Restaurantes em Tokyo

A culinária japonesa se tornou popular no Brasil e para os amantes de seus pratos, uma visita ao país é uma oportunidade espetacular para conhecer a gastronomia de maneira mais autêntica. Experimentar novos sabores, novos pratos japoneses, doces ou salgados, é uma das partes mais interessantes da viagem, porque assim como tudo no Japão, a gastronomia também é muito diferente da que estamos acostumados em nosso dia a dia.

Muitas pessoas se preocupam com a comida antes de realizar a viagem, porém, mesmo para quem não gosta de comida japonesa, há muitas opções. Tokyo já recebeu o título de cidade com maior número de restaurantes do guia Michelin e por aí você já pode perceber que a cidade realmente investe em gastronomia. Não será difícil encontrar restaurantes de comida italiana, francesa ou padarias na capital. 

Entendendo a culinária japonesa
Vegetais, frutas, legumes, peixes e frutos do mar frescos estão muito presentes na gastronomia local e, no geral, a comida japonesa é saudável. Os restaurantes de comida japonesa exploram bastante as riquezas do mar e em muitos pratos utiliza-se polvo, lula, salmão e atum — o atum “gordo”, um dos mais requisitados (e mais caros!). O Japão é um dos países que mais consomem arroz no mundo, então ele acompanha muitos pratos, como o niguiri, um bolinho que sempre se encontra nas ruas para matar a fome, em sushis ou mesmo como acompanhamento, como acontece no Brasil. Os sashimis (peixe cru) e sushis (peixe com arroz) todo mundo já conhece, mas a cozinha japonesa vai muito além. 

Sushi-zanmai

Um dos pratos mais consumidos no país e que provavelmente você verá muitos restaurantes servindo é o ramen (lamen), que a grosso modo é uma espécie de macarrão com sopa servido com alguns acompanhamentos. Outros pratos populares são o tempura (peixes e vegetais fritos com uma mistura de ovos), sukiyaki (prato em que se cozinha finas fatias de carne e vegetais) e yakitori (um espetinho grelhado de carne). Nossa dica para experimentar um pouco de tudo que a gastronomia local oferece é ir a um restaurante que serve o kaiseki, uma refeição tradicional, em que você experimenta vários pratos "surpresa" preparados pelo chef. 

A cozinha oriental é realmente muito variada e explicar sua grandiosidade é como tentar explicar a cozinha brasileira, uma tarefa quase impossível! Isso significa que você encontrará coisas um tanto diferentes do que está acostumado, como doces recheados de azuki (feijão doce) ou doces e até sorvetes feitos com chá verde — muito popular no país! 

Caso não goste de peixes ou de outras coisas da cozinha japonesa, nada de pânico. O Japão é um país globalizado que também conta com restaurantes ocidentais, que servem pratos da gastronomia internacional. Para quem não gosta de peixes, por exemplo, a dica é experimentar a carne do wagyu, uma raça de boi reproduzida no Japão que tem uma das carnes mais caras e macias do mundo — ela é tão macia que pudemos degustá-la com o hashi (palito).

Onde Comer em Tokyo
Caminhando pela capital japonesa, você não verá muitas pessoas comendo pelas ruas, porque esse não é um hábito dos locais, mas em compensação, quando passar por um restaurante que ganhou o gosto dos japonesas, você sempre verá filas formadas em frente ao estabelecimento. 

Um lugar imperdível para turistas é o Tsukiji Market, que além de vender peixes tem também muitas comidinhas rápidas e produtos frescos. Ali é tradicional você comer sushis e sashimis no café da manhã e se quiser experimentá-los, sugerimos ir ao Sushi Zanmai, que além de estar no mercado tem outros endereços em Tokyo. Outra opção popular é o Sushi Dai. 

Para comer um ramen, nossa dica é ir ao exótico Ichiran, que fica aberto 24h, ou visitar a Ramen Street, uma "rua" dentro da Tokyo Station, onde ficam 9 restaurantes considerados os melhores da cidade a servir o ramen. Nesses locais, você faz a compra em máquinas de autoatendimento, quando houver uma mesa vaga, senta-se no restaurante e logo em seguida seu pedido chega à mesa. 

