As íngremes ladeiras repletas de casarões coloniais coloridos se destacam em meio à Serra dos Cristais e formam a impressionante paisagem de Diamantina. O anúncio de tanta beleza acontece ainda na estrada que leva à cidade histórica, quando o contorno das montanhas transforma o caminho em um cenário cinematográfico. Difícil manter os olhos na pista enquanto se está dirigindo em um dos mais lindos destinos de Minas Gerais. Embarcar em alguns dias de passeio para Diamantina é como fazer uma viagem por séculos de história, sempre recheado de muita beleza.

Mirante-de-diamantina

A cidade de Diamantina está localizada a 300 km da capital Belo Horizonte e é ponto de partida de uma das rotas mais populares para o turismo mineiro: A Estrada Real. Por muitos anos esquecida pelos visitantes, Diamantina recebeu o título de Patrimônio Cultural da Humanidade pela UNESCO em 1999 e desde então busca novos rumos para o turismo. Cada dia mais movimentada, Diamantina reserva preciosidades que vão além da história ligada à extração de diamantes no século XVIII. Os charmosos casarões e igrejas centenárias que compõem as ruas de pedras estão entre as maiores atrações de Diamantina. Eles são palco do maior espetáculo local: a Vesperata. O show reúne dezenas de instrumentistas que emocionam os visitantes em interpretações musicais sob comando de um maestro em meio ao público. 

Diamantina

Chamada de Arraial do Tijuco, a região era o maior centro de extração de diamantes do mundo ocidental no século XVIII. Tanta riqueza fez com o que Diamantina desenvolvesse uma das aristocracias mais requintadas do período colonial. Parte dessa história, que envolve intenso uso de mão de obra escrava, é lembrada pela presença de Chica da Silva, escrava alforriada que mantinha relacionamento com um dos homens mais ricos da colônia: o contratador João Fernandes de Oliveira.

A extração de diamantes perdeu força em meados do século XIX e outras atividades tomaram conta de Diamantina, entre elas a produção têxtil, responsável pela bucólica Vila do Biriri. Hoje, o local é um dos principais pontos turísticos da cidade. Cercada por intensa vegetação, cachoeiras e poços, o Parque Nacional do Biriri reflete bem a vocação de Diamantina não só para o turismo histórico, mas também para aventuras em meio à natureza.

Diamantina

Diamantina é uma cidade pequena e a região turística pode ser visitada em poucos dias. Aproveite um feriado prolongado para percorrer as intensas ladeiras do Centro Histórico, tomar um banho de cachoeira e, de quebra, ainda aproveitar a boa culinária mineira, preferencialmente aos pés de uma árvore na encantadora Vila do Biribiri. Veja no Guia de Diamantina tudo sobre o que fazer na cidade, os principais pontos turísticoscomo chegar a Diamantina, onde se hospedar, as datas da Vesperata e muito mais. Descubra Diamantina! Ela é apenas a porta de entrada para um dos mais belos roteiros pelas cidades históricas de Minas Gerais.