Namíbia

Como se locomover na Namíbia

Ao embarcar para a Namíbia, é preciso ter em mente que longos deslocamentos serão necessários. A grande dimensão do país e a distância entre as atrações faz com que trajetos de 300 a 500 quilômetros sejam comuns em um dia de viagem. Por isso, prepare-se para botar o pé na estrada. A má notícia é que o transporte público na Namíbia é extremamente ineficiente e um carro será quase obrigatório para poder viajar pelo país. A solução para quem não deseja dirigir é contratar um safári, no qual o transporte estará incluído. Mas se você curte dirigir e sonha mesmo em encarar os estradões namibianos, será tranquilo alugar um carro, seja ele um tipo comum, um 4x4 ou até mesmo um 4x4 com barraca de camping acoplada (veja mais sobre os safáris e qual tipo de veículo alugar na Namíbia). 

Windhoek

Alugando um carro na Namíbia

Há grande oferta de locadoras na Namíbia, especialmente na capital Windhoek. O mais indicado é reservar o veículo com antecedência para não correr o risco de pagar muito caro ou mesmo de não encontrar o tipo de carro desejado para aluguel. Recomendamos fortemente que todos os seguros contra danos no veículo sejam contratados, isso inclui o seguro de pneus e vidros. As estradas na Namíbia não são sempre de excelente qualidade e pneus furados são comuns entre os viajantes.

Namibia

A única documentação necessária para dirigir na Namíbia, segundo o Detran no Brasil, é a Carteira Nacional de Habilitação - CNH. Porém, segundo informações no site do departamento de trânsito da Namíbia, a carteira de habilitação que não estiver em inglês deve ser apresentada com uma tradução juramentada. A Permissão Internacional Para Dirigir - PID não é obrigatória, porém é altamente recomendável para quem vai dirigir no país. Encontramos locadoras que aceitavam normalmente a CNH e outras que exigiam a PID para o condutor do veículo alugado. Na dúvida, consulte a locadora para não passar aperto. 

Dirigindo na Namíbia

A primeira coisa a ser dita sobre dirigir na Namíbia é que o trânsito no país segue a mão inglesa, ou seja, é o contrário da mão brasileira. Enquanto aqui nós dirigimos do lado direito da pista, por lá os motoristas seguem pela esquerda. O volante também está do lado contrário, ou seja, do lado direito do carro. Caso você ache que terá dificuldade para se adaptar aos novos parâmetros, sugerimos que o carro alugado seja um modelo automático. Ao menos com a marcha não será necessário se preocupar.

Namibia

Passado o susto inicial da mão inglesa, o trânsito tem fluxo bem semelhante ao do Brasil. Vale ficar atento ao limite máximo de velocidade nas rodovias: 120 km/h. Apesar de não ser comum, há alguns radares de controle de velocidade nas principais estradas, até mesmo radares móveis podem ser vistos em alguns trechos. Fique atento para não ser multado. Dentro dos parques nacionais, a velocidade costuma ser mais baixa. É o caso do Etosha National Park, que tem limite de 60 km/h. 

As estradas da Namíbia são classificadas por letras. As que ganham as classificações A e B (major roads) são as rodovias principais. Elas são sempre asfaltadas e de boa qualidade. Já as que recebem classificação C (minor road) podem ser de cascalho ou de terra, enquanto as D (district road) são praticamente todas de terra, sendo que as C têm qualidade um pouco melhor, enquanto as D são problema de verdade, especialmente na chuva e para carros mais baixos. Nós não recomendamos as estradas classificadas como D, principalmente no período mais chuvoso. Nas estradas de pior qualidade, há muitos desníveis, formação de grandes poças de lama e rios que invadem as pistas e formam grandes áreas alagadas. Sempre que possível, evite trafegar pelas estradas D. 

Damaraland

Ao chegar à Namíbia, adquira um dos mapas rodoviários disponíveis para venda. Eles são de fundamental importância para quem vai dirigir e trazem em legendas as condições gerais de cada uma das pistas, até mesmo mostrando quais são destinadas apenas a carros com tração nas quatro rodas. Os mapas são grandes aliados para quem pretende viajar por várias atrações do país. 

Além dos mapas impressos, lembre-se também de baixar os mapas da Namíbia e salvar todos os pontos de interesse e roteiros em aplicativos de locomoção no celular. Mesmo que o sinal do telefone muitas vezes não funcione, os mapas offline em apps como o Google Maps serão muito valiosos na hora de usar o GPS. 

