Jorge Bruno Barbosa
Jorge Bruno Barbosa

  1. Avaliações de Paris Y9vkh Jorge Bruno Barbosa
    há 5 anos
    10,0
    Bom

    Paris é linda nas grandes e nas pequenas coisas! As ruas, os prédios de séculos de existência, as árvores, o rio Sena, as pontes, as igrejas... A arquitetura das edificações é muito bela e rebuscada, além de imponente e bem conservada! A natureza em Paris também se faz muito presente! Já fui à cidade na primavera e no inverno, e posso dizer que em cada estação a cidade se revela de uma maneira diferente. O inverno, em minha opinião, é a época mais bonita, com as árvores todas secas, e o vento frio a correr, tudo isso com o canto dos pássaros voando sobre o Sena ao fundo, e o céu azul! A comida é também fantástica, sobretudo os doces! Definitivamente Paris é o lugar certo pra quem gosta de comer, e você encontra boa comida e bons locais pra comer sem ter que gastar muito (em média de 15 a 25 euros por uma boa e farta formule). As boulangeries, patisseries, rotisseries, croissanteries, e tudo o mais, são uma ótima pedida, e tenho certeza que se tem uma coisa que ninguém pode reclamar da cidade é sobre a comida! Pra comer bem e barato, vá ao Quartier Latin! O transporte público é bem eficiente e o metrô cobre a cidade inteira. Os parisienses são super gente boa, sempre dispostos a darem informações, a te explicarem o caminho, até mesmo a conversarem. Das vezes que fui à cidade, nunca encontrei ninguém mal-educado ou que se recusasse a responder, bastando que você fale um pouquinho de francês... Recomendo, além dos restaurantes franceses, os restaurantes árabes, que tem uma comida espetacular, a preços mais acessíveis. Os imigrantes de Paris também são super gente boa, e são um tanto mais "calorosos" que os próprios franceses, dada a diferença cultural entre eles e o povo europeu, que tende a ser mais reservado e profissional. Mesmo os bairros mais afastados, tipicamente populares, são bonitos e bem servidos, com ótimos restaurantes e várias estações de metrô. Digo que é nesses bairros que você tem a sensação do real cotidiano parisiense, pois é lá que estão as pessoas mais simples, trabalhadoras, e onde não há muitos sinais de turistas por perto, o que te permite observar o cotidiano dos moradores da cidade. No final. Paris é uma grande mistura, um caldeirão cultural, cheia de gente de todos os tipos, todas as cores e nacionalidades. O barato da cidade é você saber aproveitar tanto a parte turística tradicional quanto a cidade em si, nas suas mais quasímodas idiossincrasias.

    As estações de metrô são um tanto sujas e, por vezes, fétidas. Há ruas, também, que apresentam sujeira, embora nada disso ofusque a beleza da capital francesa.
    O Louvre é muito cheio (embora lindo), sempre lotado de pessoas que preferem tirar fotos das obras do que realmente apreciá-las.
    Há que se ter um certo cuidado com os pickpockets no metrô e nos pontos turísticos. Nunca fui furtado na cidade, mas pequenos furtos não são raros no dia-a-dia de Paris.
    O esquema de linhas do metrô pode ser confuso da primeira vez que se usa, especialmente se não se atentar pra diferença entre o Metro e o RER (sistema de trens suburbanos), cujas linhas e estações se unem no centro de Paris.
    A Champs-Elysees é furada pra quem não gosta de compras! Lojas, lojas e mais lojas! Nada muito especial...
    A Torre Eiffel também é um pouco furada! Muita gente, muuuuuuuitas escadas pra subir, e a vista de Paris do alto não é muito encantadora. Penso que Paris é pra ser vista de suas ruas e não do alto.
    Por fim, friso que nenhum dos pontos "ruins" parisienses é capaz de tornar a cidade um pouquinho que seja menos encantadora!

    Seja o primeiro a comentar essa avaliação. Cadastre-se ou faça login.