Melhores Destinos
Alter do Chão
Monique Renne Repórter fotográfica. Com um mundo inteiro a ser descoberto.

Passeios em Alter do Chão

Alter do Chão é ainda melhor quando podemos percorrer diversas praias, lagoas, canais, igapós, florestas e tantos outros cenários espetaculares nos arredores do Rio Tapajós e seus afluentes. Ao viajar para Alter do Chão será fácil encontrar diversas opções de passeios. Para sermos honestos, cada centímetro da margem dos rios Tapajós e Arapiuns pode virar uma bela praia na época da seca. Sem falar nas incríveis florestas e áreas alagadas que encantam os turistas. Algumas atrações de Alter do Chão oferecem infraestrutura de restaurantes e por isso recebem maior número de visitantes. Há também paraísos desertos e cenários ideais para quem busca maior contato com a natureza. Tenha em mente que tudo em Alter do Chão é lindo! Não se preocupe se o barqueiro sugerir uma nova rota ou se você estiver a caminho de uma praia que nunca ouviu falar. A chance de ela ser maravilhosa é bem grande! 

Os passeios em Alter do Chão partem quase sempre da orla da vila, onde barcos e lanchas recepcionam os viajantes. Para realizar um tour, vale contratar uma agência de turismo ou um barqueiro particular. Há diversos profissionais à disposição na ATUFA (Associação de Turismo Fluvial de Alter do Chão), mas também é possível entrar em contato com um barqueiro recomendado pela pousada ou por outros turistas. A vantagem de contratar um passeio privativo é a possibilidade de alterar o roteiro, ficar mais tempo na sua praia favorita e incluir atrações fora do previsto. No caso do passeio particular, o custo varia de acordo com o número de turistas e rota escolhida. Para economizar, junte-se a outros viajantes. Com um bom grupo, você terá passeios garantidos! Os custos dos tours de um dia em Alter do Chão variam, em média, entre R$ 100 e R$ 150 por pessoa em barcos particulares. Já nas agências o preço é um pouco mais salgado e pode chegar a R$ 250 o tour de um dia.

Tanto os passeios privativos quanto com agências costumam oferecer paradas em diversas atrações ao longo do dia. Os barcos e lanchas partem de Alter do Chão pela manhã e retornam depois do pôr do sol (quase sempre o entardecer acontece em uma linda praia). Os passeios de Alter do Chão costumam combinar faixas de areia próximas ou que estão no mesmo sentido do rio. Em um tour de um dia, o mais comum é que haja três ou quatro paradas para banho. Quase sempre há uma parada para almoço e outra, ao final da tarde, para ver o pôr do sol. As paradas dão tempo suficiente para tirar muitas fotos e também curtir o lugar sem correria. Ah! Os barcos e lanchas costumam ter local para levar bebidas. Garanta a sua antes do embarque em um dos mercadinhos locais e não se esqueça de comprar o gelo.

Apesar de haver incontáveis praias, alguns passeios se tornaram mais populares entre os visitantes e são oferecidos por muitas agências e barqueiros da região. Entre os locais mais procurados, vale conferir os roteiros que passam pela Ilha do Amor, Lago Verde, Floresta Encantada, Morro da Piraoca, Praia da Ponta de Pedras, Lago Preto, Ponta do Cururu, Ponta do MuretáPraia do Carapanari, Ponta do Jutuba, Praia do Pindobal, praias do Rio Arapiuns (Praia do Icuxi, Ponta do Toronó e Ponta Grande), Praias de BelterraFlona Jamaraquá, Canal do Jari e o encontro das águas do Rio Tapajós com o Rio Amazonas. Ainda que essas sejam atrações famosas, não se prenda só a elas. Todos os destinos nos arredores de Alter do Chão são maravilhosos.

Quem estiver com mais tempo disponível e curtir aventuras menos comuns poderá ir além dos passeios de um dia e investir em roteiros mais longos e com pernoite nas praias, em comunidades ribeirinhas ou em meio à Floresta Nacional do Tapajós. Nesses casos, vale contratar o tour em uma agência ou combinar o horário de retorno com um barqueiro. Uma noite em uma praia deserta à beira do Tapajós pode ser uma experiência inesquecível, assim como dormir na rede em uma comunidade ribeirinha às margens do Rio Arapiuns ou em meio à exuberante Flona Jamaraquá.

Ao embarcar rumo a Alter do Chão, é muito importante ficar atento ao calendário das chuvas. As famosas praias à beira do Rio Tapajós e Rio Arapiuns aparecem apenas no período de estiagem — especialmente entre agosto e dezembro — quando o nível da água diminui e as margens de areia surgem na paisagem. Esse é o período conhecido como verão amazônico, época que marca a alta temporada na região e quando os passeios pelas praias estão garantidos. Já na época das chuvas — especialmente entre fevereiro e junho — as praias desaparecem e a paisagem ganha novos recortes. Conhecido como inverno amazônico, esse período é ideal para fazer passeios pelas florestas e igapós, quando a vida silvestre se torna mais ativa e a paisagem alagada proporciona cenários muito diferentes da época da estiagem. Veja mais sobre quando ir a Alter do Chão.