JR Pass - Japan Rail Pass

Se você vai viajar para o Japão, independentemente da área do país que visitará, provavelmente viajará de trem. Essa é a principal maneira de viajar pelo país, afinal, o transporte ferroviário no Japão é incrível. Os trens são limpos, modernos, têm "serviço de bordo", ar condicionado, banheiros, etc. Isso sem falar na pontualidade e na rapidez que têm os trens, em especial os trens-bala, mais conhecidos como shinkansen.

Para realizar viagens de trem pelo país, pode ser uma boa pedida comprar o JR Pass — a seguir, entenda o que é o JR Pass, para que ele serve e como ele funciona. 

O Japan Rail Pass, também chamado de JR Pass, é um passe de trem que funciona nas linhas do grupo JR, composto por diferentes empresas de trem. Esse passe é vendido apenas para estrangeiros e só pode ser adquirido fora do Japão, portanto é importante que você tome ciência da existência dele algumas semanas antes de viajar.

O passe serve para fazer viagens de trem praticamente ilimitadas ao longo do período de sua validade. Ele pode ser comprado para 7, 14 ou 21 dias consecutivos de uso e é vendido para viagens na classe econômica e green card (que seria como uma classe executiva). O passe também permite marcar assentos, funcionalidade que custa um valor extra nos tickets unitários. 

Kyoto

O JR é válido inclusive para o shinkansen (trem-bala), que é uma mão na roda e uma delícia de viajar. O transporte de trens no Japão é realmente excelente e ainda têm a vantagem das estações ficarem sempre centralizadas e não exigirem muita antecedência na hora de viajar. 
Lembre-se no entanto, de que o JR Pass tem algumas restrições, entre elas a de que ele não pode ser utilizado nos trens Nozomi e Mizuho (trens que quase não fazem paradas) ao longo da linha Todaido/Sanyo. Veja as condições de uso do JR Pass.

Vale a pena comprar o JR Pass? Depende da quantidade de viagens que você irá realizar, mas geralmente é bem vantajoso financeiramente para quem irá explorar várias cidades do país. Como as viagens de trem no Japão são caras até para os próprios japoneses, a possibilidade de utilizar os trens quantas vezes quiser é muito convidativa e ideal para conhecer várias cidades. A praticidade do JR também é um de seus pontos positivos, basta mostrar o passe a um funcionário perto da catraca das estações para poder utilizá-lo.

Para tirar a prova final, simule quais serão as viagens que você deseja realizar, veja os preços das viagens unitárias e compare-os com o valor do passe. 

Valor
Como quase tudo na vida, coisas muito boas têm seu preço. O JR não é um passe barato, mas dependendo das viagens que você irá realizar, vale a pena sim. Para se ter ideia, uma viagem entre o aeroporto de Narita e Kyoto custa em torno de ¥9,000 e o nosso JR Pass para 7 dias custou ¥29,110. 

Veja quanto custa o JR Pass e suas regras.

Onde Comprar
O JR Pass precisa ser comprado fora do Japão, antes da viagem. Consulte o site da JR e veja quais são os locais credenciados no Brasil que vendem o passe — veja aqui.

Faça uma cotação com diferentes agências e veja qual oferece o melhor preço, já que elas cobram uma taxa para emissão. Após escolhida a agência e realizada a compra, você receberá um voucher com seus dados pessoais que deverá ser trocado ao chegar no Japão. 

Como trocar
Já no Japão e em posse de seu voucher obtido no Brasil e do seu passaporte, vá a um dos escritórios JR Exchange Office — há muitos deles, inclusive nos aeroportos — e troque seu voucher pelo passe. Veja aqui os postos de troca do voucher.

Como usar
Não existe mistério: para utilizar o seu passe, você deverá se digirir às catracas nas entradas das estações, sempre mostrando-o a um atendente. Não é possível passar diretamente nas máquinas, você sempre deve mostrar seu passe a um dos guardas. 

Marcação de assentos 
O JR Pass tem uma funcionalidade muito legal que é permitir que seus portadores marquem assentos nos trens em que desejam realizar viagens. Essa funcionalidade é mais cara nos tickets avulsos e é muito pertinente, principalmente em casos de viagens mais longas. Nos trens, costuma haver vagões destinados às pessoas que não têm assentos marcados e há os vagões com assentos marcados. Se você tem um assento marcado, não correrá o risco de viajar em pé — sim, isso pode acontecer. Então, lembre-se de sempre que realizar uma viagem mais longa, marcar seus assentos. 

Para marcar seu assento, basta ir a uma agência JR (sempre existe uma nas estações de trem JR), dizer qual a data que pretende realizar a viagem e o horário. Sugerimos que você pesquise antes pelo trajeto, anote os horários dos trens e diga ao atendente exatamente a viagem que deseja realizar. Como o nível de inglês dos atendentes pode não ser dos melhores, dessa forma você agiliza o atendimento e evita erros. 

Embarcando no trem
Como falamos, os trens possuem vagões destinados às pessoas com assentos marcados e pessoas que não têm assentos marcados. Viajar com um assento marcado certamente é mais confortável e também é a garantia de que você viajará sentado. Como os trens têm muitos vagões, é importante você notar qual é o seu vagão antes que o trem chegue, para embarcar no local correto.

Os trens são extremamente pontuais e ficam pouco tempo parados nas estações, por isso, quando o trem chegar, embarque logo! Não fique procurando seu vagão de embarque em cima da hora, porque dessa forma você corre o risco de não embarcar. Como as estações no Japão são muito grandes e com muitas plataformas, procure chegar um pouquinho antes do horário do trem para saber qual sua plataforma de embarque e em que vagão deverá embarcar — o número de cada vagão estará escrito no seu bilhete (caso tenha sido marcado assento) e sinalizado nas plataformas de embarque. 

Caso não tenha um assento marcado, certifique-se de embarcar e sentar em um vagão sem assentos marcados. 

Dica: Os shinkansen, que são os trens-bala e as melhores opções para realizar viagens longas, possuem tomada (ótimo para recarregar o celular). Eles também têm banheiros, espaço para guardar malas e geralmente passa uma pessoa com um carrinho pelo corredor oferecendo lanches e bebidas. 

Tudo que você precisa saber sobre Kyoto!

Esse texto sobre JR Pass - Japan Rail Pass faz parte do guia de Kyoto no Melhores Destinos

Comentários para JR Pass - Japan Rail Pass

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.