Um simples passeio a pé pelas ruas de Amsterdã - ou uma pedalada, caso queira se juntar aos moradores locais - e já é possível entender perfeitamente por que a capital dos Países Baixos é um dos destinos mais procurados por turistas do mundo inteiro.

Rodeada por canais, pontes e ciclovias, repleta de construções antigas (com janelas enormes que mais parecem vitrines) e paisagens de tirar o fôlego, a cidade também possui uma vida cultural intensa. Mas a verdade é que, apesar dessa movimentação toda, Amsterdã não decepciona aqueles que desejam uma estadia tranquila ou até mesmo romântica.

A cidade vibrante oferece uma série de opções de cultura e entretenimento, a exemplo de alguns museus internacionalmente famosos, como o Van Gogh e o Rijsk, e parques muito bem estruturados, como o Vondelpark.

Os tradicionais bares que servem a famosa cerveja holandesa também estão por todos os cantos, além de boates, casas de shows e restaurantes com culinária para todos os gostos. Como não poderia deixar de ser, o povo holandês é extremamente amigável, comunicativo e adora uma celebração. 

Holanda ou Países Baixo?

Afinal, qual seria o termo correto? Muita gente não sabe, mas Países Baixos é a denominação oficial. A explicação para o segundo nome é que realmente existiu uma província chamada Holanda inserida na região onde hoje se encontram os Países Baixos.

Essa província surgiu como uma potência dominante no século XVII e por isso o nome é tão famoso no mundo todo, inclusive no Brasil. Atualmente, a região da antiga Holanda corresponde às províncias da Holanda do Sul e da Holanda do Norte (onde está Amsterdã).

Vanguarda

O idioma oficial dos Países Baixos é o holandês e os nativos ficam felizes quando o visitante se esforça para pronunciar algumas frases como "Dank u wel" ("Dank ú vel" como se diz em português), o mesmo que "muito obrigado".

Porém, cada vez mais habitada por estrangeiros - atualmente são mais de 700 mil -, a língua inglesa está bastante difundida em Amsterdã. Na verdade, holandeses que falam fluentemente não só o inglês, mas também o francês, o alemão, entre outros idiomas, são mais comuns do que se imagina.

Tolerância e praticidade são qualidades intrínsecas da cidade que, apesar dos 737 anos de existência, exala modernidade. Prova disso é o bairro da Luz Vermelha, o famoso Red Light District, onde prostitutas expostas dentro de vitrines oferecem seus serviços legalmente.

Já nos coffeeshops, a maior parte deles concentrada na região do centro histórico, é possível consumir drogas consideradas leves. O uso de algumas substâncias é legalizado no país desde 1976, mas, nos últimos tempos, o governo holandês vêm estudando o endurecimento das regras de venda para turistas.

Diante de tantas opções, reserve no mínimo três dias para explorar a cidade e ficará encantado com tamanha beleza. A equipe dos Melhores Destinos convida-o agora a conhecer algumas das principais atrações de Amsterdã.