Melhores Destinos
Ushuaia
Jéssica Weber Jornalista apaixonada por mato e praia, interessada na história dos lugares, na arquitetura das cidades e em comida, é claro.

O que fazer em Ushuaia: 23 atrações imperdíveis

Há muito o que fazer em Ushuaia: a cidade da Patagônia Argentina tem belezas naturais, atrações históricas, trilhas de tirar o fôlego (em ambos os sentidos) e muita coisa diferente para provar. É uma pequena potência turística construída em um dos locais mais isolados das Américas, no rabinho da Cordilheira dos Andes. 

Para fazer valer a viagem até o fim do mundo, é interessante ficar quatro dias inteiros, se possível, cinco. Se a ideia é esquiar, acrescente no roteiro alguns dias exclusivamente para atividades na neve. Mas cuidado: sei de gente que foi para lá de férias e não foi embora nunca mais. É apaixonante esse tal de fim do mundo. 

O que fazer em Ushuaia

Laguna Esmeralda. Foto: Jéssica Weber/Melhores Destinos

Escolha a época certa para viajar a Ushuaia

Ushuaia parece destinos diferentes no verão e no inverno. De novembro a março, é a melhor época se você pretende fazer trekkings e trilhas em meio aos bosques, curtindo ao máximo a luz do dia — chega a ter 17 horas de sol no solstício. 

No inverno, a cidade fica coberta de neve — ela é praticamente garantida do final de junho até meados de setembro. Tem gente que tem a esperança de avistar aurora austral, mas esse é um fenômeno exclusivo para quem vai à Antártida, não acontece nem nos meses mais frios na Argentina. Ao final do post, a gente elenca o que fazer em Ushuaia no inverno

Pode ter chuva no Ushuaia em qualquer época do ano, bem como ventos fortes, então faça uma mala bem precavida. E não marque a viagem antes de ler nosso post sobre quando ir ao Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Antes de mais nada, garanta uma boa hospedagem

Antes de decidir o que fazer, é importante pesquisar hotel em Ushuaia. Felizmente há uma rede hoteleira bem variada na cidade, mas não é barata, então é bom se planejar para garantir uma hospedagem com bom custo-benefício. 

Há hotéis pomposos que ficam mais afastados do Centro da cidade e, portanto, oferecem mais tranquilidade e sossego, e há os centrais, que permitem conhecer restaurantes, lojas e alguns pontos turísticos a pé. Leia sobre onde ficar em Ushuaia.

Ushuaia — as melhores opções de hospedagem!

A lista a seguir apresenta ótimas opções de hospedagem em Ushuaia. As acomodações foram escolhidas pela nossa equipe, priorizando qualidade, preço das diárias e localização. Também incluímos as notas do Booking.com, que indicam a avaliação que hóspedes anteriores tiveram da acomodação.

HOTEL NOTA LINK
Hostería Aonikenk 9.2 Ver preços
Las Hayas Ushuaia Resort 9.1 Ver preços
Antarctica Hostel 9.1 Ver preços
Posada Del Fin Del Mundo 8.9 Ver preços
Hosteria y Restaurante America 8.8 Ver preços
Hotel Tierra del Fuego 8.8 Ver preços
MIL810 Ushuaia Hotel 8.4 Ver preços
Hosteria Kupanaka 8.3 Ver preços
Hotel Albatros 8.3 Ver preços
Los Naranjos 8.2 Ver preços

O que fazer em Ushuaia: as atrações do fim do mundo

1 — Comece o passeio pela orla do Canal de Beagle 

Para iniciar seu roteiro pelo Ushuaia, uma boa pedida é fazer o reconhecimento da cidade caminhando pela orla do Canal de Beagle. Há um calçadão bem convidativo de onde se pode admirar as águas calminhas do estreito que liga os oceanos Pacífico e Atlântico, cercado por montanhas nevadas.

