O que fazer em Belém

Belém é uma cidade para ser vivenciada e não apenas visitada. Prepare-se para uma viagem cheia de novas experiências e se deixe levar pela cultura paraense. Há muito o que fazer na capital, mas um feriado prolongado será suficiente para curtir o que há de melhor por lá. Aproveite alguns dias de folga para embarcar rumo à região norte do Brasil e conhecer um dos mais surpreendentes destinos do país. Está na dúvida sobre o que fazer em Belém? Preparamos um post com algumas dicas que irão te ajudar na hora de viver a capital do Pará. Bote um carimbó no som e vamos lá!

Experimente os bons restaurantes de Belém e se jogue nos pratos típicos do Pará

Poderíamos começar as dicas do que fazer em Belém pelos principais pontos turísticos, mas a verdade é que se deliciar com a culinária paraense é quase unanimidade entre os viajantes que visitam a cidade. Os ingredientes inusitados, para grande parte dos turistas, já são uma viagem por si só. Experimentar o açaí paraense, a dormência do jambu, o sabor do tucupi e a intensa maniva é fundamental para vivenciar Belém. Os ingredientes compõem pratos junto aos maravilhosos peixes e camarões amazônicos e rendem iguarias como o pato no tucupi, a caldeirada paraense, a maniçoba, o tacacá e o vatapá do Pará. As receitas são muitas e há excelentes restaurantes na cidade (dos mais populares aos comandados por grandes chefes) para experimentar cada uma delas. Quer conhecer mais sobre a culinária paraense? Veja o post especial sobre onde comer em Belém.

Vá ao Mercado Ver-o-Peso

Separe ao menos meio dia da sua viagem para passear entre os corredores conturbados do Mercado Ver-o-Peso. Dedicado à venda de produtos de todo tipo, o Ver-o-Peso é um passeio pela cultura do Pará. Por lá você encontrará temperos, ingredientes, frutas e comidas típicas paraenses; mudas e sementes de plantas amazônicas; cerâmicas típicas marajoara e tapajônica; artesanatos indígenas de diversas regiões; além de muito peixe e camarão fresquinhos. O Ver-o-Peso é um mercado real, apesar de altamente frequentado por turistas. Para conhecê-lo ainda mais profundamente (e fazer lindas fotos) acompanhe a chegada dos barcos durante a madrugada, quando as mercadorias — como recheados cestos de açaí — chegam de todo o Pará para as mesas de moradores e restaurantes de Belém.

Fazer o tour guiado pelo Theatro da Paz

Ícone dos tempos áureos da riqueza que circulou por Belém no período do Ciclo da Borracha, o Theatro da Paz, inaugurado em 1878, é um dos mais belos palcos da arte no país. A construção impressiona e uma visita guiada será capaz de revelar detalhes da magnífica obra, como os afrescos, lustres de cristal, acústica perfeita, peças folheadas a ouro e pisos que mais parecem obras de arte em diversos ambientes. Ao sair do tour guiado, aproveite o restaurante de frente ao edifício, onde são servidos diversos petiscos típicos paraenses com um lindo visual para o Theatro da Paz.

Visite o Centro Histórico de Belém

Herança dos séculos XVII a XIX, o circuito do Centro Histórico de Belém está localizado nos bairros da Cidade Velha e Campina. O local marca o berço da cidade de Belém e ainda preserva diversas obras que nos remetem ao passado. Chamado de Complexo Feliz Lusitana, os edifícios da Cidade Velha merecem a atenção dos turistas. Não será difícil percorrer os principais monumentos, especialmente porque eles estão bem próximos. Comece a visita pelo Forte do Presépio, local onde Belém começou a se desenvolver, e de lá caminhe pela Casa das Onze Janelas, a Catedral Metropolitana de Belém, a Praça Dom Frei Caetano Brandão e a Igreja de Santo Alexandre, onde funciona o Museu de Arte Sacra. 

Depois de completar o circuito da Cidade Velha, siga para a região vizinha, onde está o bairro Campina. O local está bem próximo e tem como principais atrações o Mercado Ver-o-Peso (Praça do Relógio) e o Theatro da Paz (Praça da República). A região rende um bom passeio e excelentes compras. 

