Enquanto o sol se põe em meio ao cerrado do Tocantins, as Dunas do Jalapão trocam de cor e ganham intenso tom de dourado entre os buritis. É nesse momento que a região se mostra ainda mais impressionante e quando o Jalapão deixa claro a dimensão de sua beleza. O dia está acabando, mas a viagem pela região está só no começo. O Jalapão reserva aos visitantes paisagens arrebatadoras em meio à imensidão de 34 mil quilômetros quadrados de área preservada, tudo permeado por veredas, chapadões e, diferente do que parece à primeira vista, muita água. Prepare-se para o intenso sol e tenha certeza de que sempre haverá um fervedouro ou um rio para aplacar o calor no meio do caminho.

Serra-do-espirito-santo

O que fazer no Jalapão

Um dos melhores destinos do Brasil para os amantes do ecoturismo, o Jalapão ainda está sendo descoberto pelos viajantes que gostam de desbravar novos roteiros. O difícil acesso ajuda a preservar a região, que ainda recebe poucos turistas em busca das atrações do cerrado. Porém quem se aventurar nessa viagem não irá se arrepender. O Jalapão oferece aos turistas rios com água límpida e deliciosas quedas d’água, como a Cachoeira da Velha e a Cachoeira do Formiga; o raro fenômeno dos fervedouros, onde nascentes profundas se transformam em oásis que permitem aos visitantes flutuarem sem esforço algum; um conjunto de dunas douradas perfeitas para o pôr do sol; e formações rochosas que parecem ter saído do papel, de tão perfeitamente desenhadas pela natureza, como a Serra do Espírito Santo e a Pedra Furada. O difícil mesmo é conhecer tudo em apenas uma viagem, sendo assim, organize-se para já voltar. Confira mais dicas sobre o que fazer no Jalapão!

Fervedouro-bela-vista

Como chegar ao Jalapão

O Jalapão está distante 300 km do Aeroporto de Palmas (PMW), principal porta de entrada para quem chega de outros estados em busca das belezas da região. A partir de Palmas, será necessário botar o pé na estrada. E as estrada do Jalapão são para quem tem muita experiência em terrenos arenosos. Um veículo com tração 4x4 é fundamental em uma viagem ao Jalapão, assim como um bom conhecimento das estradas da região. Por isso, o mais comum entre os turistas é fazer a viagem ao Jalapão com uma agência e não por conta própria.

A principal via de acesso para o Jalapão, a partir de Palmas, é a TO-030 até Santa Tereza do Tocantins, e depois a TO-130 até Ponte Alta. O trajeto de Palmas até Ponte Alta é todo asfaltado, depois segue em pista de terra e areia. Para quem vai até Mateiros, a viagem continua pela TO-255. Veja mais sobre como se locomover pelo Jalapão.

Pedra-furada

Melhor época para ir ao Jalapão

O Jalapão pode ser visitado durante todo o ano, mas é importante ficar ligado ao período de chuva e ao período de seca para escolher a melhor época para você. A estação seca, que vai de maio a setembro, praticamente não tem chuvas e quanto mais perto do mês de setembro, mais seco estará o ar. A vantagem é que quanto mais seco o clima, mais lindo o pôr do sol no Jalapão. Já a estação de chuvas vai de outubro a abril, período que tem cachoeiras com mais água, porém o tempo instável pode atrapalhar os passeios, a subida na trilha da Serra do Espírito Santo e o espetáculo do pôr do sol. 

O calor é constante no Jalapão e, mesmo durante o período de chuvas, o sol não deixa de aparecer. A variação de temperatura durante o ano é pequena, sendo a máxima entre 30°C e 34°C e mínima entre 15°C e 20°C. A temperatura da água dos fervedouros e cachoeiras é sempre agradável e um alento no intenso calor do Tocantins. Veja mais detalhes sobre quando ir ao Jalapão.

Prainha-do-rio-novo

Quanto tempo ficar no Jalapão

Para conhecer as atrações principais da região do Jalapão (da qual faz parte o Parque Estadual do Jalapão) serão necessários, no mínimo, dois dias inteiros. Esse tempo será suficiente apenas para ter um gostinho de tudo o que o Jalapão oferece. O ideal, para conhecer melhor o Jalapão, é ficar na região de cinco a sete dias, tempo suficiente para mergulhar em várias cachoeiras, fervedouros e ainda investir em uma trilha (preferencialmente pelo alto da Serra do Espírito Santo para ver o nascer do sol). E como o turismo por lá ainda está sendo descoberto, é bom esperar por novas atrações nos próximos anos. 

Dunas-do-jalapao

Esta não será uma viagem difícil de ser organizada. A região é excelente para uma viagem de última hora ou para uma semana de descanso em meio à natureza. Dê um tempo do lado urbano, do sinal de celular e do estresse do dia a dia. É hora de correr para curtir as belezas do Jalapão. Lembre-se apenas de ir em um 4x4, porque, para chegar lá, só mesmo com tração nas quatro rodas! Boa viagem!