Cesar Santos
Cesar Santos

  1. Avaliações de Porto Seguro Djwyz Cesar Santos
    há 3 meses
    5,0
    Ruim

    Sugiro ter como primeiro passeio a praia de Coroa Vermelho (melhor praia e tem um custo de alimentação melhor). O Hotel bosque do porto, te oferece um boa acomodação com quartos e áreas sociais sempre limpas e cheirosas, as áreas de lazer são bem interessantes e tem uma academia ótima. O barraca do Gaucho em taperapuã tem um comida por quilo que é muito boa (a melhor que comi durante a minha estada por lá) e uma das poucas opções que tem um preço aceitável

    Os comerciantes são irritantes, tanto logistas quanto ambulantes, eles vão te buscar no meio da rua para comprar com eles e acham ruim quando não queremos nada, na passarela do Álcool acontece a mesma coisa ele quase que tem empurram a força para os restaurantes, O valor das refeições beira ao absurdo (ou seja duas refeições ao dia sai por volta de 100 a 120 reais) existem opções um pouco mais baratas mas difíceis de achar se for turista. Banheiros na grande maioria dos lugares são cobrado taxas de uso, taxistas que não querem ligar o taxímetro, Enfim apesar se ser um cidade bonita e com uma historia incrível, foi a pior cidade turística que visitei no Brasil

    Comentários da avaliação

    • Missing veronica ferreira de oliveira dias há 3 meses

      Estou pensando em conhecer Porto Seguro, mas seu comentário me fez lembrar que passei por isso em Salvador e odiei. Não fiquei mais que 2 horas na cidade e voltei para o Navio. Aquele povo querendo vender, outros querendo por fita no meu braço. Em determinadas cidades, não sei onde começa e termina o respeito da privacidade humana. Seu comentário, com certeza vai me ajudar a lidar com a situação. Já estou pensando em andar com uma placa, escrito assim: NÃO ME ABORDE. Infelizmente alguém vai ouvir gritos se não me respeitar.
      Hoje em dia não estou para aguentar gente me importunando. O gostoso de passear é curtir. Os vendedores locais precisam aprender a ser educados. Eu só como ou compro quando não vem gente atrás de mim. Gosto de liberdade e acredito que a maioria da população também. Devem existir muitos lugares assim. Eu infelizmente também passei por isso no centro de Milão. Os ambulantes até puxam as pessoas pelo braço. Acredito que em algum dia foram vendedores de calçados. Rs eles adoram fazer isso quando paramos na vitrine.

    Para comentar você precisa se cadastrar ou fazer login.