e restaurantes. Os valores da diária, por pessoa, são a partir de NAD 790 (em quarto duplo) e o camping tem custo de NAD 250 por barraca mais NAD 150 por pessoa.

O último lodge dentro do parque, e um dos mais luxuosos e isolados, é o Onkoshi Camp. À beira do Pan Etosha e localizado na ponta noroeste, o Onkoshi Camp oferece experiências únicas e remotas, com bangalôs que permitem incrível vista para o nascer e pôr do sol diante da infinita paisagem do pan de sal. O maior diferencial desse lodge é não ser acessível em carro próprio. Os hóspedes chegam pelo Namutoni e de lá são levados pela equipe do parque até o local, ou seja, todos os Game Drives serão feitos com a equipe do Etosha. Os valores da diária, por pessoa, são a partir de NAD 1500.

Onde se hospedar fora do Etosha

Apesar de ser mais interessante a aconselhável se hospedar dentro do Etosha, por diversos motivos o viajante pode ser levado a se hospedar fora do parque. Apesar de parecer que o preço fora do parque é mais em conta, isso nem sempre é verdade. Avalie bem se de fato você deseja ficar fora dos muros e perder a oportunidade de curtir o lugar 24h.

Assim como dentro do Etosha, nos arredores do parque também há boas opções de camping e lodges. Para quem chega pelo Anderson Gate, vale conferir o Ongava Lodge, o Ongava Tended Camp, o Little Ongava e o Anderson Camp, todos dentro da Ongava Private Game Reserve, onde também é possível fazer Game Drive e ver animais. Outras opções, mais próximas à entrada do parque, são o Etosha Village e o Gondwana Etosha Safari Camp. Um pouco mais afastados, estão o Okutala Etosha Lodge, o Toshari Lodge e o Eagle Tented Lodge & Spa (dentro da Epacha Private Game Reserve).

Pelo lado do Von Lindquist Gate, na borda leste do parque, é possível se hospedar em vários lodges e campings dentro da Onguma Private Game Reserve, nas luxuosas acomodações do Mushara Lodge, nos lodges e campings do grupo Gondwana e também no Mokuti Lodge.   

Na borda oeste, onde está o Galton Gate, a cidade de kamanjab é a referência para encontrar hospedagens. Não são muitas opções, mas entre elas estão o Kaoko Bush Lodge, Oase Guest House, o Safari Hoek Lodge e o Oppi Koppi Rest Camp, todos com padrão bem mais simples se comparados aos lodges próximos ao Anderson Gate e Von Lindquist Gate.  

Etosha National Park, Etosha National Park
+264 81 180 0016
http://www.etoshanationalpark.org/

Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park Etosha-national-park
Avalie Etosha National Park