Faça o passeio de barco pela Baía do Guajará e pelo Rio Guamã

Belém é banhada pelo grandioso Rio Guamã e uma ótima maneira de ver a cidade por diferentes ângulos é percorrê-lo em um passeio de barco. Com saída das Docas no período da manhã e da tarde, o passeio da Vale Verde Turismo tem duração de 2h e possibilita um lindo visual para Belém. O tour inclui ainda apresentações de músicas e danças típicas, entre elas o animadíssimo carimbó. Deixe a vergonha de lado e levante-se para dançar. Nada como um bom carimbó ao pôr do sol para animar o ambiente. Depois do passeio, aproveite os restaurantes e bares das Docas e já fique por lá mesmo!

Curta o entardecer nos bares e restaurantes da Estação das Docas

A Estação das Docas é um dos espaços mais gostosos de Belém para quem deseja curtir uma ótima refeição ou investir na cerveja gelada para aliviar o calor. Com muitas opções de bares e restaurantes, uma linda vista para a Baía do Guajará e ambientes com ar-condicionado (você irá valorizar isso), a Estação das Docas agrada em cheio aos turistas que buscam relaxar sem se preocupar, especialmente ao entardecer, quando o espetáculo fica completo com o pôr do sol. 

Aplaque o calor com um passeio pelas áreas verdes de Belém

Se você não estiver dando conta do calor de Belém, experimente refugiar-se em um dos espaços verdes da cidade. Cercados por vegetação amazônica e repletos de sombra, os parques e bosques de Belém são um alento em dias de temperatura mais alta. O mais famoso entre os turistas é o Mangal das Garças, que conta com diversas atrações e um lindo mirante para a cidade. Além do Mangal das Garças, vale também conferir o Bosque Rodrigues Alves, o Parque Estadual do Utinga, o Museu Paraense Emílio Goeldi e o Parque da Residência. Todos são ótimos redutos para um refresco.

Vá à praia

Se o calor pedir um pouco mais que uma área verde, vá à praia! Nos arredores de Belém, será fácil curtir um bom banho de rio, com direito a ótimos restaurantes com pé na areia, redários convidativos a uma soneca e muita sombra sob as árvores. Uma ótima opção para os dias de praia é a Ilha do Mosqueiro, que tem acesso fácil a partir de Belém (73 km de estrada) e rende um bom passeio de um dia. Com mais tempo e disposição, será possível ir ainda a Salinópolis (213 km) ou Algodoal (165 km até Marudá e depois uma travessia de barco de 40 minutos), as duas regiões são banhadas pelo oceano Atlântico e estão entre os pontos favoritos do moradores de Belém para dias de descanso.

Passe um final de tarde no Complexo Turístico Ver-o-Rio

O Complexo Turístico Ver-o-Rio é uma delícia para um passeio ao final da tarde. Com banquinhos e gazebo à beira da Baía do Guajará, o espaço é um convite a uma caminhada leve com direito a pôr do sol. Quem quiser relaxar um pouquinho mais poderá ainda fazer um passeio de pedalinho ou sentar-se à mesa em um dos quiosques locais, degustar alguns petiscos paraenses e tomar uma cerveja gelada enquanto o sol se põe. O Ver-o-Rio está bem pertinho da Estação das Docas. Aproveite e estique o passeio.

Faça um passeio até a Ilha do Combu

Quem está em Belém e busca uma experiência em meio à floresta, mas não quer ir muito longe, não pode perder uma visita à Ilha do Combu. Cercada por intenso verde e repleta de igarapés, a Ilha do Combu é o lugar ideal para passar o dia com a sensação de estar em meio à floresta amazônica. Na ilha, há diversos restaurantes excelentes onde vale curtir tanto a comida quanto o ambiente. Aproveite também para fazer uma visita à Filha do Combu, que produz um dos mais famosos chocolates orgânicos da região. 

Participe do Círio e conheça mais sobre a fé paraense em Nossa Senhora de Nazaré

O Círio de Nazaré é um dos maiores festejos religiosos do mundo e movimenta mais de dois milhões de pessoas durante o mês de outubro em Belém. A principal procissão do Círio acontece sempre no segundo domingo de outubro, mas a fé está presente na cidade durante todo o ano. Para quem visita Belém fora da temporada do Círio, vale conhecer a Basílica de Nossa Senhora de Nazaré, onde está a imagem original da santa, e também o Museu do Círio, onde é possível ver objetos, fotos e saber mais sobre o Círio de Nazaré.

