Melhores Destinos
Diamantina
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

O que fazer em Diamantina

Diamantina recebe os visitantes para dias de imersão na cultura e história de Minas Gerais. Cercada por belas paisagens naturais e povoados encantadores, Diamantina oferece um bom roteiro histórico, igrejas de grande beleza, cenários deslumbrantes em meio a casarões coloniais e ainda a oportunidade de curtir uma cidade cercada por paisagens naturais maravilhosas na Serra da Espinhaço. Sem falar em eventos como a Vesperata, que atrai milhares de turistas para a cidade. Aproveite alguns dias de viagem para curtir e descansar em Diamantina. As obrigações turísticas a cumprir não são muitas e você poderá vivenciar a cidade com calma.

Diamantina

Escolha uma deliciosa pousada em Diamantina

Grande parte das atrações turísticas de Diamantina está localizada no Centro Histórico, que tem como ponto central a Catedral Metropolitana de Diamantina. A igreja é uma excelente referência para saber se o hotel está ou não em uma boa localização. Quanto mais perto, melhor. Você não precisará de carro para se locomover entre os principais pontos turísticos, estará próximo a restaurantes, comércio e, de quebra, dentro da área mais charmosa da cidade. Apesar de bem turística, a cidade de Diamantina não oferece tantas opções de hospedagem. Grande parte das pousadas é bem simples e com poucos quartos, por isso, garanta com antecedência a sua hospedagem.

Confira os detalhes sobre onde ficar em Diamantina e as melhores opções de pousadas!

HOTEL NOTA LINK
Casa Antunes 9.4 Ver preços
Pousada Mariana 9.3 Ver preços
Pousada Relíquias do Tempo 9.2 Ver preços
Pouso da Chica 9.2 Ver preços
Hotel Estilo de Minas 9.1 Ver preços
HOTEL CANTO DO CHAFARIZ 8.9 Ver preços
Pousada do Garimpo 8.8 Ver preços
STUDIO 53 8.8 Ver preços
Diamante Palace Hotel 8.3 Ver preços
Hotel Tijuco Turismo 8.1 Ver preços

Veja onde começa a Estrada Real e o Caminho dos Escravos

Marco inicial do Caminho do Diamante e parte da Estrada Real, Diamantina é o ponto de partida de muitos viajantes que desejam seguir a rota de 1.630 km que leva a Paraty, no Rio de Janeiro. Para começar a entender esse trajeto — que era usado para escoar as riquezas brasileiras até o Rio de Janeiro entre os séculos XVIII e XIX —, nada como visitar o Caminho dos Escravos. O local, ainda bem preservado, dá a dimensão de como era a Estrada Real. O percurso, construído com trabalho escravo, era a via por onde a produção de pedras preciosas era escoada de Diamantina. Também se tem no local uma bela vista geral de Diamantina e da paisagem que a cerca.

Caminho-dos-escravos

Não perca o espetáculo da Vesperata

Mais tradicional evento de Diamantina, a Vesperata atrai milhares de turistas para o Centro Histórico da cidade. Sob as sacadas dos casarões coloniais, em meio à Rua da Quitanda, visitantes se amontoam sentados à calçada ou às mesas dos restaurantes para ver a apresentação da Vesperata. Nas varandas, músicos da Banda do 3º Batalhão da PMMG e da Banda Mirim Prefeito Antônio de Carvalho tocam clássicos brasileiros e mundiais sob regência do maestro que, em meio ao público, comanda o espetáculo. As mesas são disputadas e os turistas podem comprar com antecedência os convites para se sentarem em posições privilegiadas. É claro que vale curtir também em um cantinho da calçada. O mais importante é a música! Veja mais sobre a Vesperata de Diamantina.

Diamantina

Visite as igrejas do Centro Histórico e assista a um concerto de órgão 

Grande parte das atrações de Diamantina está concentrada no Centro Histórico. Apesar das ladeiras que exigem um certo preparo físico, a região pode ser toda percorrida a pé em um ou dois dias. Com um mapa na mão, será fácil se locomover entre as vielas de pedras e encontrar alguns dos tesouros tombados e protegidos pela UNESCO, entre eles as igrejas que compõem o conjunto arquitetônico de Diamantina. 

