Melhores Destinos
Ilha Grande
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Praias na Ilha Grande

Entre mais de 100 opções de praias e algumas dezenas de ilhas maravilhosas, você certamente será feliz na Ilha Grande. Difícil não se encantar com a Costa Verde do Rio de Janeiro e, mais ainda, impossível não se apaixonar por esse paraíso. A Ilha Grande foge ao padrão dos destinos mais comuns de praias no Brasil e apresenta aos visitantes porções de areia inesquecíveis. Junte a ela as belíssimas ilhas de Angra dos Reis e você terá um dos mais sensacionais destinos de praia do Brasil. 

Com 193 km² de área, a Ilha Grande oferece uma variedade enorme de tipos de praias. Você irá se deliciar em praias onde a água doce e salgada disputam espaço, praias com poucos metros de extensão, outras com quilômetros de areia branca e mirantes de tirar o fôlego. Há praias desertas, praias escondidas, praias repletas de barcos, praias geladas e praias quentinhas, outras com tartarugas e até golfinhos. Na verdade, o que não falta na Ilha Grande são praias! 

Praia-do-aventureiro

A mais movimentada da ilha é a Praia do Abraão. Nela está a maior parte das hospedagens, restaurantes e agências que realizam passeios. Ela é apenas o ponto de partida. A mais famosa praia é a quilométrica Lopes Mendes (veja como chegar), conhecida por ser uma das mais belas do país e onde o mar aberto a transforma em queridinha dos surfistas. Com cenário de paraíso e o famoso coqueiro deitado, a Praia do Aventureiro atrai quem está disposto a acampar em contato direto com a natureza. 


Praia do Caxadaço encanta por ser escondida atrás de um grande paredão de rochas e formar uma das mais espetaculares paisagens da ilha, enquanto a vizinha Praia de Dois Rios exibe uma longa faixa de areia para todos que passam no mar. A Praia da Parnaioca surpreende com o riacho que forma uma lagoa de água doce à beira-mar; a Praia dos Meros, acessível apenas por barco, tem uma inacreditável areia branca; e a Lagoa Azul Lagoa Verde atraem quem gosta de praticar snorkeling. Já a Praia da Feiticeira oferece uma deliciosa piscina natural e, com alguns minutos de caminhada, a mais famosa cachoeira da ilha. Em percursos curtos a pé, também é possível chegar à Praia do Abraãozinho, à Praia do Sobrado, à Praia da Júlia e à Praia Preta. Todas estão entre as mais procuradas da Ilha Grande por não exigirem deslocamento de barco.   

Praia-do-caxadaco


Além da Ilha Grande, há belos cenários no mar da vizinhança. A Ilha da Gipoia oferece praias espetaculares, com destaque para a Praia do Dentista, onde a areia branca separa o mar e a mata, sempre em intensos tons de verde. A Praia da Piedade e a Praia das Flexas também merecem uma visita, assim como as inesquecíveis Ilhas Botinas e Ilha de Cataguases, duas atrações imperdíveis no mar de Angra dos Reis. As opções de praias são muitas e só com várias visitas será possível conhecer a maioria delas. Ainda assim, a cada dia o mar está diferente e você terá a sensação de sempre estar em uma nova praia.   

Ilha-botinas


Vou de lancha

Há duas maneiras para visitar toda a região e conhecer várias praias: a pé ou pelo mar. Vale lembrar que carros não entram na Ilha Grande e que não há ônibus para transporte da população ou para turismo. As lanchas são a maneira mais rápida e prática para conhecer a ilha, contudo, também é a mais cara. Um passeio de lancha não sairá por menos de R$ 100 por pessoa e facilmente chegará a R$ 160. A grande vantagem é poder visitar praias que só seriam acessíveis com vários dias de trilhas. E nem todo visitante está disposto a longas caminhadas para curtir a praia. Por isso, solte os cabelos ao vento e aproveite o passeio.

As lanchas são divertidas, rápidas e muito eficientes. Para baratear o custo, evite finais de semana e feriados prolongados, além das temporadas de férias. Se estiver em grupo, feche o pacote de todos juntos. Assim você terá mais chance de ganhar um desconto. Se o grupo for grande (10 pessoas), vale até negociar um passeio privativo, com roteiro exclusivo e fora da rota mais turística. Como essa não é a realidade da maioria dos visitantes, veja, a seguir, os principais roteiros de lancha realizados na Ilha Grande. 

Praia-da-piedade

Meia Volta Ilha – Visita à Lagoa Verde, Lagoa Azul, Saco do Céu, Praia do Amor, Praia da Feiticeira (com possível caminhada até a Cachoeira da Feiticeira) e Maguariquessaba (para almoço). O tempo total do passeio é de 6h e o valor médio é R$ 120. 