Invista em algumas compras

Belém oferece boas oportunidades de compras para quem busca peças diferentes do convencional. Artesanatos indígenas, cerâmicas marajoara e peças típicas do Tapajós são o carro-chefe do lugar para quem deseja levar um pouco do Pará para casa. Bons locais para compras são o Mercado Ver-o-Peso e a cidade de Icoaraci, onde está a principal produção de cerâmica marajoara. Para quem gosta de joias e gemas, um bom ponto de venda é o Espaço São José Liberto, que conta também com venda de roupas e artesanatos típicos do Pará.

Aproveite a noite de Belém

À noite, o clima de Belém dá um refresco e o momento é ótimo para uma boa cerveja à beira da Baía do Guajará. A Estação das Docas é um dos melhores locais da cidade para relaxar depois de um dia de passeio, mas vale também sentar-se à mesa em um dos bares espalhados pela cidade. Para os mais animados, forró, carimbó e tecnobrega rendem boas baladas em Belém, mas é possível também encontrar noites regadas a rock, sertanejo, funk e aparelhagem. As festas costumam ser muito animadas e algumas delas acontecem com o lindo visual para a Baía do Guajará. Veja mais sobre a noite de Belém.

Continue a viagem pelo Pará

O Pará é grande demais e vale ir muito além de Belém durante sua viagem. Para começar a desbravar o estado, confira a natureza exuberante da Ilha do Marajó e as praias incríveis à beira-rio em Alter do Chão. Cada dia de viagem pelo Pará será encantador.

  • Estacao-das-docas-de-belem

    Estação das Docas de Belém

    Nota: 5.0 de 10 (1)

    A Estação das Docas está entre os mais gostosos passeios da cidade de Belém. O complexo cultural, turístico e gastronômico localizado à beira da Baía do Guajará foi revitalizado no ano 2000 e hoje se transformou em um dos mais belos cartões-postais da cidade. Com excelente oferta de bares e restaurantes,...

  • Basilica-de-nossa-senhora-de-nazare

    Basílica de Nossa Senhora de Nazaré

    Nota:  de 10 (0)

    Há diversas versões no Pará para a fé que envolve Nossa Senhora de Nazaré. Conta a lenda mais famosa que em idos de 1700, aos pés do igarapé Murucutu, uma imagem de Nossa Senhora de Nazaré teria sido encontrada por um homem de nome Plácido José de Souza. Plácido, achando que se tratava de uma...

  • Bosque-rodrigues-alves-jardim-zoobotanico

    Bosque Rodrigues Alves - Jardim Zoobotânico

    Nota:  de 10 (0)

    O ambiente bucólico do Bosque Rodrigues Alves convida a um delicioso e relaxante passeio em meio ao centro de Belém. Escondido dos olhos de turistas menos atentos, esse parque é uma excelente opção para quem tem mais dias na capital paraense e busca um reduto refrescante para aplacar os tempos de calor intenso. Um cantinho lindo de...

  • Catedral-metropolitana-de-belem

    Catedral Metropolitana de Belém

    Nota:  de 10 (0)

    A Catedral Metropolitana de Belém, também conhecida como Sé de Belém, foi fundada em 1616, junto ao Forte do Presépio, quando a cidade ainda dava os primeiros passos rumo a se tornar a grandiosa Belém. O início da Sé de Belém é marcado por uma pequena construção de taipa e palha que abrigava...

  • Centro-historico-de-belem-cidade-velha

    Centro Histórico de Belém - Cidade Velha

    Nota:  de 10 (0)

    O Centro Histórico marca o berço da cidade de Belém. A região, onde hoje está a Praça Dom Frei Caetano Brandão, preserva edifícios construídos entre os séculos XVII e XVIII. O conjunto arquitetônico, que ganhou o nome de Complexo Feliz Lusitânia, pode ser percorrido em um passeio...

  • Forte-do-presepio

    Forte do Presépio

    Nota:  de 10 (0)

    O Forte do Presépio marca o berço da cidade de Belém. Construído no início do século XVII, o forte servia de ponto de observação e proteção contra invasões e ataques indígenas que aconteciam por terra e também pelas águas da Baía do Guajará. O povoado de Feliz...

