Nova Zelândia

Waitomo e as Glowworm Caves

0 avaliação
0% recomendam
0

A cidade de Waitomo, na Ilha Norte da Nova Zelândia, atrai os turistas pelas belas formações de cavernas na região. E não é apenas a presença de incríveis salões repletos de estalactites e estalagmites que chama a atenção. Em Waitomo, as grandes estrelas são os vermes luminosos — glowworms — que permeiam paredes e tetos das cavernas e fazem daquele lugar um grande espetáculo para os visitantes. O conceito dos glowworms é bem estranho aos brasileiros e outros turistas estrangeiros, já que a espécie — Arachnocampa Luminosa — existe apenas na Nova Zelândia. E é exatamente isso que torna o passeio tão encantador. Entrar em uma dessas cavernas é uma experiência maravilhosa e ver o teto repleto de luzes, como um intenso céu estrelado, é mesmo apaixonante. 

Waitomo é bom ponto de passagem para quem está na Ilha Norte e vai visitar Matamata, onde está o Hobbiton Movie Set. Se esse for o seu caso, inclua uma visita às cavernas no roteiro. A viagem pela região de Waitomo costuma ser de apenas um dia, o que permite ver até três atrações. Há empresas que oferecem pacotes que incluem diferentes cavernas e os turistas podem escolher entre fazer o tour a pé, de barco, em caiaques, com prática de rafting e até com descida de rappel. Apesar de haver diversas opções de tours, para visitar a principal caverna de Waitomo não será necessário contratar uma empresa. Na própria caverna, há todo o serviço de guia e será fácil chegar até lá por conta própria.

De propriedade Maori, Waitomo Glowworm Caves é o conjunto de cavernas mais famoso da região. Além das cavernas com glowworms, no mesmo complexo será possível visitar também a Ruakuri Cave (o mais longo tour a pé guiado por caverna na Nova Zelândia, com duas horas de duração) e a Aranui Cave. A infraestrutura para receber os turistas é muito moderna e a visita é toda guiada. Um detalhe, entretanto, é muito importante: fotografias não são permitidas. A luz não faz mal aos vermes, mas atrapalha a visualização deles pelos turistas. Para uma experiência intensa de observação, o ideal é que o lugar esteja o mais escuro possível. Quanto mais tempo os olhos se acostumarem à baixa luminosidade, mais intensa será a visibilidade dos glowworms. É importante esclarecer que as fotos divulgadas das cavernas nem sempre representam a real imagem que será vista pelos turistas. A intensidade da luz não é tão alta quanto nas fotos e por isso o escuro total é importante para a experiência. Não espere ver um show de fogos de artifício, mas tenha certeza de que será uma visão única. 

É difícil entender o que são os glowworms antes da visita. Na prática, os vermes têm formato de colar de pérolas e ficam pendurados nas paredes e teto das cavernas. Uma pontinha de cada um deles se mantém “acesa”, o que dá o efeito de céu estrelado. Os vermes não estão presentes em todos os salões, por isso o passeio vai muito além das luzes. Aproveite as formações geológicas e a visita aos grandes salões dentro das cavernas.

Vale dizer que, em dias de grande movimento, o tempo de espera para o tour pode ser grande. Caso vá fazer outros passeios, passe antes na bilheteria e adquira a entrada antecipadamente. O custo da visita a Waitomo Glowworm Caves é a partir de NZD 51 e os valores aumentam de acordo com o número de cavernas visitadas. O pacote mais caro tem custo de NZD 97.

Quem quiser fotografar os vermes luminosos deverá procurar outro passeio que não o da Waitomo Glowworm Caves. A empresa Spellbound oferece um tour com 3h30 de duração com visita à Cave of the Spirit e à Mangawhitikau, onde fotos são permitidas sem flash e depois da observação dos vermes em escuro total. Outra boa pedida para quem quer fazer um passeio diferente é experimentar o tour da The Legendary Black Water Rafting, com passeio no escuro e uso de uma boia redonda para a descida.

Dica: há cavernas com glowworms em outros pontos da Nova Zelândia, como em Te Anau, no Lago McLaren (com acesso por passeio de caiaque) e no Paparoa National Park. O fenômeno se repete em diversos pontos e os vermes estão presentes também em florestas a céu aberto. À beira das estradas, é possível ver placas que indicam a presença dessas florestas e o acesso muitas vezes é gratuito. Vale dizer que para ver os vermes luminosos em espaços abertos a visita deve acontecer à noite. E essa é uma das vantagens das cavernas, o fenômeno pode ser observado também durante o dia. 

Para ir um pouco além dos passeios para ver glowworms e cavernas, experimente a pequena trilha até a Cachoeira Marokopa. O passeio é fácil e bem tranquilo. A partir da estrada, serão apenas quinze minutos de caminhada até o primeiro mirante, de onde se tem linda vista pra cachoeira que está localizada a apenas 30 km de Waitomo Caves.

Como chegar a Waitomo

Waitomo está localizada no centro da Ilha Norte, mais próxima à Costa Oeste e distante 195 km de Auckland, 139 km de Rotorua e 100 km de Matamata, onde está Hobbiton. A principal via de acesso para Waitomo é a State Highway 03, conectada à State Highway 39. Para quem pretende chegar por via aérea, as melhores opções são o Aeroporto de Rotorua, o Aeroporto de Hamilton (com voos de Wellington, Christchurch, Gisborne e Napier) e o Aeroporto de Taupo (com voos apenas de Auckland). Quem está viajando de ônibus tem como rotas de acesso Rotorua e Auckland, com trechos operados pela Intercity.

Onde ficar em Waitomo

Waitomo é bem pequena e as principais atrações são as cavernas com glowworms. As opções de hospedagem são limitadas, mas atendem bem ao número de turistas na região. Para ficar próximo às principais atrações, confira o Waitomo Caves Hotel, o Waitomo Caves Guest Lodge, o Abseil Inn, o Waitomo Orchard Estate B&B, o JunoHall Backpackers, a Waitomo Farmstay e o Waitomo Golfstays B&B. Se estiver viajando com motorhome ou campervan, procure o Waitomo TOP 10 Holiday Park. Um pouco mais afastado, na vizinha Otorohanga, veja o Palm Court Motel

Waitomo, Ilha Norte, Waitomo

Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo Waitomo-e-as-cavernas-de-waitomo
Avalie Waitomo e as Glowworm Caves