Volta à Ilha – Visita às praias do Caxadaço, Dois Rios (apenas para foto panorâmica), Parnaioca, Aventureiro, Praia dos Meros e Japariz ou Maguariquessaba (as duas opções para almoço). O tempo total do passeio é de 8h e o valor médio é R$ 160. 

Ilhas de Angra, Ilhas Paradisíacas e outros similares – Visita às Ilha de Angra dos Reis. Estão no roteiro a Ilha de Cataguases, Ilha Botinas, Ilha da Gipóia (com paradas na Praia do Dentista, Praia da Piedade e Praia das Flechas) e Lagoa Azul.  O tempo total do passeio é de 5h a 7h e o valor médio é de R$ 130 a R$ 160. 

Super Sul – Visita à Ilha de Jorge Greco e às praias de Lopes Mendes, Caxadaço e Dois Rios. O tempo do percurso é de 8h e o valor médio é R$ 140. 

Os roteiros de lancha acima são os principais disponíveis na ilha, porém eles não são os únicos. Há rotas menores e mais curtas que seguem para a Praia da Feiticeira, Gruta do Acaiá (apenas em períodos específicos do ano), Lagoa Azul, Lagoa Verde e outros. Veja mais sobre os passeios de lancha na Ilha Grande.

Praia-dos-meros

Vou de escuna 

Para quem está com orçamento apertado, mas ainda assim deseja fazer um passeio pelo mar da Ilha Grande, a melhor opção são as escunas. Elas têm custo mais baixo, se comparadas às lanchas, porém oferecem rotas bem mais curtas e menos variadas. Não há passeios para o extremo da Ilha voltados para alto mar, onde estão, por exemplo, a Ilha de Jorge Greco, Praia de Lopes Mendes, Praia do Caxadaço, Parnaioca e Dois Rios. São menos interessantes que os passeios de lancha? Sim. De fato, os passeios de lancha são melhores e mais exclusivos. Mas se essa é a opção que se encaixa no seu orçamento, não deixe de ir! É importante apenas estar preparado para fazer o passeio com mais 50 pessoas e visitar locais mais próximos à Vila do Abraão, de onde partem as escunas (há também passeios partindo de Angra dos Reis). As principais rotas de escuna são:

  • Rota 1 – Lagoa Azul, Freguesia e Japariz (almoço). Valor: R$ 60.

  • Rota 2 – Ilhas de Angra – Cataquases, Botinas, Lagoa Azul e Japariz (almoço). Valor: R$ 70. 

Veja mais sobre os passeios de escuna na Ilha Grande

Vou a pé

Com grandes dimensões territoriais, é inviável conhecer muitas praias na Ilha Grande a pé, a não ser que você opte pela trilha de volta à ilha, com duração de cinco a nove dias. Se esse for o seu perfil, veja mais em trilhas na Ilha Grande. Caso você não seja o tipo de viajante disposto a encarar longas caminhadas por vários dias seguidos, mas ainda assim quer investir em trilhas, algumas praias podem ser visitadas a pé sem precisar de vários dias de caminhada. Para isso, basta usar os mapas de trilhas da Ilha Grande. Eles fornecem a distância exata do percurso e o tempo média de duração do trajeto. Localize no mapa o local onde você está e verifique quais trilhas podem ser percorridas a partir desse ponto.  

O local mais comum para hospedagem na ilha é a Vila do Abraão, por isso os percursos mais populares entre os turistas partem de lá. Trilhas como a T1 (Circuito do Abraão), T2 (Aqueduto – Saco do Céu), T10 (Abraão – Pouso) e T11 (Pouso – Lopes Mendes) têm grau de dificuldade leve e permitem conhecer várias belas praias. Com alguns minutos de caminhada (em alguns casos, poucas horas), você conhecerá a Praia do AbraãozinhoPraia do SobradoPraia da JúliaPraia PretaPraia da Feiticeira, Praia Preta, Praia do Pouso e a mais famosa da Ilha, a Praia de Lopes Mendes (também acessível por um pequeno trajeto de barco até Pouso e depois uma caminhada de 20 minutos).

Essas são apenas algumas das praias com percursos mais fáceis de serem feitos em trilhas. A depender de onde for a hospedagem, o viajante terá acesso a outras trilhas para serem percorridas a pé em apenas um dia. Os mapas distribuídos por toda a ilha são muito fáceis de consultar e as trilhas são bem demarcadas. Basta um pouquinho de disposição para chegar até as praias sem precisar pagar pelos passeios.