  • Ilha-do-combu

    Ilha do Combu

    Nota:  de 10 (0)

    A intensa natureza da Ilha do Combu atrai muitos turistas que querem sentir um gostinho da floresta sem precisar sair de Belém. O lugar em nada lembra o lado urbano da cidade e é um refresco para quem busca maior contato com a natureza durante a viagem. E para chegar até esse recanto verde serão necessários apenas 15 minutos de barco....

  • Ilha-do-mosqueiro

    Ilha do Mosqueiro

    Nota:  de 10 (0)

    A Ilha do Mosqueiro é um dos redutos favoritos dos moradores de Belém para aplacar o calor e pegar uma praia. Sim! A Ilha do Mosqueiro é repleta de praias convidativas a um bom dia de descanso e muito refresco, formando um delicioso balneário para os moradores de Belém. Não estamos, entretanto, falando de praias à beira-mar,...

  • Mangal-das-garcas

    Mangal das Garças

    Nota:  de 10 (0)

    O Parque Zoobotânico Mangal das Garças está entre os passeios favoritos dos turistas que visitam Belém. A ampla área verde, que representa um pedacinho da Amazônia em meio ao centro urbano da cidade, abriga diversas espécies de aves que todos os dias proporcionam espetáculos para os turistas em busca de peixes nos lagos...

  • Mercado-ver-o-peso

    Mercado Ver-o-Peso

    Nota:  de 10 (0)

    Síntese dos sabores e cultura paraense desde 1625, o Mercado Ver-o-Peso é uma intensa experiência para os turistas que estão em Belém. Um dos maiores mercados a céu aberto do mundo, com 25 mil m² de área, o Ver-o-Peso tem variedade de produtos que impressiona, porém o que mais atrai a atenção dos...

  • Museu-do-cirio

    Museu do Círio

    Nota:  de 10 (0)

    O Museu do Círio é uma ótima pedida para quem visita Belém e deseja conhecer mais sobre uma das maiores manifestações religiosas do mundo. O Círio de Nazaré acontece sempre no segundo final de semana de outubro e tem celebrações durante todo aquele mês. Quem vai a Belém fora desse...

  • Museu-paraense-emilio-goeldi

    Museu Paraense Emílio Goeldi

    Nota:  de 10 (0)

    O Museu Paraense Emílio Goeldi é um delicioso passeio para quem busca uma ampla área verde em meio à cidade e ainda quer um cantinho para fugir do calor intenso da região. Um dos redutos prediletos dos moradores de Belém, esse parque zoobotânico com 5,4 hectares é repleto de trilhas onde vivem mais de 2000...

  • Orla-de-icoaraci

    Orla de Icoaraci

    Nota:  de 10 (0)

    A Orla de Icoaraci está de frente para a Baía do Guajará e é um gostoso passeio para quem está em busca de boas compras. Grande polo de produção e venda da famosa cerâmica marajoara, Icoaraci é repleta de artesãos que fazem peças de todos os tipos e tamanhos. O principal local de venda dos...

  • Parque-da-residencia

    Parque da Residência

    Nota:  de 10 (0)

    O Parque da Residência é um delicioso suspiro em meio à cidade de Belém. O espaço mistura uma gostosa área verde a atividades culturais e convida a um passeio relaxante, seja por 10 minutos ou por algumas horas. Marcado por um grande casarão histórico que servia de residência para os governadores do Pará, o...

  • Parque-estadual-do-utinga

    Parque Estadual do Utinga

    Nota:  de 10 (0)

    Excelente pedida para quem está com criança, deseja um passeio mais leve ou quer experimentar uma boa trilha em meio à vegetação amazônica, o Parque Estadual do Utinga é um oásis de verde em meio à cidade de Belém. Unidade de conservação ambiental, esse parque permite ter contato...

  • Theatro-da-paz

    Theatro da Paz

    Nota:  de 10 (0)

    Fundado em 1878, no auge do Ciclo da Borracha na Amazônia, o Theatro da Paz é marco do período de abundante riqueza que fez crescer e desenvolver a cidade de Belém. O edifício histórico, com traços da arquitetura neoclássica e inspirado no Theatro Escalla de Milão, foi construído para receber grandes...

Tudo que você precisa saber sobre Belém!

Esse texto sobre O que fazer em Belém faz parte do guia de Belém no Melhores Destinos

Comentários para O que fazer em Belém

Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.