Melhores Destinos
Diamantina
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Pontos turísticos de Diamantina

Os pontos turísticos de Diamantina estão quase todos concentrados no Centro Histórico, o que facilita bastante a vida do viajante. Será possível conhecer todas as igrejas, os pequenos museus e os principais casarões e sobrados coloniais da cidade em um fim de semana. Com um pouco de disposição para encarar as íngremes ladeiras, grande parte dos pontos turísticos poderá ser percorrida a pé. Um mapinha certamente irá ajuda nesse momento.

É bastante fácil se localizar entre as ruas de Diamantina e nem será necessário um GPS para percorrer toda a rota turística do Centro Histórico. Mas é claro que nem tudo está no miolo da cidade. Não perca a chance de visitar o Parque do Biribiri, o Caminho dos Escravos e as atrações ao redor de Diamantina, como a Gruta do Salitre e as cidades do Serro, Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras

Serro


Visitar as principais atrações de Diamantina por dentro e por fora exige um certo grau de sorte dos turistas. Muitas igrejas da cidade não permanecem abertas durante todo o dia. Na verdade, o horário de funcionamento é bastante aleatório. Normalmente abrem apenas por algumas horas e somente nos fins de semana. Conseguir ver o interior de todas elas é bastante difícil. E fotografar, nem pensar! Quase sempre é proibido o registro fotográfico do interior das igrejas. Já os museus têm horário de funcionamento mais rígido e ajudam os viajantes a não perderem a viagem. Ao visitar Diamantina, é preciso estar atento aos dias da semana. De segunda a quarta-feira, muitas atrações permanecem fechadas. Prefira ir à cidade de quinta a domingo, por mais que isso signifique hospedagem mais cara e cidade mais cheia.

Instituto-casa-da-gloria

Centro Histórico

Comece o passeio pela Catedral Metropolitana de Diamantina, que marca o coração do Centro Histórico. De lá, siga para o Museu do Diamante e, bem de frente, veja o belo sobrado da antiga Casa da Intendência. Continue o passeio até a Igreja de São Francisco de de Assis, localizada de frente para a bela Praça JK e para o prédio do Fórum de Diamantina, construção lindíssima do século XVIII. 

Catedral-metropolitana-de-diamantina


Aproveite o horário do almoço e dê uma passadinha no Mercado Velho, onde são vendidos vários quitutes mineiros. De lá, visite a charmosa Capela Imperial de Nossa Senhora do Amparo, passando pela Casa do Muxarabi, um dos belos exemplares da arquitetura colonial de Diamantina. Na mesma região, conheça a Igreja de Nosso Senhor do Bonfim.

Igreja-de-nossa-senhora-do-amparo


Andando mais um pouco, você chegará ao Teatro Santa Izabel, vizinho à Igreja de Nossa Senhora do Rosário dos Pretos, com história ligada aos escravos e belo interior. Na volta, passe pela Casa de Chica da Silva e pela Igreja Nossa Senhora do Carmo, uma das mais belas de Diamantina. Se o tempo e energia ainda permitirem, siga para a Casa de Juscelino Kubitschek e depois visite a Casa da Glória, onde está o passadiço que é marca registrada de Diamantina. Pra quem ficar mais tempo na cidade, vale também conhecer a Igreja de Nossa Senhora das Mercês, a Igreja da Luz e a Basílica Sagrado Coração de Jesus. 

Igreja-nossa-senhora-do-carmo


No final do dia, não deixe de ir até o mirante do Cruzeiro da Serra para ver Diamantina do alto. Bem pertinho de lá, está o Caminho dos Escravos, estrada construída com trabalho escravo para levar os diamantes e metais preciosos de Diamantina até Ouro Preto e depois para o Rio de Janeiro. O caminho que deu origem à Estrada Real é hoje uma das principais rotas turísticas de Minas Gerais. 

Mirante-de-diamantina

Esse percurso pode ser feito todo em um só dia, mas será preciso correr. E como há algumas ladeiras no caminho, correr pode não ser uma ótima ideia. Se quiser ver tudo com calma, invista em dois dias para realizar a rota. 

Parque Estadual do Biribiri

O passeio está entre os prediletos de quem vai a Diamantina. Com belas cachoeiras, paisagens espetaculares e uma vila colonial bucólica, o Parque Estadual do Biribiri agrada a todos os viajantes que buscam sossego e contato com a natureza. O lugar é ideal para passar um dia inteiro curtindo sem pressa. Vale banho na Cachoeira da Sentinela e na Cachoeira dos Cristais, além de um bom almoço na aconchegante Vila do Biribiri

Vila-do-biribiri

Atrações próximas

Nem todos os pontos turísticos da região estão em Diamantina, por isso, invista em passeios para as cidade próximas. Elas também guardam muito da história de Minas Gerais. As cidades fazem parte da Estrada Real e reservam belos cenários, igrejas e arquitetura histórica. Os principais destinos ao redor de Diamantina são as cidades do Serro, Milho Verde e São Gonçalo do Rio das Pedras. Cada uma delas reserva surpresas e belezas escondidas, assim como em todas as pequenas cidades do interior de Minas Gerais. Na dúvida, visite várias delas! Veja mais sobre o que fazer em Diamantina

Serro