Siem Reap

Camboja Marcou a nossa história

  • Image Paula    há quase 8 anos Balloon-quotation

    Quando eu aprendi sobre o Camboja na escola, nunca imaginei que algum dia eu fosse ver aquela triste história tão de perto….

    Final dos anos 70, regime Khmer Vermelho. Pol Pot, o governante da época, fechou todas as escolas, hospitais, templos, igrejas e comércios levando todas as pessoas para trabalhar na lavoura. Ninguém mais possuía bens e quem era considerado uma ameaça ao sistema (médicos, professores, advogados ou qualquer um que falasse uma língua estrangeira) era levado pra uma fazenda onde eram torturados até a morte.

    No total foram 3 milhões de pessoas mortas ….. Quem não morreu de tortura, morreu de fome ou doença.

    Eu imaginava encontrar um povo sofrido e sem alegria, carregando marcas desse extermínio tão recente….. Mas eles nos surpreenderam dando uma aula de bondade, simplicidade e felicidade pura.

    Não vou escrever aqui a história de cada um dos tantos templos que visitamos, pois o texto ficaria muito longo…. Vou resumir em sentimentos!

    Siem Reap é uma pequena cidade que abriga o circuito dos templos de Camboja considerado patrimônio da humanidade pela Unesco. Pensei que seria um pouco cansativo ver ruínas e mais ruínas, mas no final do primeiro dia eu queria mais e mais!!!

    Os templos (a grande maioria budista) foram construidos a mais de mil anos atrás e ficaram abandonados por muitos e muitos anos, redescobertos somente no seculo 19 !
    É indescritível!!! O detalhe das paredes, as formas, a imponência no meio do nada, a energia…. Os sinais da história mostrados nos detalhes, na natureza ao redor, nas raízes das árvores que invadem as paredes, nos corredores sombrios, nos labirintos, nas faces das esculturas que nos observam a medida que a gente se mexe, na perfeição da engenharia e arquitetura!!

    O melhor horário para visitar os templos é bem cedinho, pois a quantidade de turistas (chinas e japas) é bem menor!! Vale a pena assistir o nascer do sol no Angkor Wat. Para isso tem que sair do hotel as 4:30 da manhã….

    Passamos pelo portão principal do templo com lanternas para iluminar o caminho….. Escutamos morcegos e ratinhos passando…. não conseguimos enxergar nada, tudo preto em nossa frente, realmente assustador!
    Achamos um bom lugar para posicionar a máquina, e foi só esperar!!! De repente, como mágica, o céu começa clarear e lá está ele…. Angkor Wat, o maior templo religioso do mundo, o símbolo do Camboja surge da escuridão…. O céu vai mudando de cor e nós ali paralisados, sem palavras mediante tanta beleza!!!

    Foram dois dias intermináveis e bem cansativos para conhecer todos os templos…. adotamos um motorista de tuktuk muito simpático que nos mostrou tudo!!

    Conhecer o Camboja mexe muito com a gente, é muita pobreza, carência, sujeira, crianças e idosos trabalhando!!
    Não sei porque, mas crianças sempre chamam a minha atenção, não consigo simplesmente ignorar e passar reto! O sorriso é automático e acredito ser por isso, elas sempre se aproximam e grudam em mim!!!

    Em um dos templos, conheci uma menina que marcou a minha passagem pelo país, a Sah. Ela vendia enfeites simples para os turistas que chegavam no templo. Fiquei conversando com ela um bom tempo, e ela insistindo para que eu comprasse, em um inglês perfeito!! Estávamos sem dinheiro, ela tentou vender para outros turistas, mas sempre acabava voltando em mim!! Porém eu não podia ajudar, dei um abraço nela me despedindo!!

    Ela olhou nos meus olhos estendeu a mão com um passarinho feito de palha e disse: “Paula, é um presente pra você!” Eu fiquei super incomodada e disse que não poderia aceitar, afinal era o trabalho dela e sua mãe ficaria braba! E ela abriu um sorriso dizendo que a mãe não era assim e que ela estava me dando porque tinha gostado muito de mim…. Me deu um beijo e saiu correndo, me deixando ali, estática e em prantos!!!

    Como pode? A menina não tinha nem calçado e me deu de coração a única coisa que ela tinha pra oferecer!!! Tanta gente tem tanta coisa e não abre os braços para dar nem um abraço!! E muito emocionada, revi meus valores!!! Essa criança mal sabe o que esse pequeno e puro gesto significou pra mim!

    No mais foi tudo muito agradável…. boa comida, preços baixos, sorrisos por todos os lados, pessoas queridas, ambiente acolhedor…. ADORAMOS CAMBOJA!!

    Abraços & boas vibrações a todos
    Paula & Teco
    Blog: De Repente Mudou - derepentemudou.wordpress.com
    Face: facebook/derepentemudou
    Insta: @derepentemudou

Enviar Comentário