Tokyo-ramen-street

Uma das coisas mais legais a respeito de Tokyo é que existem muitos restaurantes nas ruas. Nosso conselho é nem sempre se prender "àquele" restaurante e se deixar conquistar pela comida de rua e pelos pequenos lugares que ganharem sua atenção. Ao passar pelas estações de metrô ou pelas lojas de departamento (que muitas vezes possuem andares dedicados apenas à comida), caia na tentação de experimentar também os quitutes desses lugares, porque eles vendem comidas rápidas e muito gostosas! 

Quando estiver andando por Harajuku, experimente um crepe doce do Marion Crepes, Angels Heart ou Santa Monica. Quando em Akihabara, você pode experimentar um dos Maid Cafes, onde as garçonetes se vestem de maneira bem diferente, ou parar no Pablo, que vende deliciosos cheesecakes. Para experimentar pratos da cozinha japonesa que não incluam apenas peixes, uma boa experiência é o Gonpachi, onde foram filmadas cenas do filme Kill Bill. 

Caso queira comer algo ocidental, você pode visitar o Eggs & Things, que tem panquecas americanas e café da manhã o dia inteiro, ou ir ao Alice in Wonderland, um dos restaurantes temáticos de Tokyo, esse com o tema "Alice no País das Maravillhas" — o lugar é mais frequentado por jovens, mas tem um ambiente bem divertido e pode ser uma boa dica se você estiver com crianças. Para doces maravilhosos, vale a pena passar pelas patisseries de Joel Robuchon, guarde esse nome! 
 

Dicas
- Tudo no Japão é muito visual, inclusive o cardápio. Geralmente os restaurantes têm cardápios com fotos ou uma réplica dos pratos que oferecem, assim fica mais fácil saber que tipo de comida servem.
- Os restaurantes costumam ter lenços umedecidos ou uma toalhinha úmida, que você utiliza para limpar as mãos antes de começar a refeição.
- As refeições são feitas com hashis (palitos). Se você não se sente seguro para comer com eles, peça garfo e faca, ou use o velho truque da borrachinha de elástico para juntar os dois hashis e comer com mais facilidade (nesse caso, é bom levar seu elástico).
- Muitos restaurantes oferecem chá e água como cortesia.
- Achar “aquele” restaurante que você quer ir nem sempre é fácil. Muitos restaurantes só têm letreiros em japonês, a dica é perguntar o nome do local para garantir que você está indo ao lugar certo.
- Lembre-se de que os japoneses, no geral, não têm inglês fluente. Eles mostram muito boa vontade em ajudar o turista e o serviço dos restaurantes costuma ser muito atencioso, mas não espere conseguir um diálogo avançado.
- Em grande parte dos restaurantes, o cliente é cumprimentado na chegada e na saída pelos funcionários — não estranhe se ouvir vários atendentes gritando juntos, é uma maneira de saudar o cliente.
- Em muitos restaurantes, fica na mesa uma comanda com os pedidos dos clientes, mas o pagamento não é feito na mesa. Você deve levar seu recibo até o caixa e lá realizar seu pagamento.
- O pagamento costuma ser feito em uma pequena bandeja, onde você coloca o dinheiro. O funcionário retira o dinheiro e devolve a bandeja com seu troco. As notas fiscais costumam ser entregues com as duas mãos.
- Não é um hábito dar gorjeta, portanto não se preocupe com isso.
- Lembre-se de que nem todos os lugares aceitam cartão de crédito, tenha sempre uma maneira alternativa para realizar seus pagamentos.

Tudo que você precisa saber sobre Tokyo!

Esse texto sobre Restaurantes em Tokyo faz parte do guia de Tokyo no Melhores Destinos

Comentários para Restaurantes em Tokyo

  • Missing Inah Alvim de Minas Cunha Barroso há 2 anos

    Sobre a cheesecake do Pablo não recomendo, pois aqueles que gostam de uma cheesecake de verdade como a da The Cheesecake Factory, vão se decepcionar. A do Pablo mais parece um pastel de belém/nata com uma massa tipo folhada, não é de biscoito. Na estação de Shinjuku só vendia torta inteira e custava 820 ienes. Que arrependimento!

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.