Damaraland

Diante de estradas que nem sempre estão boas, é importante saber que um trajeto de 300 km não necessariamente será percorrido em três horas. A depender do local, esse tempo pode até dobrar. Fique atento ao tipo de rodovia escolhida para ter maior noção do cálculo de horas entre um local e outro. Dirija sempre com muita cautela, porque buracos e desníveis são frequentes e é muito comum ter pneus danificados.

Ao percorrer as estradas da Namíbia, será fácil perceber o vazio populacional do país. Estamos falando de um dos menos populosos países do mundo e isso fica bastante evidente à beira das estradas. É corriqueiro percorrer dezenas de quilômetros sem ver nem uma só comunidade ou posto de gasolina. Com isso em mente, mantenha sempre o tanque do carro acima da metade para não correr o risco de ficar sem combustível. Os postos de combustíveis são bem semelhantes aos brasileiros, assim como o preço da gasolina (por volta de NAD 11 o litro). No geral, os postos oferecem também lojas de conveniência, caixa eletrônico e banheiro. Para o uso dos banheiros, normalmente é cobrada uma taxa de NAD 2 a NAD 4 por pessoa e nem sempre eles estarão limpos, com papel ou sabonete. Melhor prevenir e ter um kit de higiene básico à mão.

Namibia

Para quem está com lanche dentro do carro, as áreas de piquenique são excelentes pedidas para um pit stop. Localizadas à beira da estrada e sempre à sombra das árvores, elas ajudam a relaxar e esticar as pernas nos percursos mais longos. Abuse dessas paradas para fazer as refeições e tenha sempre um cooler com gelo no carro. O sol intenso é sacrificante, mesmo no ar-condicionado, e bebidas geladas são sempre bem vindas.

Muitas atrações devem ser, preferencialmente, visitadas no início e final do dia, para que você não sofra tanto com o calor. Deixe para encarar as estradas no meio do dia e evite sempre dirigir à noite. Em muitas estradas, é raro passar outros carros e não há necessidade de correr o risco de ter um problema e ficar sem socorro na madrugada. Lembre-se também de ter em mãos todos os telefones de contato da locadora do veículo para caso de emergência. Saber trocar um pneu é uma boa ideia para quem dirige na Namíbia. O estepe por lá não é meramente figurativo e danos aos pneus são frequentes.

Sossusvlei-e-sesriem

Passada a preocupação inicial de dirigir em um lugar desconhecido, você verá que na prática é tudo bem fácil e prazeroso. As estradas têm belas paisagens, o trânsito é tranquilo (à exceção dos caminhões a caminho do Etosha e de todos os motoristas malucos tentando ultrapassá-los) e os quilômetros e mais quilômetros de estradas passarão rápido. Aproveite sempre que cruzar uma cidade grande e abasteça o carro nos supermercados, tome um café e siga adiante. A Namíbia é muito grande e sempre haverá mais estrada pela frente! Para ver dicas sobre como se locomover em cada destino, clique nos posts abaixo. 

Etosha-national-park

Outros transportes

O principal ponto negativo da Namíbia é a falta quase total de transporte coletivo. É impossível percorrer todas as atrações usando ônibus, trem ou qualquer outro meio que não um carro alugado. No país, é comum o uso de vans para trajetos entre as cidades maiores, porém o nível de segurança desses carros é bastante duvidoso e nós não recomendamos que sejam utilizados. Outra opção mais segura são os transfers particulares. Eles realizam alguns trajetos principais e ajudam os viajantes que não desejam fazer um safári e também não querem alugar um carro.

O trajeto mais comum percorrido por shuttle particular é de Windhoek para Swakopmund e Walvis Bay. Todos os dias partem transfers da capital a caminho do litoral e elas oferecem mais segurança que as vans comuns. Uma das empresas mais populares do país é a Carlos Shuttle & Tours. O custo do trajeto entre Windhoek e Swakopmund é de NAD 230 em van compartilhada.

Namibia

As mesmas empresas que oferecem transfer de Windhoek para a costa também realizam trajetos para outras localidades. Esse serviço, no entanto, é como o de um motorista particular. Você contratará a empresa para fazer o transfer até o local desejado. O custo desse serviço é muito alto e alugar um carro sempre será mais barato. Porém, se você não deseja alugar um carro e nem fazer um safári, contratar um transfer particular é uma boa saída. Os táxis particulares que trabalham em Windhoek quase sempre realizam esse serviço, assim como as empresas de transfer. O custo de ida e volta para o Etosha, por exemplo, pode variar entre NAD 4000 e NAD 14000, a depender do serviço escolhido.

Outra opção é contratar guias particulares que oferecem tours já com o veículo incluído. Essa é uma boa opção para quem não deseja dirigir, mas quer a segurança de ter uma pessoa de confiança durante toda a viagem, não só nos trajetos de ida e volta. Guias particulares podem ser contratados em várias empresas de safári, mas é preciso estar atento para o alto custo desse serviço.