Já aproveite para garantir sua selfie nesses três pontos turísticos: 

  • Cartel Ushuaia: o letreiro que leva o nome da cidade é o lugar mais popular para fotos na cidade. Talvez tenha uma fila, mas o pessoal se organiza por conta e acaba andando rápido. A vista para a baía é lindíssima dali. 

O que fazer em Ushuaia

  • Navio Saint Christopher: está encalhado às margens do Canal de Beagle desde 1957. Ele foi um rebocador de resgate construído nos Estados Unidos durante a II Guerra Mundial e ficou abandonado em frente à cidade de Ushuaia devido à falência da empresa proprietária. Acabou virando um símbolo dos naufrágios na região. 

O que fazer em Ushuaia

  • Placa do "Fín del Mundo": a famosa placa fica em um passeio logo em frente ao porto turístico do Ushuaia, onde uma dúzia de agências turísticas ocupam cabaninhas coloridas. Ushuaia tem esse apelido por se tratar da cidade mais ao sul do planeta, a mais próxima da Antártida. 

O que fazer em Ushuaia

2 — Faça uma navegação pelo Canal de Beagle

Dali do Porto Turístico, saem os passeios de barco pelo Canal de Beagle. É um dos passeios mais tradicionais de Ushuaia, uma boa oportunidade para ver a cidade de outro ângulo, observar aves, lobos e leões-marinhos e, se você tiver sorte, até baleias. 

Seja inverno ou verão, os barcos partem diariamente do Porto Turístico do Ushuaia, de manhã e à tarde. Inclui observação da Ilha dos Lobos-Marinhos, da Ilha dos Pássaros e do Farol Les Eclaireurs, um símbolo do Ushuaia. O roteiro varia de acordo com a agência. Existe um passeio que vai até a Ilha dos Pinguins também, sem desembarque. Veja todos os detalhes neste link.

O que fazer em Ushuaia

3 — Explore o Parque Nacional Terra do Fogo

O que fazer em Ushuaia

Pequenas praias de água cristalina com montanhas nevadas enfeitando o horizonte, belos lagos, extensas turfeiras e bosques de árvores típicas da Patagônia: tem tudo isso no Parque Nacional Terra do Fogo, ou Tierra del Fuego, em espanhol. 

É dos pontos turísticos indispensáveis no seu roteiro pelo Ushuaia. Lá está, por exemplo, a Baía Lapataia, que marca o fim da Ruta 3, o Lago Acigami, o Lago Roca e a Enseada Zaratiegui, com o seu Correio do Fim do Mundo. 

Dá para fazer um passeio de carro ou ônibus de excursão pelos principais pontos do parque, mas o mais legal é fazer uma das lindas trilhas — há 40 quilômetros delas. A Senda Costera, por exemplo, tem oito quilômetros e paisagens como a da foto acima! Leia a matéria completa neste link

4 — Mande um cartão-postal do fim do mundo

O que fazer em Ushuaia

Localizado no Parque Nacional Terra do Fogo, o Correio do Fim do Mundo ocupa uma peça de zinco e madeira sobre um trapiche no Canal Beagle. Você pode comprar e enviar de lá mesmo um cartão-postal do correio mais austral do Planeta para qualquer lugar do Planeta. 

É possível ter fila: eu esperei aproximadamente 40 minutos para conseguir o selo do cartão-postal. Aproveite para observar cada cantinho desse lugar singular, os recortes de jornais, moedas de diferentes países, alguns mapas e objetos náuticos, e uma lareira velha para o carteiro se esquentar nos dias de frio cortante. Com um bigodão de marechal prussiano, o carteiro é o mesmo há mais de 25 anos! 

O homem também carimba passaportes com diferentes símbolos do fim do mundo, com desenhos de pinguins. Mas se for fazer isso, use um passaporte antigo — nesse post, a gente explica que pode complicar sua vida em algum guichê de imigração. 

5 — Ande no Trem do Fim do MundoO que fazer em Ushuaia

Ainda na vibe "onde Judas perdeu as botas", essa locomotiva é palco de um dos passeios mais famosos do Ushuaia. Enquanto corta belos cenários patagônicos, o Trem do Fim do Mundo conta a história dos criminosos mandados à penitenciária mais remota da Argentina no começo do século passado. É parte do percurso que os criminosos faziam em uma locomotiva a vapor para buscar lenha na região. 