Diamantina

As principais igrejas para visitação na cidade são a Igreja Nossa Senhora do Carmo, a Igreja de São Francisco de Assis e a Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos. As três se destacam pela arquitetura da fachada e também pelo rico interior, com forros pintados e altares bem trabalhados. Também com belas fechadas coloniais, mas com interior mais simples, a Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo e a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim são encantadores cenários em meio aos casarões de época. Com construções mais simples, vale conferir a Capela Nossa Senhora da Luz e a Igreja Nossa Senhora das Mercês. Entre as obras mais recentes estão a Catedral Metropolitana de Diamantina, localizada no coração do Centro Histórico, e a Basílica do Sagrado Coração de Jesus

Igreja-de-sao-francisco-de-assis

O concerto de órgão que acontece na Igreja Nossa Senhora do Carmo é um dos grandes destaques da cidade. Nas datas de apresentação, o espetáculo acontece ao som de um órgão que data do século XVIII. O evento acontece sempre às sextas-feiras, às 20, em datas pré-definidas. Para consultar a agenda, visite o site do Órgão de Diamantina

Igreja-nossa-senhora-do-carmo

Percorra os museus da cidade e conheça mais sobre a história de Diamantina

Quem gosta de conhecer a fundo a história das cidades por onde passa não pode perder a chance de visitar os museus de Diamantina. Apesar de pequenos, eles ajudam a contar como o antigo Arraial do Tijuco se tornou a cidade que é hoje. O Museu do Diamante ajuda a entender como aconteceu o enriquecimento de Diamantina com a descoberta dos diamantes. A Casa da Chica da Silva também é um bom ponto para entender a relação entre os diamantes, a escravidão e a vida de uma das mais marcantes figuras na história de Diamantina. O Instituto Casa da Glória, um dos ícones da arquitetura local, conta a história da mineração. Já a Casa de Juscelino explica um pouco sobre como o jovem cidadão de Diamantina chegou ao posto máximo do país, tornando-se presidente da república. 

Instituto-casa-da-gloria

Passe o dia no Parque do Biribiri

Entre cachoeiras e paisagens espetaculares, turistas aproveitam Diamantina também fora do circuito histórico. No Parque Estadual do Biribiri a natureza recebe os visitantes que podem curtir quedas d’água como a Cachoeira da Sentinela e a Cachoeira dos Cristais. O passeio ainda pode ser extendido até a bucólica Vila do Biribiri, onde charmosas casas formam cenário com a serra e são destino perfeito para quem quer apenas descansar e experimentar um pouco da maravilhosa culinária regional.

Parque-estadual-do-biribiri-cachoeira-da-sentinela

Não deixe de aproveitar a culinária mineira

Difícil imaginar uma viagem a Minas Gerais sem degustar uma das suas mais famosas atrações: a comida! Aproveite o fogão a lenha dos restaurantes da Vila do Biribiri, os pratos típicos servidos aos sábados no Mercado Velho ou um dos restaurantes da cidade. O importante é não se privar do sabor mineiro. Vale também investir na culinária das regiões vizinhas, como o queijo do Serro. Veja mais sobre onde comer em Diamantina

Vila-do-biribiri

Visite as cidades próximas a Diamantina

A região de Diamantina faz parte da rota da história colonial de Minas Gerais. E ela não está sozinha. Outras pequenas cidades merecem a visita, seja pelos belos cenários do interior, pelas cachoeiras ou pela oportunidade de comer uma verdadeira comida mineira caipira. Bem pertinho de Diamantina é possível fazer passeios de um dia para São Gonçalo do Rio das Pedras, Milho Verde e a cidade do Serro. As três são encantadoras! E se você tiver planos para ir de Belo Horizonte a Diamantina de carro, não deixe de passar também pela Serra do Cipó. A visita é imperdível especialmente para quem faz a linha turismo de aventura. Nesse caso, invista em algumas noites por lá, assim você terá chance de conhecer as cachoeiras e trilhas da região. 

Serro

Fotografe a paisagem de Diamantina e os casarões coloniais

O percurso na estrada que leva a Diamantina já seria capaz de ocupar um cartão de memória inteiro da câmera fotográfica. Contudo, a cidade também reserva vários cenários deslumbrantes. Entre janelas e portas coloridas, ruas de pedras e luzes amareladas, será difícil resistir a muitos cliques em Diamantina. Aproveite a iluminação ao cair da noite, os mirantes — como o do Cruzeiro da Serra —, e registre intensamente as maravilhas dessa cidade histórica protegida e declarada Patrimônio da Humanidade pela UNESCO. 

Diamantina