Pirenópolis

Entre ruas com calçamento de pedra e casarões coloniais do século XVIII, o pôr do sol anuncia o final de mais um belo dia na cidade histórica de Pirenópolis. Diante das portas e janelas coloridas e do lindo visual do Rio das Almas, turistas caminham pelo bucólico Centro Histórico e aproveitam o clima do interior de Goiás. Depois de um dia de deliciosos banhos em cachoeiras, é hora de se fartar com os pratos típicos e os bons restaurantes da região. Um pacote completo para quem busca relaxar e deixar para trás o dia a dia acelerado das grandes cidades. Aproveite cada minuto e entre o mais rápido possível no ritmo de Pirenópolis. Não vai demorar muito para você se sentir abraçado por esse pedacinho encantador do interior do Brasil.

Pirenópolis é o destino perfeito para os viajantes que desejam dias de tranquilidade em meio à natureza, mas sem abrir mão de conforto e bom serviço. Localizada a apenas 150 km de Brasília e 130 km de Goiânia, Piri tem acesso rápido por estrada e pode ser visitada até mesmo em um bate e volta de um dia. Tanta facilidade faz de Pirenópolis um roteiro muito procurado por quem tem pouco tempo, mas deseja relaxar muito. E a boa notícia é que as atrações de Pirenópolis agradam a todos os turistas, desde os que desejam facilidade total aos que não abrem mão de um pouco de aventura.

Centro-historico-de-pirenopolis

O que fazer em Pirenópolis, Goiás

O passeio por Pirenópolis começa sempre pelo lindíssimo e bem preservado Centro Histórico, que conta com atrações como a Igreja Matriz, a Igreja Nossa Senhora do Bonfim, a Igreja Nossa Senhora do Carmo, a cênica ponte de madeira sobre o Rio das Almas e vários mascarados das Cavalhadas para lindas fotos. Aproveite para caminhar com calma e apreciar os casarões, lojinhas e cada colorido do lugar.

Depois de percorrer o Centro Histórico de Pirenópolis, é hora de explorar algumas das dezenas de cachoeiras da região. E a boa notícia é que, diferente de outros destinos de natureza onde é necessário fazer longas trilhas para chegar às atrações, em Piri, você poderá se fartar em banhos relaxantes percorrendo trajetos bem curtos e acessíveis a todas as idades. Uma ótima opção para famílias e para quem não está disposto a fazer longas caminhadas. Não perca atrações como a Cachoeira do Rosário, a Cachoeira do Lázaro, a Cachoeira Santa Maria, a Cachoeira do Abade e tantas outras cachoeiras de Pirenópolis. Ah! Mas se o que você quer é um pouquinho de atividade física, não deixe de ir às trilhas das Cachoeiras dos Dragões e das Cachoeiras Bonsucesso, boas pedidas para quem gosta de desafio.

Cachoeira-e-reserva-do-abade

Se durante o dia o que atrai os turistas são as cachoeiras, à noite o agito fica por conta dos excelentes restaurantes de Pirenópolis. A cidade é referência gastronômica em Goiás e atrai turistas que gostam de uma nova experiência à mesa. A Rua do Lazer é um bom ponto de partida para começar a explorar os prazeres do paladar, mas há bons restaurantes em toda a região, incluindo alguns localizados em áreas de fazenda e com aquele clima rural que é de apaixonar. Aproveite todos os sabores regionais, entre eles os tradicionais empadão goiano, o peculiar pequi e a maravilhosa pamonha de Pirenópolis (de sal ou de doce).

Não faltará o que fazer em Pirenópolis nos dias da sua viagem. Aproveite cada minuto por lá!

Centro-historico-de-pirenopolis

Pousadas em Pirenópolis

Pirenópolis tem boa oferta de pousadas e elas atendem a todos os bolsos e gostos. Ao visitar a cidade, vale ficar atento aos períodos de alta temporada, que costumam ter muita procura e tarifas bem altas. Se for o caso da sua viagem, reserva a pousada em Pirenópolis com antecedência.

A região mais disputada para hospedagem em Pirenópolis é nos arredores do Centro Histórico, onde estão os principais restaurantes e o agito noturno da cidade. Quem preferir maior contato com a natureza encontrará também boas pedidas mais afastadas do centro, onde os preços costumam ser mais amigáveis.

