Toronto

Transportes em Toronto

Ainda que receba muitas críticas dos moradores, Toronto é uma cidade com bom transporte público. E se você está em um lugar bem localizado, é fácil conhecer toda a cidade caminhando ou com o auxílio do transporte coletivo. O carro será útil apenas se você quiser explorar os arredores da cidade ou fazer passeios mais distantes, como a Niagara Falls.  

A pé

Caminhar é uma excelente forma de conhecer Downtown Toronto. As ruas da cidade são largas, planas, bem sinalizadas e os moradores locais respeitam muito as faixas de pedestres. Dá para fazer muita coisa caminhando, mas é preciso ter pique para isso. Algumas distâncias às vezes são longas e, nesses momentos, pode ser interessante intercalar as caminhadas com o uso do transporte público, principalmente quando está frio. Outra dica bem legal é que Toronto tem o PATH, um sistema de passagens subterrâneas com lojas e restaurantes; se estiver fazendo frio, caminhar por lá é a melhor pedida, porque o PATH tem aquecimento.

Bicicleta

Alugar uma bicicleta pode ser uma boa opção para circular em Toronto, especialmente quando não está tão frio ou com gelo no chão. Cada vez mais as bikes fazem parte da vida da cidade e em diversos lugares há estacionamentos para elas. Para conhecer a cidade de bicicleta, a dica é alugar a sua através do Bike Shake Toronto, um sistema em que você aluga uma bicicleta através de um terminal de autoatendimento e paga o aluguel com cartão de crédito. Esse sistema funciona melhor para ir de um ponto a outro, já que o aluguel dá direito a corridas ilimitadas de até 30 minutos entre terminais; se você passar desse tempo, paga apenas um pouquinho a mais. Entre no site para mais esclarecimentos.
Caso você visite Toronto Islands ou queira pedalar o dia inteiro sem restrição de tempo, alugue uma bike em uma agência de bicicletas, pois dessa maneira você paga pelo dia inteiro de aluguel, sem interrupções, como é a proposta do Bike Share Toronto. 

Transporte público 

O transporte público de Toronto (TCC) é composto pelos ônibus, metrô e bonde elétrico (streetcar); um transporte complementa o outro. É normal começar um trajeto com o ônibus e depois pegar o metrô e vice versa. Como as linhas e opções de transporte são variadas, nossa sugestão é que você utilize mapas para saber qual veículo é mais apropriado para cada situação. Sugerimos ainda o uso de aplicativos para celular, como o Google Maps, que ajuda muito um turista a se localizar. 

Para quem fica na cidade por pouco tempo, há duas opções: pagar as passagens individualmente de acordo com o uso ou comprar um passe diário ou semanal, que dá direito ao uso irrestrito do transporte nos três veículos disponíveis pelo tempo de duração do passe. Para escolher entre as duas opções, você deve avaliar quantas vezes pretende utilizar o transporte a cada dia; se o uso for constante, pode valer a pena comprar esses passes irrestritos. O day pass (passe diário) custa $11,50 e o week pass (passe semanal) custa $40,75. 

Sobre a passagem paga a cada uso ($3), é necessário saber que, em Toronto, você precisa pagar o valor exato da passagem, pois nos ônibus e bondes não há troco ou cobrador. Essas passagens individuais atualmente custam $3 e nesses casos você colocará o valor exato em moedas em uma caixinha na entrada do transporte, assim poderá utilizá-lo. Não adianta levar nota ou querer troco, o motorista do transporte não toca no dinheiro. Antes de ir para a rua esperar pelo ônibus ou pelo bonde, certifique-se de ter o dinheiro necessário (e trocado) em mãos.

Embora todo mundo esteja acostumado ao fato de que não há troco no pagamento das passagens, os motoristas costumam estar bastante habituados aos estrangeiros, que às vezes têm dificuldade com essa prática. Durante nossas experiências, não foi tão incomum o motorista deixar a pessoa utilizar o ônibus faltando alguns centavos da passagem ou mesmo deixá-la fazer uso do transporte sem que o valor fosse pago. Muitos (não todos) canadenses são receptivos e compreensíveis com essa questão. 

Para facilitar essa questão do troco, ou a falta dele, são vendidos no metrô os chamados tokens. Eles são como uma moedinha que valem como uma passagem e podem ser utilizadas no metrô, nos ônibus ou nos bondinhos. Três tokens (passagens), que é o mínimo vendido, custam $8.40 e oferecem mais economia em relação às três passagens pagas separadamente. 

Outro tema inserido no transporte de Toronto é o transfer, uma facilidade que dará direito a fazer a mudança entre meios de transporte. Comprando uma passagem no metrô, você pega seu transfer e depois utiliza um bonde. O transfer é um papelzinho que indica até que horário sua passagem terá validade; você pode pegá-lo com os motoristas dos bondes e ônibus após pagar sua passagem ou em máquinas das estações de metrô. Se pretende fazer conexões entre meios de transporte, não se esqueça de pedir pelo transfer! 

O metrô de Toronto tem 4 linhas, sendo as linhas amarela e verde as que melhor servem os turistas em Downtown. No metrô, costuma haver um mapa da cidade para facilitar a localização e descobrir melhor qual linha usar, além de cabines com atendentes. Algumas estações, assim como os ônibus, funcionam com o sistema de pagar com o dinheiro exato. Há estações onde as roletas parecem “livres” e abertas, mas não se engane, é necessário pagar mesmo quando não há fiscalização. 

Dica: Se você está na rua, aguardando em um ponto, não é preciso acenar para os ônibus e bondes elétricos pararem; eles param sem que seja feito o sinal com as mãos. 

Veja aqui os preços cobrados no transporte de Toronto e outras informações. 

Táxi

Andar de táxi em Toronto não é barato, faça uso apenas quando necessário. Os taxis possuem taxímetro e é habitual deixar uma gorjeta ao motorista no fim da corrida. 

Na hora de dizer ao taxista aonde você deseja ir, não diga o nome de um restaurante ou hotel, você deve dizer o nome da rua e o número do local; se não souber exatamente o número, também funciona dizer o nome da rua e o nome da rua próxima onde haja uma interseção; por exemplo, "quero ir a King St com Spadina Ave". 

Carro

Alugar um carro para circular por Downtown é desnecessário e se você fizer o aluguel sem se programar, pode sair cara a brincadeira, porque as vagas de estacionamento em Downtown são reduzidas e, muitas vezes, os espaços disponíveis são pagos. Há diversas regrinhas a respeito de estacionamento nas ruas, por isso, é sempre-muito-indicado ler as placas ao seu redor para não levar uma multa. 

O aluguel de carro é indicado apenas se você quiser sair da região central da cidade para visitar um local mais distante, como Niagara Falls ou os Estados Unidos. 

Tudo que você precisa saber sobre Toronto!

Esse texto sobre Transportes em Toronto faz parte do guia de Toronto no Melhores Destinos

Comentários para Transportes em Toronto

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.