Veja empresas que realizam transfer na Namíbia

  • Caprivi

    Nota:  de 10 (0)

    A paisagem da Faixa de Caprivi (Caprivi Strip) destoa de toda a Namíbia. Repleta de água e muito verde, esta região no noroeste do país oferece, em 450 km de extensão, cenários que se parecem muito mais com os vizinhos Zâmbia, Zimbábue e Botswana do que com a Namíbia. Conhecida atualmente como Zambezi, a...

  • Damaraland

    Damaraland

    Nota:  de 10 (0)

    A região de Damaraland é marcada por grandes cenários rochosos. Localizada entre a costa da Namíbia e o Etosha National Park, a área é um bom ponto de parada para quem está se deslocando entre as duas regiões. Além das grandiosas paisagens e montanhas à beira da estrada, Damaraland é também...

  • Etosha-national-park

    Etosha National Park

    Nota:  de 10 (0)

    O Etosha National Park é o principal destino da Namíbia para quem deseja ver animais selvagens. São mais de 22 mil km² de área onde vivem, em total liberdade, leões, leopardos, chitas, elefantes, rinocerontes negros e brancos, girafas, zebras, kudus, órixes, hienas e, em fartura, os simpáticos spingboks e steenboks,...

  • Fish-river-canyon-e-deserto-do-kalahari

    Fish River Canyon e Deserto do Kalahari

    Nota:  de 10 (0)

    Localizado no extremo sul da Namíbia, o Fish River Canyon é uma das mais belas paisagens naturais do país. Visitar o lugar significa chegar à ponta da Namíbia e passar por áreas bastante isoladas e praticamente sem ninguém. O desafio se torna recompensador logo que os viajantes se deparam com a imensidão do...

  • Himba-village

    Himba Village

    Nota:  de 10 (0)

    Originalmente da região norte da Namíbia, na fronteira com a Angola, o povo himba pode ser visto em vários locais do país. Com traços e hábitos muito característicos e particulares, é fácil identificar um himba na rua. Porém, para conhecer de perto a cultura daquele povo e as tradições que...

  • Luderitz-e-kolmanskop

    Luderitz e Kolmanskop

    Nota:  de 10 (0)

    A cidade de Luderitz é marcada pelo período do auge da exploração de diamantes no país na primeira metade do século XX. Com traços da arquitetura germânica, Luderitz ainda é pouco explorada pelos visitantes, porém é lá onde está uma das mais interessantes atrações do...

  • Sossusvlei-e-sesriem

    Sossusvlei e Sesriem

    Nota:  de 10 (0)

    As árvores petrificadas em meio às dunas avermelhadas do Deserto da Namíbia estão entre as imagens mais espetaculares — e famosas — do país. A região, chamada de Sossusvlei, reúne algumas das mais belas e inesquecíveis paisagens da viagem. Considerado o mais antigo deserto do mundo, o Deserto da...

  • Swakopmund-e-walvis-bay

    Swakopmund e Walvis Bay

    Nota:  de 10 (0)

    Balneário dos moradores da Namíbia, a região costeira entre as cidades de Swakopmund e Walvis Bay atrai pelas espetaculares paisagens que unem o Deserto da Namíbia ao Oceano Atlântico. Sob influência da corrente de Bengela, Swakopmund e Walvis Bay oferecem paisagem e vida bastante diferente do encontrado em Sossusvlei ou Etosha...

  • Waterberg Plateau Park

    Nota:  de 10 (0)

    O grande platô cercado de verde é uma cena rara entre as atrações mais populares da Namíbia. A paisagem tem mata fechada e nem parece estar em meio a dois desertos. Waterberg é destino para quem busca belas paisagens e contato mais direto com a natureza e os animais. E quando dizemos mais direto, queremos dizer que, de fato, é...

  • Windhoek

    Windhoek

    Nota:  de 10 (0)

    A capital Windhoek é ponto de passagem obrigatório para quem viaja de avião até a Namíbia. Na cidade, está localizado o Aeroporto Internacional Hosea Kutako, as locadoras de carro e o ponto de partida da maioria dos safáris que percorre a Namíbia. Windhoek é uma cidade bem grande para os padrões do...

Tudo que você precisa saber sobre Namíbia!

Esse texto sobre Como se locomover na Namíbia faz parte do guia de Namíbia no Melhores Destinos

Comentários para Como se locomover na Namíbia

  • 4w4ct Roberta Martins há 3 anos

    É seguro viajar em carro alugado somente mulheres sem habilidades mecânicas (caso o carro estrague) para Etosha e Sossusvlei?

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.