Quem está em busca de uma pousada charmosa vai gostar da Villa do Comendador, do Casarão Villa do Império e da Dádiva Hotel Boutique. Para ficar um pouquinho mais afastado do movimento, mas ainda dentro da cidade, veja a Pousada dos Pireneus e a Pousada Cavaleiro dos Pireneus. Para se hospedar bem no Centro Histórico, em meio às casas coloniais, procure opções como a Pouso, Café e Cultura, a Pouso 22 e a Pousada Pouso do Sô Vigario. Mais próximo à Praça do Coreto, confira a Pousada Casa Grande, a Pousada Villa Bia, a Pousada Canto do Sabiá e a Pousada Vila Velha. Se a ideia é economizar, confira o Hostel Rua Direita Pirenópolis.

Veja mais dicas de pousadas em Pirenópolis.

Centro-historico-de-pirenopolis

Quando ir a Pirenópolis

O melhor período para visitar Pirenópolis é durante os meses de seca, especialmente entre maio e agosto, quando praticamente não há chuvas e o sol reina todos os dias. O período da seca é ideal para curtir as cachoeiras e ainda aproveitar a cidade, que fica com um delicioso clima friozinho durante a noite. Sem falar que durante a seca o pôr do sol em Pirenópolis é espetacular! Ainda que os meses entre maio e agosto sejam os mais recomendados, vale visitar Pirenópolis durante todo o ano.

É importante dizer que Pirenópolis sempre fica mais cheia durante os finais de semana. Já nos feriados prolongados, férias escolares e nas comemorações da Festa do Divino (cinquenta dias após a Páscoa), a cidade costuma lotar de turistas. Para ver Pirenópolis bem tranquila, evite esses períodos.

  • Melhor época para visitar: de maio a agosto;
  • Período de seca: de maio a setembro, sendo os meses mais secos julho e agosto;
  • Período de chuvas: de outubro a abril, sendo os meses mais chuvosos dezembro e janeiro;
  • Alta temporada: todos os finais de semana, feriados prolongados e o período da Festa do Divino (cinquenta dias após a Páscoa);
  • Baixa temporada: dias de semana.

Centro-historico-de-pirenopolis

Como chegar a Pirenópolis

Pirenópolis está localizado no estado de Goiás, distante apenas 150 km de Brasília e 130 km de Goiânia. Em Pirenópolis, não há aeroportos e para chegar à cidade será preciso botar o pé na estrada, seja de carro ou de ônibus. Para quem chega de outros estados, os aeroportos mais próximos de Pirenópolis são o Aeroporto Internacional de Brasília (BSB) e o Aeroporto de Goiânia Santa Genoveva (GYN). Ambos os trajetos têm estradas de boa qualidade e a viagem será bem tranquila até Pirenópolis. A melhor pedida para chegar a Pirenópolis é ir de carro, que será bem útil também para fazer os passeios na cidade. Veja mais detalhes sobre como chegar a Pirenópolis.

Cachoeira-do-lazaro

Quanto tempo ficar em Pirenópolis

Pirenópolis é o destino perfeito para um final de semana de diversão e também para longas férias de descanso. A cidade rende até mesmo uma bate e volta a partir de Brasília e Goiânia. Ótima pedida para uma viagem de última hora, Pirenópolis cabe em todo roteiro. Para quem pretende explorar as principais cachoeiras e atrações de Pirenópolis, uma viagem de cinco a sete dias é perfeita!

Pirenópolis reserva aos viajantes um turismo fácil e delicioso. Entre as ruas da cidade e as cachoeiras da região não será difícil se encantar por esse pedacinho maravilhoso de Goiás. E para ajudar na sua viagem, preparamos um guia completinho com todas as dicas sobre como chegarquando ir, as melhores pousadaso que fazer, os principais pontos turísticos e detalhes sobre várias cachoeiras da região. Aproveite cada banho de cachoeira e cada passo nas calçadas históricas para recobrar as energias. Lembre-se de que Pirenópolis é um destino para voltar muitas vezes. Sendo assim, já pode ir organizando a sua próxima visita a Piri. Certeza que será muito em breve!