O trem anda bem devagarinho, e o trajeto de aproximadamente uma hora é uma das formas de entrar no Parque Nacional Terra do Fogo. Então você pode escolher descer e explorar o parque ou retornar com a locomotiva até a estação inicial. Leia nossa experiência completa neste link

6 — Suba o Glaciar MartialO que fazer em Ushuaia

O Glaciar Martial é a geleira que você vê do Centro de Ushuaia, fica a apenas 7 km de distância. A montanha faz parte da Cordilheira dos Andes e seu topo permanece congelado o ano inteiro. No inverno, enche de praticantes de snowboard e esqui, e no verão, vira o lugar perfeito para trekking: você consegue chegar lá em cima e encostar no gelo. 

Além da beleza da montanha e do glaciar em si, o caminho inclui uma caminhada em meio a um bosque, com um rio cristalino de água do degelo e uma vista absurda da cidade e do Canal de Beagle. É uma atração imperdível: saiba tudo sobre ela neste link.

7 — Descubra a Laguna Esmeralda

O que fazer em Ushuaia

A Laguna Esmeralda, ou Lago Esmeralda, é um dos nossos lugares preferidos no Ushuaia. Além da cor impressionante da água (um oferecimento dos minerais carregados durante o degelo dos cerros), ela é cercada por montanhas da Cordilheira dos Andes. 

A laguna é acessada exclusivamente por meio de uma trilha de dificuldade média: são 9 quilômetros, somando ida e volta. O caminho é lindíssimo: você atravessa floresta de lengas, pântanos de turfa, margeia o riacho azul que escorre da laguna e forma pequenas quedas d'água. No verão, dá para fazê-la por conta, mas no inverno é indispensável a presença de um guia

8 — Apaixone-se pelos pinguins da Isla Martillo

O que fazer em Ushuaia

Isla Martillo é o nome oficial da Pinguinera do Ushuaia, um lugar que junta mais de 7 mil pinguins nos meses mais quentes. Há duas formas de conhecê-la: por meio de uma caminhada entre os pinguins, que precisa ser reservada com boa antecedência; ou em passeios de barco, sem descer na ilha. As excursões ocorrem, normalmente, de outubro a março, quando a ilha está cheia de pinguins. Não há garantia de operação no inverno.

A caminhada é guiada e dura apenas uma hora, e os animais passam marchando daquele jeito desengonçado lindo pertinho da gente. Mesmo com os humanos lá, eles seguem fazendo seus afazeres de pinguins, tipo seus power naps (eles tiram cochilos de 30 segundinhos), brincadeiras na água (parecem até golfinhos nadando) e bicadinhas para tirar pulgas uns dos outros (a coisa mais fofa!). Dá vontade de botar um debaixo do casaco e sair correndo, mas não faça isso, por favor. Leia mais sobre a experiência.  

9 — Prove os pratos típicos do Ushuaia

Além das famosas carnes argentinas, no Ushuaia, também há peixes raros e frutos-do-mar — é o melhor dos dois mundos. Tipo a Centolla (foto à esquerda), um caranguejo gigante que é praticamente uma marca registrada da cidade, ou a merluza negra (dir.), um peixe suculente capturado a grandes profundidades do Canal de Beagle

Eles também vão lhe oferecer cordeiro fueguino, provavelmente o prato mais tradicional da Patagônia Argentina. Assado inteiro em uma estaca, junto ao fogo de chão, quase dispensa o uso da faca, do jeito que se desfia sozinho. E, de sobremesa, que tal um sorvete de calafate? É um tipo de berry roxinho que cresce em arbustos espinhosos na natureza. Leia todas as nossas dicas de onde comer em Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

10 — Conheça o presídio histórico do Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

Ushuaia tem pouco mais de cem anos de fundação e histórias ligadas a esse presídio: a colonização da cidade foi impulsionada pela colônia penal de criminosos reincidentes. Levar presos a Ushuaia permitia ao governo povoar uma área remota que carecia de presença argentina e, ao mesmo tempo, abrir mais vagas nas prisões argentinas, que já estavam cheias. Sem contar que as próprias condições inóspitas da região dificultariam ao máximo as fugas.

