Planejando uma viagem a Kyoto

O Japão fica do outro lado do mundo. Enquanto no Brasil o dia está começando, em Tokyo ele já está chegando ao fim. Os costumes dos japoneses são diferentes, a cultura é completamente distinta, o idioma parece um enigma para a maioria de nós, gastronomia é completamente diferente da que estamos acostumados… Até os carros utilizam a mão inglesa. Parece até outro planeta! No começo, todas essas diversidades podem provocar estranheza e um pouco de receio, mas são justamente as diferenças que tornam o Japão um país tão especial e tão mágico. 

Não é necessário contratar um guia ou uma agência de viagens para visitar o Japão, é perfeitamente possível fazer tudo por conta própria. O segredo é se planejar, ler bastante e programar a viagem com antecedência. A língua pode parecer um empecilho, principalmente porque muitos japoneses não falam inglês, mas a simpatia do japonês e sua vontade de ajudar sempre falam mais alto. As placas de orientação costumam estar sempre em inglês e isso facilita muito!

Confira abaixo algumas dicas para planejar sua viagem ao Japão:

- Informe-se! Leia sobre o Japão, sobre seus destinos, sobre os costumes dos japoneses, sobre a comida, sobre as regras de educação e etiqueta. Converse com seus amigos e colha o máximo de informações que puder! O maior segredo do sucesso de uma viagem é você se planejar, descobrir lugares legais para ir e entender o local para onde está viajando. Quanto mais informação, melhor — e menor o risco de passar perrengues. 

- Lembre-se de que para viajar ao Japão é necessário ter um visto de acordo com a finalidade da viagem. Quem irá entrar no Japão mais de uma vez necessita de um visto de múltiplas entradas. 

- Decida o momento certo para viajar e lembre-se de que cada estação tem um charme. A primavera (final de março e início de maio) é ideal para apreciar as cerejeiras e durante o outono a folhagem das árvores fica muito bonita. 

- Compre o JR Pass. O passe de trem oferece uma boa economia para quem vai viajar por várias cidades do Japão e deve ser comprado ainda no Brasil, antes de realizar a viagem. Você deve pesquisar as agências credenciadas para comprar o passe e escolher a opção que melhor se encaixa nos seus planos. Ao chegar no Japão, você irá procurar por uma agência JR, fazer a troca de seu voucher comprado no Brasil pelo passe e então realizar muitas viagens! 

- Decida quais serão os destinos visitados no Japão e não se prenda somente a Tokyo. Procure fazer a reserva dos hotéis com antecedência, porque a procura por hospedagem é enorme! Os hotéis no país não são baratos e se você quer encontrar boas ofertas, deve tentar reservar o quanto antes, para que as opções mais econômicas ainda estejam disponíveis. 

Internet durante a viagem
- Leve seu smartphone do Brasil e utilize internet enquanto estiver no Japão. Hoje em dia, internet é uma mão na roda e facilita tudo, desde saber onde fica um pequeno restaurante até saber como pegar um ônibus ou trem. No Japão, estão disponíveis o aluguel de chips de celular, mas nós preferimos alugar um roteador portátil de wi-fi. A vantagem do aparelho que emite sinal de wi-fi é conseguir usá-lo em mais de um dispositivo eletrônico ao mesmo tempo, ou seja, várias pessoas podem utilizá-lo.
Há várias empresas que fazem esse tipo de serviço e o melhor é que a complicação pode ser quase zero: você pode pagar pela internet, retirar seu aparelho de wi-fi no aeroporto e devolvê-lo antes de voltar ao Brasil também no aeroporto, através dos Correios. Tudo funciona de maneira muito prática e intuitiva e assim você tem internet a viagem inteira. Cá para nós… Sem internet durante a viagem, nossa locomoção teria sido infinitamente mais difícil! Utilizamos a empresa Pupuru e gostamos muito do serviço. O valor pago foi em torno de ¥400 por dia, por um aparelho que nos permitia usar até 10MB. Outra sugestão é alugar uma bateria extra portátil, que permite recarregar o celular enquanto está na rua, e o próprio roteador de wi-fi, cuja bateria dura em torno de 8h. Para mais informações, consulte o site da Pupuru, que explica detalhadamente como funciona o aluguel. 

- Além do MD, outro site que ajuda bastante no planejamento da viagem e pode tirar muitas dúvidas é o japanguide.com. O site está em inglês e é uma verdadeira bíblia sobre o Japão. Durante a primavera, ele tem até uma previsão de quando as flores irão desabrochar. 

- Para descobrir como fazer os deslocamentos pelo país, o Google Maps é um app muito útil, mas ele pode falhar. A dica para planejar os deslocamentos, em especial as viagens de trem, dentro do Japão é utilizar o site Hyperdia.com — que é muito completo e ajuda demais a planejar a viagem e a saber os horários dos trens. 

- Lembre-se de que, no Japão, a moeda corrente é o iene. Caso queira utilizar o cartão de crédito, tenha sempre uma segunda forma de realizar pagamentos, pois em estabelecimentos pequenos apenas dinheiro em espécie é aceito. 

- Como uma viagem para o Japão é longa, a maioria dos turistas que vai ao país visita várias cidades e é isso que sugerimos que você também faça. A principal maneira de realizar essas viagens é com os trens e malas muito grandes ou muito pesadas podem ser um incômodo ao longo dessas viagens. Procure colocar na mala realmente aquilo que você irá usar e deixe também um espaço reservado para as compras, porque há muita coisa diferente que você pode acabar comprando ao longo do caminho. 

- Para viajar "leve" ou sem bagagem, existem empresas que fazem o transporte de mala entre cidades e têm a fama de serem muito eficientes. Digamos que você irá realizar uma viagem entre Tokyo e Kyoto, mas decidiu passar um dia em Nagoya. Em Tokyo, você pode enviar suas malas diretamente para o hotel em Kyoto, sem ter o trabalho de pensar o que fazer com elas enquanto passeia por Nagoya. Não utilizamos o serviço, mas em alguns casos pode vir muito a calhar. Para ler mais sobre o assunto, clique aqui

- Coloque sapatos confortáveis na mala, porque as caminhadas são muito frequentes. 

- Sempre tenha moedas trocadas para pagar os ônibus, pois no Japão não é dado troco dentro dos veículos, você precisa ter o valor exato em moedas para pagar a passagem.

- As estações de trem sempre têm armários para deixar malas guardadas. Para malas tamanho G, espere gastar em torno de ¥700-800 e para malas médias, entre ¥400-500.

Tudo que você precisa saber sobre Kyoto!

Esse texto sobre Planejando uma viagem a Kyoto faz parte do guia de Kyoto no Melhores Destinos

Comentários para Planejando uma viagem a Kyoto

  • Eu RODRIGO POLLO há mais de 2 anos

    Excelente ver que tem tantas dicas e por tópicos. Lerei com calma. Muito obrigado.

  • 264mw Camille Panzera há mais de 2 anos

    Que bom que gostou! Boa viagem! :)

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.