O Museu Marítimo e Presídio de Ushuaia é atração indispensável para quem quer saber mais sobre essa história. Ele mostra como se dava o cárcere e conta quem eram alguns dos criminosos em exposições montadas nas próprias celas do antigo presídio. Ali também fica o Museu Antártico, o Museu Marítimo e o Museu de Arte Marinha do Ushuaia, mostra sobre povos originários da Terra do Fogo e exposições artísticas temporárias, tudo incluso no mesmo ingresso. 

11 — Faça umas comprinhas na San Martín

Fazer compras não é o que leva o povo ao fim do mundo: mesmo sendo uma região de zona franca, é difícil encontrar produtos baratos por lá. Mas se você é do tipo que não volta para casa de mãos abanando, a Avenida San Martín é a principal referência, e também um dos lugares mais gostosos para passear no Centro do Ushuaia.

Ao longo dos seus quase 2 quilômetros, há lojas de presentes, chocolate, calçados e roupas, além de muitos restaurantes e cafeterias — bater perna dá fome, né?! Há grande oferta de lojas com roupas de inverno (para frio de verdade) e para trilhas em montanha, tipo a Montagne e a Scandinavian. Também tem marcas internacionais hypadas, como Timberland, e até uma grande loja duty free, a Atlantico Sur

Vale entrar em algumas lojas de lembrancinhas e garimpar os itens mais curiosos, que vão de pelúcia de pinguim a pijama de presidiário. A La Ultima Bita é a mais famosa: fica em um prédio todo temático, com estátuas de guardas na janela e de presidiários tentando escapar pelo telhado. No piso superior tem um bar temático de navegação, o Taberna Del Viejo Lobo. Veja mais lugares de compras em Ushuaia

12 — Pegue a Ruta 3 para fazer o circuito dos lagos

O que fazer em Ushuaia

O Circuito dos Lagos é uma oportunidade de conhecer melhor a região do Ushuaia e as lindas paisagens que cercam a Ruta 3. É um passeio de dia inteiro, são mais de 120 quilômetros percorridos. 

O percurso pode mudar conforme o meio de transporte, a agência ou a estação do ano, mas costuma incluir paradas para contemplar o Paso Garibaldi, o Lago Escondido e o Lago Fagnano. Dá para percorrê-lo com veículos 4X4 (a maneira mais completa e com mais aventura), excursão (com micro-ônibus ou veículos semelhantes), com taxistas e motoristas de remis, ou mesmo de carro próprio. No entanto, nesse caso, é melhor permanecer na Ruta 3 e não explorar as estradas vicinais, que são mal sinalizadas e não contam com sinal de internet. 

13 — Admire Ushuaia das alturas em um voo panorâmico

Sabia que dá para fazer até voo panorâmico em Ushuaia? O serviço é feito em pequenos aviões ou em helicóptero e tem roteiros com diferentes tempos de duração, a partir de sete minutos. É uma oportunidade de curtir as paisagens da cidade de um ângulo, para dizer o mínimo, privilegiado. 

Você pode admirar os Andes, o Canal de Beagle, os lagos, ter uma ideia das dimensões de Ushuaia e curtir toda a natureza que a Patagônia pode proporcionar. É possível contratar passeio de helicóptero por meio da Civitatis, com a vantagem de pagar em reais com IOF já incluso no preço.  

14 — Ou faça um city tour por terra mesmo

O que fazer em Ushuaia

Se o seu negócio é terra firme, existe uma opção mais acessível e tranquila: os city tours em ônibus panorâmicos. É uma forma interessante de fazer o reconhecimento dos pontos turísticos, no começo da viagem, e entender melhor a história da cidade.

O passeio é feito em um ônibus de dois andares, parecido com os double deckers de Londres, só que azul. Ele parte da Av. Maipú, próximo ao Ponto Turístico. A bordo do "busão", você terá um audioguia em português disponível. É possível comprar o passeio chegando na cidade ou fazer a reserva antecipada em reais pela Civitatis

15 — Jante no Hard Rock do fim do mundo

Sim, o fim do mundo tem Hard Rock Café, de dois andares ainda. Eu sei que tem gente que vai em todos ao redor do mundo, e ainda garante uma camiseta, um moletom ou outra peça personalizada para a coleção, então precisava avisar. No Ushuaia ele fica no coração da cidade, bem na Avenida San Martín.

Enquanto eu esperava o meu hambúrguer (delicioso, como de costume na rede), passei em cada cantinho para ver as peças dos ídolos da música mundial. Na mesma parede, tinha uma calça cheia de escamas do Michael Jackson, uma jaqueta verde e roxa do Prince e uma camiseta branca lisa do Eminen, assinada pelo próprio: "Hard Rock, Keep Cooking". A carta de drinques e cerveja é grande, e o lugar ainda promove shows, normalmente às sextas e sábados à noite.

Na foto, a camisa do Elvis e o espartilho da Madonna:

O que fazer em Ushuaia

16 — Desbrave cavernas dentro de uma geleira

O Ushuaia ainda guarda todo o mistério das cavernas no Glaciar Vinciguerra. Mas essa é uma atração restrita aos mais preparados fisicamente, por ser um trekking de dificuldade alta. São 14 quilômetros de caminhada, somando ida e volta, e desnível de 350 metros. O tempo estimado para percorrê-lo é de oito horas, e só dá para visitar as cavernas junto de guias especializados. 

O acesso aos dois pontos turísticos se dá pelo Vale da Andorra. A trilha atravessa uma turfeira e riachos, caminhos acidentados, encostas íngremes e áreas provavelmente cheias de lama. É importante ir com botas ou tênis de trilha impermeáveis. Primeiro você acessa a imponente Laguna de los Tempanos e, em seguida, as tão esperadas cavernas da geleira. 

17 — Faça uma parada no armazém-museu do Ushuaia

O que fazer em Ushuaia

O Ramos Generales - El Almacen é praticamente um ponto turístico do Ushuaia. Fica na Avenida Maipú, em uma casa com uma pegada meio portuária, meio faroeste, e é uma mistura louca de restaurante, confeitaria, vinoteca e museu. É abarrotado de objetos antigos, nas paredes e até nas mesas onde os clientes comem. São fografias em preto e branco, brinquedos velhos, recortes de jornais, máquinas de escrever e mais tanta coisa que nem eles mais sabem que têm. 

Antes de pegar qualquer mesa, dê uma olhada por todos os ambientes da casa; cada um propõe uma viagem no tempo. Até tem cardápio, mas eles mantêm a tradição de escrever o menu do dia em um quadro negro, e é bem variado: tem pratos quentes, sanduíches, saladas e doces variados. O alfajor de amêndoas com doce de leite e coco é de lamber os beiços. Com um cafezinho puro então...

18 — Conheça uma estância histórica

O que fazer em Ushuaia

Fundada em 1996 por um missionário inglês, a Estância Harberton foi a primeira propriedade produtiva do Ushuaia e hoje abre as portas para o turista. Especialmente se você estiver de carro (a atração fica a 75 km do Centro do Ushuaia), pode se interessar em fazer um passeio guiado pela parte antiga da estância, conhecer o antigo galpão de tosquia, a carpintaria, passando por barcos que já navegaram pela Terra do Fogo — ou o que restou deles. 

A estância tem ainda um restaurante, que serve pratos típicos da fazenda, e uma casa de chá onde é possível provar tortas tradicionais da família: ruibarbo, chocolate, bolo de maçã, limão e canela, além de bolachas caseiras. Harberton abre as portas ao público de outubro a março. Você pode consultar os horários, o preço do tour guiado e tirar suas dúvidas por meio do site oficial

O que fazer em Ushuaia no inverno

A partir daqui, a gente elenca atrações exclusivas do inverno, que por motivos óbvios precisam da neve para acontecer. 

19 — Vá ao Cerro Castor, o grande centro de esqui do Ushuaia

Fotos: Cerro Castor/Divulgação

O Cerro Castor é o grande centro de esqui do Ushuaia, um dos melhores da Argentina. O complexo abre as portas de junho a outubro (as datas exatas dependem de São Pedro). Mesmo quem não é praticante de esportes de neve precisa incluir pelo menos um dia de diversão por ali. 

A 26 km do Centro do Ushuaia, conta com 35 pistas de diferentes níveis de dificuldade e 13 teleféricos e outros meios de elevação. O Cerro Castor possui ainda o maior snowpark da América do Sul — uma sequência de morros moldados cobertos de neve, que permitem saltos e manobras radicais com esqui ou snowboard — e até pista de patinação. 

O Cerro Castor tem ainda oito pontos gastronômicos, a partir dos quais é possível apreciar a paisagem fueguina de diferentes ângulos. 

Nem tudo fica perto do Centro no Ushuaia, então leia nosso post sobre transportes em Ushuaia para decidir qual lhe servirá melhor.

20 — Experimente a modalidade de esqui no plano

Se a velocidade do esqui de montanha o assusta, avalie experimentar o esqui de fundo, ou esqui cross-country. É uma atividade bem popular no Ushuaia, realizada no plano ou em solos ligeiramente ondulados. Ela permite explorar os bosques congelados e paisagens únicas nos vales que cercam a Ruta 3. 

Mas não pense que é molezinha: o esquiador utiliza praticamente todos os músculos do corpo para se impulsionar para frente. Você pode alugar equipamentos e praticar esqui de fundo no próprio Cerro Castor e em centros invernais como: Tierra Mayor, Haruwen/Park Austral, Llanos del Castor e Villa Las Cotorras. 

21 — Avalie andar em um trenó puxado por cães

O que fazer em Ushuaia

Uma atividade popular no Ushuaia é o trenó de neve puxado por cachorros. Chamado em espanhol de "trineo", ele é movido por diversos cachorros da raça husky siberiano. A atividade não costuma demorar muito, e a velocidade que os cachorros puxam as pessoas é bem rápida. Muitos centros invernais deixaram de ter a atração recentemente, mas nós a encontramos no Husky Park. 

Esse parque abre no verão também, mas sem muita coisa para fazer. Dá para aprender sobre a história das expedições argentinas à Antártida, na companhia de cães, e tirar foto com alguns huskies (são mais de 70!). Mas a grande maioria fica preso, e admito que deu um desconforto ver os cachorros acorrentados. O cuidador jurou que rolava um revezamento para soltá-los. 

22 — Acelere numa moto de neve

Para acrescentar adrenalina aos passeios, que tal dirigir uma moto de neve por estradas branquinhas, em meio a bosques e vales nevados? Você vai poder fazer essa atividade nos centros invernais: ela ocorre em grupo, que segue um guia. Alguns centros oferecem a possibilidade de fazer a viagem à noite. Imagine que emocionante.   

Tem motos de neve, ou snowcat, nos centros Tierra Mayor, Haruwen/Park Austral, Llanos del Castor e Villa Las Cotorras. 

23 — Faça uma caminhada com raquetas na neve

O que fazer em Ushuaia

É aventura demais pra você? Não criemos pânico, os centros invernais também oferecem a atividade de caminhada com raquetes de neve, ou caminata con raqueta, em espanhol. É uma oportunidade mais "de boas" para conhecer os bosques e vales nevados. 

A gente veste as raquetes no sapato para não afundar na neve fofa, o que permite entrar nos vales de lenga em segurança. Ou você aluga as raquetas para fazer seu roteiro, ou se junta às caminhadas guiadas do centro invernal, que podem ser feitas por pessoas de todas as idades.